Sporting Clube Os “Belenenses”

Já pensava que o jogo ia a prolongamento e até estava a preparar duas substituições a pensar nisso. Sofremos o 3-1 quando já não esperava."


Jesus

__

Jesus regressou do intervalo com passada vigorosa. A câmara apanhou-o à saída do túnel. Vinha sozinho, altivo, peito cheio. Estava a 50 minutos de voltar a provar que o Sporting era ele. Porque ele era o futebol. Sem se ver, o comentador da RTP, companheiro do narrador, garantia que estava quase. E deu uma razão do foro estatístico. Estando o Sporting a vencer ao intervalo a tal equipa com que tinha perdido por 3 a 1 há 10 anos, igualmente nesse jogo tendo ido para intervalo a vencer, não seria possível que a história se repetisse. Tais coisas não acontecem, declarou com sentida confiança. Independentemente do que agora possamos achar acerca do valor do seu raciocínio, gostava de lhe deixar uma palavrinha de apreço. Para quem passou o jogo todo, em tom fúnebre, a fazer variações sobre dois temas, sendo o primeiro a ideia de que “estar a ganhar é melhor do que estar a perder” e o segundo a outra ideia de que “estar a perder é pior do que estar empatado”, as suas considerações no começo da 2ª parte foram um tour de force admirável, tanto pela extensão como pela profundidade.

Jesus é o tipo de treinador que dá por si a não esperar que a equipa adversária marque. E isto estando ela a jogar com 11 jogadores, em casa e com talento igual ou superior à equipa que calhe estar a treinar. Essa consciência poderá ser a mesma que o leva a esperar que a sua equipa também não marque, como assumiu ao dizer que pensava ir para prolongamento. Como se chegará a tal estado de compreensão dos mistérios do jogo da bola? Duvido que seja possível descobrir os processos mentais do fenómeno. Mas podemos reflectir sobre as suas consequências. Por exemplo, tivesse ele esperado o contrário, que o CSKA ainda marcasse enquanto o árbitro não desse os 90 minutos por terminados, se calhar teria feito qualquer coisa para evitar tal desfecho. Umas substituições. Ou umas mudanças tácticas. Ou umas trocas posicionais. Ou uma reza. Só que isso, lá está, implicava ter outro tipo de treinador a treinar o Sporting, não este tipo. O tipo que ganhou por milagre ao Tondela e empatou com o Paços de Ferreira em Alvalade.

O meu clube está a dar-me uma lição de sportinguismo só comparável à que recebi quando o Jorge Gonçalves tomou conta daquilo. Tenho um presidente que dialoga, via Facebook, em registo demente com o director de comunicação do Benfica. Um presidente grunho que só descansou quando foi buscar um treinador grunho. Não foi para este circo de aberrações que se fundou o Sporting, desconfio. Pelo que ser sportinguista não se concilia com o desejo que o clube vença nessas condições. Seria o mesmo que aplaudir um jogador que simula uma falta para obter uma grande penalidade ou levar à expulsão do adversário. Pura e simplesmente, só na miséria moral é que tais pulhices são celebradas. Ser do Sporting não pode corresponder a deixar de ser da cidade – deve ser exactamente o oposto, onde o desportivismo seja uma manifestação do melhor da civilização.

Com esta dupla de taralhoucos no clube, o meu sportinguismo passa-se para o Belenenses. Uma equipa que teve a bela ideia de criar um plantel só com jogadores portugueses, assim mostrando que o nacionalismo pode ser bondoso e estar ao serviço do espectáculo. E é uma equipa que está a ser treinada por um verdadeiro leão, perfeitamente em sintonia simbólica com o conceito de um Belenenses 100% português que, com sorte, poderá trazer uma festa para o Restelo como há décadas não se vê. Eis o meu actual Sporting.

Força, Sá Pinto!
rsz_1963763

37 thoughts on “Sporting Clube Os “Belenenses””

  1. os sportingueiros descobriram agora que o burro do caralho é bronco e que contratou um treinador a condizer. este ano o presépio de natal do sportem duas figurinhas, o menino jazús a dar lambada no burro e o burro a dar coices no cenário.

  2. Felicito-o pelo post, Valupi, só não consigo perceber como pode elogiar Sá Pinto, associando-o a um espetáculo que se pretenda que seja “uma manifestação do melhor da civilização”. Não faz qualquer sentido, pois também Sá Pinto não passa de um ser que o futebol deveria desprezar!

