Sonsice 4.0

À entrada de um café, um homem de 27 anos explicava a Seguro que os dois anos de mar tinham sido antecedidos por um trabalho na CELPI, a fábrica de celulose. “Eu gostava era de trabalhar na fábrica onde estava”, reconheceu. Ao lado estava o primo, que ao acabar de estudar fôra também parar às traineiras.

“Vamos trabalhar para que as pessoas possam trabalhar onde gostarem”, garantiu Seguro ao pescador. E explicou como: "O PS tem um programa de reindustrialização do país denominado 4.0. Esse nosso programa abrange todos os sectores de atividade. Queremos criar mais oportunidades de trabalho", acrescentou o líder do PS.

Líder do PS promete “trabalhar” para que se possa trabalhar onde se gosta

__

Esta pode bem ser a frase da campanha, ou de uma carreira. Seguro, o chefe de família que só promete o que jura poder cumprir, promete “trabalhar para que as pessoas possam trabalhar onde gostarem.” Minha nossa senhora… (e penso na minha vizinha do 4º andar, uma senhora séria como só ela). Depois de limpar as ruas dos vagabundos, ou em concomitância, Seguro avançará directamente para o estádio seguinte ao do pleno emprego: bulir a gosto. Tens emprego, e estás bem pago, o horário é jeitoso, e o patrão um bacano, mas ainda não é bem aquilo que gostas de fazer porque, enfim, os colegas, ou a vista, ou a distância, ou os restaurantes da zona, ou o lugar para arrumar, ou aquela certeza de que nasceste para ser artista, ou director-geral, ou moinante, estão a deixar-te inquieto e com uma sensação desconfortável? Calma, cidadão, porque Seguro vai estar a trabalhar no teu problema, a trabalhar para seres um profissional estupidamente feliz no espaço de uma legislatura.

Moralistas, demagogos, populistas e sonsos de calibre variado, aprendam com um mestre.

14 thoughts on “Sonsice 4.0”

  1. essa promessa – só promete o que pode – vai com outras absolutamente estranhas que já fez…como se ele próprio acreditasse. Porque se acredita, é pior, muito pior que a encomenda.
    Livrem-se do Seguro.
    Vai ser tão responsável – ele Seguro – como os estarolas do governo , pelo que acontecer ao país.
    Vai estoirar com o PS !

  2. val,a fabrica é a celbi .essa promessa é “boa” mas só para alguns.o ps não é o seguro.lider absoluto, nem mario soares,e por isso teve sempre oposiçao,como o ex secretariado com guterres manuel alegre e outros e noutra altura com lopes cardoso manuel serra e outros.dos actuais lideres dos outros partidos ninguem fala da sua mediocridade.preocupem-se com a vossa casa,e não ponham a direita a sorrir.agora é preciso derrotar a direita para o parlamento europeu.depois regressemos à nossa luta.

  3. Eu sinceramente acho que o que o Seguro merecia era alcatrão e penas. O governo era penitenciária, rantanplan e bola de ferro com eles a partir pedra. Assim à Lucky Luke. Nesse dia haveria finalmente justiça.

  4. O Tózé, gosta de contactar as pessoas no seu trabalho tudo
    bem, o pior está quando as palavras são pura demagogia !
    Aliás, foi o que se viu na passeata junto das traineiras só faltou
    “apalpar” as sardinhas! Quando sobe ao palco parece estar a
    querer imitar o estridente klaustrófobo rangel, não é por guin-
    char alto que os “anúncios” serão melhor retidos !
    O próprio Assis está a desiludir ao entrar no jogo da aliânça da
    direita, a sua obrigação é falar na Europa e nas propostas do PS
    para uma mudança … e, não responder a remoques !!!

  5. Numa hora verdadeiramente dramática para o país, os estarolas militantes do PS elegeram um aparelhista, Seguro, para os secretariar. Um homem que não é capaz de alinhavar um raciciocínio acerca seja do que for. O homem que diz que não vai fazer promessas (que não possa cumprir), afinal, de todas as suas palavras só saem promessas. Esta que o Val cita é exemplar do seu verdadeiro e único discurso. Toda a gente do PS o atura, desde há três anos, porque a “política é mesmo assim”. O país tem urgência? Os militantes têm a sua própria urgência. O país bem pode esperar por um novo secretariado. E é assim em todos os partidos. Esses que deviam ser um pilar da democracia estão transformados num pilar da militância partidária que, do PCP ao CDS, apenas cuidam de si mesmos, da sua sobrevivência e do seu poder. Pactuar com o rumo que os partidos deram à política, começa a ser atentatório da cidadania. Estamos a ser cúmplices dos desmandos da “classe partidária”. Em cada acto eleitoral tomamos partido pela vigarice partidária. Deixamos andar quarenta nos “nisto” com a mesma indiferença com que pactuamos com a longa ditadura de Salazar. Pelo meio, sempre houve, naquele tempo e neste, um punhado de inconformados. Vamos fazer a revolução de quê?

  6. o jeronimo de sousa,a falar para os velhinhos que por causa das cataratas e das otites,nem o vêem nem ouvem,é que convence os portugueses ! a sua voz, retirada do tumulo a alvaro cunhal,tem o objectivo de reacender a chama do social fascismo por ele defendido.do bloco, só recordo a operaçao a que fui sujeito depois do abadono do seu lider espiritual,francisco louça.foi o seu grande momento ZEN.a esta gente que sustenta a direita de uma forma descarada,quando critica com mais veemência quem o pode derrotar,para manter o sns,a escola publica, a igualdade de oportunidades à partida daqui envio o meu sonoro puta que vos pariu.

  7. o ps apresenta medidas para um futuro governo nesta campanha, para os portugueses ficarem a saber o que será o futuro depois da derrota da direita.o pcp fala do absentismo e pouco trabalho de assis,por que às suas propostas governativas os portugueses comunistas e não comunistas limpam o cú! nota: o comunista fedorento ricardo pereira,apoia o rui tavares para o parlamento,com a clara intençao de o despachar para a europa para não se candidatar às proximas eleiçoes legislativas em portugal e desta forma ,impedir que apareça um partido de esquerda disposto a fazer alianças com o ps! a comunada não dorme.

  8. gustavo mendes és um socialfacista puro e duro. e como andas a levar no cuzinho há varios anos, a tua tripa cagueira mudou-se para o cérebro, razão pela qual só debitas merda!

  9. É mesmo CELBI – Celulose Beira Industrial e é uma das poucas empresas empregadoras da Figueira da Foz.
    A par da Soporcel (estão lado a lado) constituem um dos maiores investimentos industriais em Portugal (densidade de investimento por m2).
    Estão também, provavelmente, entre as 5 maiores empresas exportadoras do país.

  10. e às tantas o homem acreditou que algures, no meio de tanta solidão social e profissional, alguém que aparece na televisão e nos jornais se vai lembrar da realização profissional dele.

    este ogre nem sequer está a prometer pleno emprego: está a prometer, realização pessoal no emprego, muito mais. cretino vendedor de cabras de ilusões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.