Somos todos benfiquistas

Celebrei o golo do Carlos Martins por ser um golo à Carlos Martins marcado pelo Carlos Martins.

E celebrei o terceiro golo por ser o terceiro golo marcado à equipa do Bruno Alves.

Como insultar o Bruno Alves com suficiente rigor e amplitude? Talvez dizendo que o Bruno Alves conseguiu transformar todos os amantes da bola em adeptos do Benfica. É bestial.

42 thoughts on “Somos todos benfiquistas”

  1. Final da liga:
    Estive várias horas sem ter acesso ao Aspirina B, é a segunda vez que acontece. Se calhar à terceira vai ser de vez. Muita gente deseja que isso aconteça. Depois lembrei-me: o Val disfarçou-se de benfiquista foi ver o jogo e esqueceu-se de ligar o Aspirina ou está com falta de tintol. Com a alegria dos da segunda circular terem ganho o jogo vai dar tolerância de ponto até ao dia vinte e dois de Março. Ou será que o seu primeiro clube é o Benfica e o Sporting opção? Será! Por vezes precisamos de algo para nos martirizar e o Sporting é um bom exemplo. Também não entendo tanta alegria dos benfiquistas e disse para a minha esposa e filhos que são pelo Benfica: não percebo a vossa alegria se até o Sporting deu três ao F. C. Porto. Será que a alegria é por ter ganho uma cerveja Carlsberg. Se fosse uma Super Bock o que não seria!

  2. Também não exageremos. Foram algumas picardias de mau feitio e de mau perder. Já vi partir pernas a jogadores do FCP e ainda recentemente o Katsoranis atirou para o estaleiro, durante meses,um jogador do FCP e nem amarelo viu. Quantos lesionados provocou até hoje o Bruno Alves? Lá por o rapaz fazer cara feia todo o tempo, não julguem sem factos, d,ueles de quebrar o parceiro. Uma coisa é ser malandro,forte e mal-encarado, outra coisa é partir ossos. É claro que me envergonha a falta de compostura do Bruno, mas não se exagere.

  3. Bom dia Val.
    Além da inexplicável não expulsão do Bruno Alves, um verdadeiro tallhante, o que dizer do mau perder crónico do fêcêpê ?
    Jesulado na entrevista nem os parabéns dá aos vencedores.
    Nunca conseguirão ultrapassar o carácetr de clube de bairro construido com base no ódio aos outros.
    Cumprimentos

  4. Alguns destes comentários dão-me razão: ver o futebol pela TV e não ouvir, nem ver, comentadores, treinadores, dirigentes, e fugir dos facciosos das várias cores.

  5. Jesus é um ingrato. Lamentavelmente só agradeceu ao Pai, deixando de fora o Filho e principalmente, o (Nuno) Espírito Santo. Não se faz.

  6. penso que o Bruno Alves não tem a culpa, foi ele o “eleito” para suceder ao Jorge Costa e toda uma escol, com Paulinho Santos, Fernando Couto, João Pinto, André, etc, que são o grande exemplo que o futebol tem muitas mais regras e leis, que as da cartilha com que se regem os árbitros.

    é a explicação para que a sua conduta seja encarada com normalidade pela generalidade dos árbitros portugueses.

    jogos destes lembram-me sempre as imagens de um árbitro com Pratas a correr à frente do Jorge Costa e companhia, em Coimbra…

  7. Este comportamento boçal do Bruno Alves e do Meireles, dá para imaginar o que se terá passado em muitos túneis de campos de futebol deste país, não dá?

  8. Que saudades do outro Jesus que com uma equipa de doze elementos – portanto sem banco – a maioria pescadores, ganhou o que havia para ganhar só sendo parado pelos representantes do corrupto sistema futebolistico da altura.E mesmo na desventura e injustiça não deixou de agradecer à Santíssima Trindade, que note-se, na altura ainda não servia o célebre bife.Este novo Jesus não é de confiança.

  9. Mas tinha um guarda-redes tão bom, o Pedro, que ainda hoje defende as balizas do céu. O que o lixou foi já haver na altura daqueles jogadores sem amor à camisola, como o Judas (médio-ala) que assinou o contrato de transferência a meio da época e lhe deu cabo do balneário…

  10. Ah, e esqueci-me de referir aquele reforço de inverno, o Paulo de Tarso, que era um ponta-de-lança com um excelente jogo de cabeça, como se veio a provar quando os adversários lhe deitaram as mãos…

