Sites do jornalismo amarelo


.

.

.

Os nossos jornais de referência abastardam tranquilamente a Língua, nem sequer tendo uns segundos para carregar no botão de itálico tal a lufa-lufa com que nos entregam as notícias fresquinhas. Itálicos era no tempo dos tipógrafos, esses seres muito lentos que arranjavam pachorra para estar ali a montar o texto letra a letra. Os novos licenciados jornaleiros têm mais o que fazer. Há muito site para visitar, muito site onde aparecer, sites cheios de colegas, outros sites cheios de amigos, mais os sites onde dormem, comem, dançam e lêem uns books ou downloadam os files dos movies. No fundo, os jornais modernaços querem-se tal e qual como browsers para atravessar rapidamente a realidade, permitindo um bookmark aqui, outro ali. Mas só se não for bué da chato e não tivermos de fazer itálico, essa sinalética morta e tão pouco bold.

5 thoughts on “Sites do jornalismo amarelo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.