  3. Bem vindo ao Restelo, caro Val. Se vires um velhote, de longas barbas, [Não é o velho do Restelo] sentado, com uma miúda pela mão, a desfrutar a noite europeia do Belém, rejubila. Come uma queijada e partilha da nossa alegria.

  4. ahahha este perfil denominado “Valupi” é completamente esgroviado. só um sportinguista é que consegue a proeza de ter um mau-ganhar e o melhor perder do mundo. o perfil denominado “Valupi” sofre de uma doença auto-imune ao nível mental própria dos que dão em malucos após o respetivo idealismo ultrapassar todas as barreiras.

  5. Valupi, não coloco em causa as qualidades enquanto técnico de Sá Pinto, mas deu várias provas que nem sempre se comportou de forma digna no futebol. Poderia enumerar vários casos, mas relato-te o último. O Belenenses, quando defrontou o Gotemburgo, na Suécia, conseguiu um resultado que lhe permitiu passar de eliminatória. Quando o árbitro apitou, a reação de Sá Pinto foi dirigir-se ao banco contrário a provocar o técnico sueco, gerando uma enorme confusão e a ter que ser travado pelos próprios jogadores para a coisa não descambar para a violência. Era apenas isto!

  6. Sinédoque, estou contigo na reprovação desse comportamento. Se tivesse algum poder de influência sobre ele, faria com que conseguisse dominar melhor as suas emoções no que à hostilidade verbal e física sobre terceiros diz respeito. Essa parte da sua personalidade já o colocou em situações bem tristes e a merecer implacável castigo.

  7. Vá do Porto a Campo Maior em 4 horas, com mulher e filhos e pague 4 € por cabeça para ver uns papelitos.

    E tome um café delta de filtro por 2€

  8. Valupi, quanto a Jesus estou de acordo contigo, até já ando a pedinchar aos meus amigos benfiquistas que aceitem a devolução. É bruto, arrogante, mal educado, não tem maneiras, mastiga de boca aberta, tem o rei na barriga e percebe menos de futebol do que juram os seus muitos amigos jornalistas.
    Já quanto a Bruno de Carvalho, mesmo reconhecendo alguns deslizes e falta de gosto na linguagem, tem feito um bom trabalho tentado por o Sportinq para o lugar grande que deve ter. Basta atentar no ódio que lhe dedicam todos os vermelhuscos e papistas, para perceber que está a mexer em muita coisa que era suposto continuar como estava há anos, os anos em que esses dois clubes dividiram entre si favores diversos que, fatalmente, se traduziam em títulos. Tudo com os presidentes do Sporting a assistir, ou sem reacção ou com salamaleques inofensivos.
    Talvez prefiras um Sporting à Belenenses e, como o BC não deixa, lá vais a caminho do propriamente dito.
    És um complicado do caraças.

  9. Eduardo J, entendo essa admiração por Bruno de Carvalho. De facto, ele dá o máximo no esforço de conseguir aparecer como o novo Pinto da Costa. E as teorias da conspiração são alimentadas por ele, e pelos seus, para ir exercendo uma liderança populista. A chatice, para quem está a apostar nesse cavalo, é que o homem não tem nem um centésimo da inteligência do Papa. Esta história com o Marco e o Jesus o que mostra é um alucinado que age por pulsão, mesmo que isso viole a dignidade do clube – como aconteceu com o processo de despedimento do Marco.

  10. Valupi

    O Sá Pinto enquanto jogador afinfou um murro nos queixos do Artur Jorge seleccionador nacional.
    Um exemplo de boas maneiras e ética no desporto.
    Um orgulho para qualquer Sportinguista.

    Quanto ao Jorge Judas ontem foi ele mesmo, mais uma vez.
    Aturem-no !
    O meu clube já o aturou 6 anos!
    Aleluia !

  11. Valupi a inteligência do Papa é puramente maligna, pelo menos no que ao futebol diz respeito, ainda bem que o BC não lhe chega aos calcanhares, não quero um Sporting a ganhar com favores dos árbitros e domínio das estruturas do futebol.
    Precisamente isso é que tem sido combatido pelo presidente do Sporting, chegou a apresentar propostas para reformar o sistema, embora sem sucesso. Por enquanto.
    Concordo que não se portou bem com o Marco Silva mas este também não foi o anjinho que quis aparentar. Além de que havia entre os dois uma irreconciliável antipatia.
    Verdade que ao contratar Jesus, abdicou de muito do que defendeu na luta contra Marco Silva, por exemplo, a aposta na formação.
    Não é perfeito mas está longe de ser um grunho.
    Ah, também sou um admirador de Sá Pinto que, lá está, também cometeu os seus excessos.