  11. Quando se querm arranjar um bode expiatório, fala-se sempre no Bruno Alves. Ele não é de facto “pera doce”. Mas não sejamos tão ceguinhos nem, sobretudo, ingénuos. Se pensarmos que há deslealdade. Sim, deslealdade de muitos dos adversários com que ele se defronta, que em vez de se assumirem na elevação (falando nesta vertente que mais lhe é criticada) se baixam para que ele caia por cima deles aquando da “descida” e se vitimizem de coitadinhos, é muito do que tenho visto. Sabemos todos, da sua impetuosidade e que por vezes roça a agressividade, mas e falando no adversário de ontem, que pelos vistos ganhou muitos adeptos à última hora… não se esqueçam de jogadores como Javi Garcia, Luisão, David Luís, que têm sido poupados de uma forma escandalosa (e não sou eu quem o digo, basta estar atendo aos relatos dos jornais…) e de autênticos “malabaristas” como Di Maria, Saviola e Aimar (todas da mesma escola que disseram que o Lisandro teve daquela vez que levou dois jogos, por simulação – só ele que eu me lembre…). É preciso ser-se,também, humilde, nas vitórias e o embandeirar em arco que estão a querer fazer é bem elucidativo da “cultura” que querem impor.

  12. Shark, a equipa valia pelo seu todo.A cena de Judas não beneficiou o conjunto mas olha que Jesus ainda no estagio e em vesperas de um jogo importante vir com aquela conversa do sangue e do corpo e da traição e o camandro tambem fazia passar qualquer um…aquela ultima prelecção não foi muito inteligente.Mas enfim, devia haver uma pressão enorme à volta da equipa.Fica o grande exemplo.

  13. O 1º golo do Benfica é deveras demonstrativo do estado do FCP esta época… Foi a humilhação total!!!
    Infelizmente a tristeza do futebol é a violência que se verifica neste e noutros jogos!!!

  14. K.
    Um dia numa cidade qualquer estava um artesão a vender artesanato. Um cliente viu a última ceia de Cristo e ficou maravilhado com ela. Começa a contar os apóstolos e repara que em lugar de doze se encontram treze. Põe objecções com a finalidade de haver um desconto mas, o vendedor diz: esse só está para comer no fim vai-se embora. Ao que o comprador responde: no fim do almoço mando o dinheiro por ele.
    Não será o Jorge Jesus o tal que estava a mais? Que em lugar de ir dar o dinheiro ao artesão ficou com ele e apresentou-se na Luz para ser treinador. Com este Jesus é de desconfiar.

  15. Saio já… Antes que “açapem” todos em cima de mim, que sou azulona.

    [Mais do que os 3 secos, mais do que o Bruno Alves (que não joga para que um bom jogo seja um jogo bom, mas tinha no campo vários juizes com autoridade para “cuidarem” da sua participação no jogo, de acordo com as regras e o espírito da competição) o que me irritou solenemente, logo antes do jogo, foi o espavento da transmissão televisiva, com directos de helicóptero a dizerem coisa nenhuma, sobre temas importantíssimos como a deslocação dos autocarros que levavam as equipas e outros assuntos da treta, culminando com umas perguntas em directo ao líder dos super-dragões. Como podem ser tão pouco pedagógicos e tornarem a criatura protagonista sem necessidade? Começou o jogo e já eu estava mal disposta. Antes de ser portista sou cidadã portuguesa]

  16. Pois, Mário pinto, mas dessa já toda a gente se esqueceu. Até o recem convertido a benfiquista Valupi. Assim como se esquece que os sumarissimos são quase sempre para o mesmo lado. Como já ninguém se<lembra da perna partida ao Marco Aurélio, no Estádio da Luz, pelo "glorioso" Tony. E ainda há bem pouco tempo, no Dragão, o Katsuranis arrumou por tres meses um jogador do FCP e nem amarelo viu. Mas como estes não são factos de ontem à tarde, ninguém se lembra. Só o FCP teve jogadores violentos. Mas os outros é que partem pernas. O Paulinho Santos deu uma cotovelada no João Pinto e ficou sem jogar até o adversário recuperar. Já viram fazer isto a outro jogador de outro club? Há quantos meses não joga o Hulk, porter sido provocado por um segurança e responder? Já viram outro jogador ser punido do mesmo jeito?
    Sou contra toda a violencia no desporto mas sou ainda mais contra quem a vê só para o mesmo lado. O jogador reage a quente, mas o comentador já teve tempo para reflectir no que vai dizer.

  17. Discordo, Mario. O jogador é um profissional, faz parte de um espectáculo, de uma indústria e, talvez, até de um desporto. A sua vida é treinar, jogar e ser pago milionariamente (falo do Bruno Alves). Para além do mais, é um jogador de Selecção, admitindo que tal represente algum valor cívico.

