Singularidade lusitanas

Temos um Governo minoritário que não governa, dizem aqueles, ou que governa apenas para servir os capitalistas, dizem aqueloutros, a usar todo o poder da sua governação para enfrentar uma poderosa empresa espanhola, para confrontar os poderosos accionistas de uma empresa portuguesa e para afrontar os super-poderes da União Europeia. Propósito? Defender os interesses de uma comissão de trabalhadores desprovida de qualquer poder na matéria.

6 thoughts on “Singularidade lusitanas”

  1. Singularidades lusitanas? Palavras para quê; é o fado na alma e a carteira no coração!

    Que vergonha de portugas, 70 por cento vendedores! Depois o vampiro é o sr Belmiro.

    José Sócrates tem aqui um dos seus maiores desafios à sua governação, até agora tudo bem mas ainda a procissão vai no adro; um golpe de asa, uma afirmação determinada e consequente, e um novo ciclo começará. O sr Passos que se cuide, não compre já o enxoval; já agora o seu patrão, votou contra ou a favor?

  2. Não acredito que o sr Aznar tivesse ido a Belém visitar os netinhos do sr Silva. Então o que foi lá fazer?
    Perguntem ao sr Alierta, o tal que deve o tacho ao primeiro, agora um ex, um former, um descamisado, um mero* chefe de família, depois a vida não tá fácil, os amigos são para as ocasiões, coisa e tal ferra o bico, tás a ver! vale? vale? vale?

    Mas será que desta vez não há, não vai haver garganta funda?

    *não é peixe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.