  12. Bem, no fundo, no fundo, o que aconteceu foi que o Jorge Jesus perdeu OUTRA FINAL. Ou não foi ? Agora vai disputar a segunda divisão da UEFA. E vamos lá ver, se houver a sangria prometida, como lhe vão sair as coisa na primeira liga portuguesa. Por mim, espero dar um viva ao “Os Belenenses” – há que anos que estou esperando – e faço votos para que as equipas (todas) lhe sigam o exemplo e se tornem mais portuguesas.

  13. Ó Val, “essa”da inteligência do Papa. Não percebi.
    Não me digas que também deixaste de acreditar em Jesus?!

  14. hum, sportinguista que espera que outro clube vença e fique melhor classificado que o sporting é aquilo da dedicação ou é aqueloutro da devoção? nunca sei.
    aceitam-se sugestões sobre para que clube irá mudar valupi quando um jogador do os belenenses vir um cartão vermelho por agressão a la sá pinto?
    eu arrisco barcelona.

  15. “uma equipa que está a ser treinada por um verdadeiro leão, perfeitamente em sintonia simbólica com o conceito de um Belenenses 100% português” -ehheheeheh e depois os outros é que têm de largar o vinho…

  16. valupi, quanto ao marco silva e jesus,estou de acordo.mandaram embora um treinador inteligente,e contratamos um bronco.o que se passou ontem foi mal demais.jogadores cansados Ruiz (bom tecnicamente mas com pulmão para só para meia hora e lento) e carrilho pelo que jogou e correu, e um treinador que não mexe na equipa.quanto ao presidente na minha opinião é um doente mental.

  17. cambada. já parecem os xuxas a dizer mal do tony. O treinador é um besta, bimbo, armado em nada, mas é o que temos. O SPORTING É UM GRANDE CLUBE e NÃO SE PENTEIA COMO O BENFICA. CARROÇAS.

  18. Não sabia o resultado do jogo de ontem do Seportem com CSKA e hoje estranhei ver os Russos no sorteio da Liga dos Campeões.
    O Benfica não pagou o último ordenado ao Jasus, mas parece-me que os répteis não vão ter dinheiro para sequer pagar-lhe o primeiro ordenado…
    E acredito que mais semana, menos semana o de Carvalho vai mandar o Jasus inscrever-se no IEFP!

  19. Também acho que o bruno carvalho se posiciona como o pinto da costa no início do seu consulado, recorrendo uma liderança populista, apelando aos sentimentos mais básicos e fáceis de relacionar pelos adeptos. No caso do fc porto foi a luta norte-sul, a do bruno é a luta contra os poderes instalados no futebol (benfica/porto), na arbitragem, na liga e finalmente na uefa. E concordo com o valupi, não é papa quem quer.

    Sobre o jj, o que tem de bom treinador, e isso é inegável, tem de egomaníaco.

  20. “…/…
    Sobre o jj, o que tem de bom treinador, e isso é inegável, tem de egomaníaco.”

    Nunca achei que fosse bom treinador, não passa dum bronco em toda a linha. Daria quanto muito um bom adjunto de alguém inteligente!

  21. tamém acho que o futuro do jazús é treinar o belenenses e o do valupi é ir trocando de clube até encontrar o dos poetas mortos.

  22. olhó portas a lançar fábricas e o governo a criar empregos com projectos da era sócras.
    http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=197517&utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter
    ontém tinha sido determinante no financiamento do alqueva que andou a boicotar
    http://www.publico.pt/politica/noticia/cristas-diz-que-portas-foi-determinante-no-financiamento-das-obras-de-alqueva-1705953?frm=ult

  23. Ó de cima, que sei quem és, projeto da «era sócrates» uh? Achas que a comissão daquela era também se manteve, hum?

  24. Teodoro
    28 DE AGOSTO DE 2015 ÀS 0:24
    Espero que ele fique lá mais algum tempo…
    Só até aquela merda acabar de vez!

    Explique, por favor, o epíteto qualifica exatamente o quê?

  25. oh cegueta,

    ai foi roubado?!
    e onde está a queixa? quem roubou? já há acusação? e a sentença já transitou em julgado?
    vai pó

  26. Vai tu, ó benfiquista CARROCEIRO. O SPORTING discute as coisas com ELEVAÇÃO, não faz campanhas na praça pública nem cimeiras probatórias. Claro está que com um POVEIRO BARRAQUEIRO como o gajo que está a treinar o SPORTING, tudo pode acontecer. Porém, o PINTAS é do BENFICA e usa verniz da Avon – estala depressa, é barato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.