    Assim, o que me espanta é ver quem não se indigne com o que as imagens ontem mostraram: um jogador que tentava agredir os adversários sempre que podia. Não se trata de disputas de bola onde acidentes acontecem ou onde não é possível saber qual foi a real intenção do choque corporal. O Bruno Alves queria dar socos, cotoveladas, estaladas e pontapés.

    Estar a reduzir este caso à clubite é que fica como um prolongamento da violência registada.

  18. Ao meu homónimo direi apenas (para já) que ao que aqui nos conta eu poderia acrescentar outro tanto e no mesmo sentido.
    Deixo apenas este exemplo, sobre a “justiça” do nosso futebol:
    Há uns anos, numa final da Taça de Portugal entre o FCP e o SCP, os sócios do SCP atiraram com garrafas de água à Ministra da Educação na altura. Não vou dizer que era Manuela Ferreira Leite senão vão dizer-me que foi muito bem feito…Bolas, já disse!!!!
    Continuemos…
    Em sequência desse acto lamentável, o SCP foi punido com dois jogos jogados fora do seu estádio logo no início da época seguinte.
    Como se recordarão, numa outra final da Taça, jogada entre o SCP e o SLB, um adepto benfiquista matou um adepto sportinguista com um very-light.
    Em sequência desse acto lamentável, o SLB foi punido com três (3!!!) jogos de suspensão cumpridos…no final do campeonato, quando este já estava resolvido.
    Palavras para quê?
    É o “glorioso” em todo o seu esplendor!
    Mas há mais exemplos, há sim.

  19. Quando refiro “jogos de suspensão” pensava em escrever jogos fora do seu estádio, naturalmente.

    Ao shark

    Não sei se me devo dirigir a si na sua qualidade de benfiquista ou como apaniguado de José Sócrates mas – e tendo em conta o seu comentário – acho que está muito bem enquadrado, em qualquer dos casos.

  20. Valupi, quando se «entra a matar» e não se arruma com um jogador para o resto da vida , muitas vezes por pura sorte ou porqur o visado saltou a tempo, não vejo como possa ser mais grave uma série de pequenas e feias picardias, quase sempre inofensivas. Ainda me recordo de o Jorge Costa fazer umas «festinhas» na cara do fiteiro João Pinto, ao passar por ele inclinado-se para fazer nas calmas aquele gesto, como que a dizer, «levante-te pá que isso não é nada» e foi imediatamente expuldo por agressão! Porque era o «pintinho não lhe toques» do SLB.
    Diz o Shark e muito bem que têm feito ao FCP algo de semelhante àquilo que têm feito ao PS. O famoso apito dourado é obra dos mentores dos processos «casa pia«, «freeport» e «face oculta».Nenhum destes processos alguma vez pretendeu descobrir pedofilos e corruptos, mas tão só destruir o PS, descredibilizando e destruindo os os seus dirigentes.
    Toda a gente sempre soube que havia crianças violadas na Casa Pia e a venderem-se nos parques de Lisboa. Toda a gente sabe que há corrupção no futebol, e sempre houve e em todos os clubes. E no Estado. Mas desde 2002, pedófilos são só os dirigentes do PS, corruptos só os dirigentes do PS. Com o apito dourado corrupto só Pinto da Costa. Os Loureiros foram lá metidos para disfarçar o ataque dirigido ao FCP.
    A clac do FCP é violenta, como todas as outras, desgraçadamente. Mas não me consta que tenham matado alguém. A do Benfica já matou um adepto ingles e outro do SCP. E também os hoquistas do FCP estiveram perto de ser linchados em Lisboa junto do recinto do jogo. Mas a comunicação social destaca apenas a violencia sos Super Dragões.
    Facciosismo é ver a pequena picardia maldosa e feia do Bruno Alves e esquecer a violencia desportiva que uma vezes mata e outras não mata “por milagre”.
    Tenho visto «entradas» de “educadissimos” jogadores verdadeiramente assassinas, ao pé das quais os gestos feios, de ontem, de Bruno Alves foram simples garotices que não aleijaram ninguém. Condenáveis, até porque era o capitão. Mas com isso não se pretenda atirar areia para os olhos da gente.
    Quando há dias ouvia os Pachecos & cª pedir ao PS que ponham lá outro em vez do Sócrates, porque ele é que estraga tudo, lembrei-me dos meus amigos do SLB a dizerem-me que o FCP é um grande club, quem estraga tudo é o Pinto da Costa.

    Pois é: arrumem-se as lideranças fortes, para que as fracas possam trepar…

  21. O Glorioso ganhou. Claramente. Mais nada. Foi ontem, mas já é história. Quero mais a seguir e isso me basta.
    Mas parece que se tem sempre que voltar à pré-história quando o Glorioso ganha…
    Ai se eu pego naquele jogo do Afonso Henriques com a mãe. Que falta de respeito o do nosso primeiro… E quantas canelas não foram por lá partidas? E aquilo era campo licenciado, apesar de ter nome de santo? E os relatórios dos observadores são credíveis?
    Vá lá. O campeonato e a taça ainda estão em marcha. Não para todos, mas é a vida.

  22. E é isto o mundo do futebol. Lamentável! E eu que tanto gosto do espectáculo futobolístico. Mas, infelizmente, sempre foi assim, e assim continua. É uma pena que os amantes do futebol, salvo as excepções que sempre há, por mais bem educados que sejam, ao entrarem no campo do futebol se tornem uns carroceiros, salvo os carroceiros que não têm culpa nenhuma.

  23. O Bruno Alves só tem este tipo de atitudes porque sabe que lhe é permitido.
    Não são muitos os que se podem gabar disso mas todas as épocas existem uns quantos.

  24. Referia-me ao arrojo da posição, comentar de costas requer uma grande prática com espelhos ou uma elasticidade digna de um polvo.
    Mas a avaliar pela sua resposta bizarra sou forçado a reiterar o teor da minha reacção inicial.
    Não deixe de frequentar o ginásio. Qualquer dia, com esses malabarismos todos ainda arranja alguma luxação ou assim…

  25. Lampiões, deixem lá a “humilhação” do FCP.
    Que eu me lembre o FCP ainda é o Tetra campeão nacional e ganhou tanto uma UEFA e como uma Champions nos últimos 10 anos.
    Preocupem-se é com a vossa humilhação que não vêem o padeiro á cerca de 20 anos!
    Um clube que se auto intitula de “Glorioso” e que não ganha nada de relevante, e que ano após ano tem feito figuras tristes na Europa, devia era ter vergonha!
    E já no verão, quando tiverem que largar os craques para pagar as dividas absolutamente astronómicas que contraíram quero ver a euforia!

    Quanto á lagartagem que apoia o SLB, nada de novo. Muito fraquinhos da cabeça!
    No fundo só são lagartos por falta de coragem para atravessar a 2ª circular!
    Já dizia o outro: If you cant beat them join them!

  26. Caro Tetra Campeão (whatever that means…)

    Se fala do passado relativamente ao FCP, pode comparar o palmarés com o SLB e poderá verificar o porquê do “Glorioso”…
    Falando da presente época e de figuras tristes na Europa, o FCP levou uns tristes 5-0 ainda não há muito tempo…
    As dívidas, não se preocupe pois a SAD Portista também as tem, quanto ao SLB, ainda vale o campeonato e a Liga EUROPA em que só depende de si próprio…

    E depois fala presunçosamente de um Sporting, que mesmo “em crise” vos meteu chapa 3, também recentemente…

    Mas humilhação verdadeira foi o frango do Espiríto Santo…

    O mal do FCP quando não ganha, é não ter a humildade de reconhecer que a equipa não joga merda nenhuma… Todos os outros é que estão mal!!!

  27. Ó shark

    Eu sei que você confundiu o meu virar costas com o seu (eventual) pegar de marcha-atrás, mas uma vez que já se retratou considero o assunto encerrado.
    Escreveu malabarismos? Eu acrescento também o contorcionismo, dadas as piruetas a que tenho assistido e vindas lá dos seus lados político-partidários.
    …e deixemos o Benfica fora disto porque não tem culpa dos adeptos que tem.

    Foi um prazer, acredite.

  28. Se foi um prazer para si é porque enfiou onde devia tudo aquilo que devia ter calado.
    E tendo em conta o quanto se esticou na conversa perdeu uma excelente oportunidade de o fazer, acredite.

  29. shark

    Ok, voltemos ao assunto:
    Tendo em conta o seu tom magoado e que até acredito que seja sincero, eu recordo-lhe que não fui eu quem puxou o assunto para esse lado.
    Ou então não se esqueça que nem sempre o que queremos dizer é aquilo que lê quem está do outro lado.
    Eu não preciso de ofender seja quem for para defender os meus pontos de vista e também vou acreditar que você pensará o mesmo.

    Por isso, e se sente que o ofendi, peço-lhe desculpa.

  30. Mário Pinto: da discussão nasce a luz. E isto não é o benfiquismo a falar por mim. Seguimos para bingo, na boa.
    E subscrevo essa exclusão da ofensa como argumento. Somos capazes de melhor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.