Sim, asfixiante

José Alberto Carvalho e Judite de Sousa na TVI

Não temos de nos limitar à dimensão política para ficarmos curiosos acerca do fenómeno: o PS não tem qualquer território demarcado na comunicação social. A TVI do casal Moniz era uma FOX, a SIC é um antro do PSD, o Público continua à espera da oportunidade para completar a vingança por causa da OPA da PT e é um vazadouro de Belém, o Expresso é a SIC que é o PSD, o DN adora Passos Coelho e está farto de Sócrates, o Sol e o Correio da Manhã perseguem e tentam abater tudo o que for socialista. A Renascença é a Renascença. Quanto à RTP, quando não está num rigoroso equilíbrio de representatividade democrática que até obrigou o Pacheco a andar de cronómetro a medir a secundagem das notícias no Jornal da Tarde, permite-se também personagens como Judite de Sousa, abertamente tendenciosa a favor do PSD. A Antena 1 viu uma campanha publicitária à estação censurada num daqueles delírios que uniu comunas e reaças a pedirem sangue, ai dela se mijar fora do penico. E a TSF dá voz a todos – pelo que todos podem escolher o ângulo crítico que preferirem para a descreverem – cumprindo-se na procura de um jornalismo radiofónico de excelência.

Não existem outros órgãos com poder de influência.

22 thoughts on “Sim, asfixiante”

  1. Concordo – tudo isto existe e é triste. Um pormenor: há cada vez mais pessoas a lerem os jornais no barbeiro e no café. Não estão para os comprar ou não podem mesmo comprá-los. É isso – há muita gente a ler jornais emprestados. O panorama está desolador. Tenho a memória bem viva de haver leitores fiéis – do Diário Popular, do Lisboa, de A Capital, do República. Isso desapareceu.

  2. Mas… Mas… Ó Valupetas, sendo tu um dos maiores defensores da governação do Pinto de Sousa, e da sua pulsão privatizadora e neoliberalizadora da economia, estás agora a queixar-te do domínio do PSD nos meios de comunicação e a pôr em causa a «liberdade económica» do mercado e a «liberdade de expressão» dos jornais e da televisão? Não faz sentido, pá! Não sejas um «conservador» ou «imbecil» de esquerda, que isso fica mal a um «modernista» e «reformista» como tu! Lembra-te que numa economia «moderna» e de mercado as pessoas evoluem nos seus empregos e são avaliadas em função do seu «mérito». Ou não é assim, pá?
    Agora, não digas que o PS não tem qualquer voz nos meios de comunicação e muito menos que o DN adora o Passos: desde o Vitorino, passando pelo Lello, pelo Rangel, e até pelo Júdice de há uns tempos recentes, o que não faltam são vozes a aplaudir e a fazer eco daquilo que o Pinto faz e diz. E no DN, por enquanto, a Cancro e o FazFavores ainda vão dando conta do recado. Já o Marcelino, claro que ele já anda a pensar na melhor forma de manter o tacho, sendo por isso natural que se note uma certa «viragem» e «mudança» no seu discurso. Mas vê as coisas pelo lado positivo: mudam as moscas, mas a merda continua a ser a mesma.

  3. Não sabia i) que o J A Carvalho estava descontente e ii) que a Judite se dava tão bem com ele a ponto de o seguir… (e como combiná-la com a Constança?)
    Será apenas uma questão de salários (ainda) mais atractivos?
    Vamos necessariamente assistir a mais mexidas. Não é que a RTP1 não precisasse… Quando é que reduzem aqueles telejornais para 35 minutos?
    Estou curiosa quanto ao próximo/a grande entrevistador/a.

  4. Já nem sei se tenho curiosidade. Mesmo sem leituras políticas, basta-me o descontentamento estético que tudo isto me provoca, para intuir que não manifesta nada que preste. Baralham e dão … de velho.

    Ainda falam dos jogadores de futebol…

  5. é preciso ser muito estúpido e estar muito desesperado para dizer que o alberto carvalho e a judite conspiram contra o governo,basta ver os broches que fizeram ao engenheiro cada vez que foi a tv do estado para arranjar desculpas para as trafulhiçes em que se envolveu
    só faltava incluir no pacote do jornalistas que não são avençados do governo as execráveis dina do vara e a fatima do prós e prós

  6. Os jornais e Tvs são todos do Ps,pois os seus patrões são todos Socialistas. Pinto Balsemão,Oliveirinha, a Prisa Pais do Amaral,o Sol o Saraiva, o I, a radio renascensa a igreja,gostam todos do Sócrates.Nao me fodam,o Ps está como o Porto antigamente,para ganhar,tinha que jogar muito mais do que os outros.A judite de Sousa vai por dinheiro,não precisava mudar o registo,o Alberto Carvalho,não queria sujeitar-se à ditadura de direita.

  7. Felizmente ainda temos a net para proclamar aos quatro ventos que o Cavaco se recusou a mostrar os contratos da compra de acções aos seus amigos do BPN. Está sob grave suspeita e assim vai ficar. Aqui ninguem o limpa sem que ele revele a verdade. Seja ela qual for. E sobre a casa? Em que ano pagou a sisa, se a escritura foi em 1998 e ele diz que pagou em euros? Pagou em 2001 ou em 2011?
    A sua comunicação social suave não quis saber.

  8. Porque que é que o SCP está mal?
    O Val já explicou, pois nisto do futebol pode-se ser juíz em causa própria?
    Porque é que o FCP está assim assim? Porque o JNPC anda a drunfar Viagra para se aguentar com pequena de 23 anos…ao que parece, mas tem bons jogadores, um treinador assim assim e mais um par de botas.
    Por que é que Benfica está a jogar o melhor futebol, na actualidade? Por que tem um bom treinador (não é escriba, menos ainda tribuno, mas percebe de Bola), uma estrutura directiva e gestionária competente e, (pergunta-se aqui o que mais?!) BONS jogadores.
    O que é que estava a faltar à TVI?
    Aparentemente, NADA.
    Pois tem o futebol nacional, tem a merda das novelas, tem o professor MRS, continua a liderar as audiências, integra o grupo PRISA (do El País, da CadenaSer…).
    1/ Faltava-lhe papel, graveto.
    2/ Faltava-lhe liderança.
    3/Faltava-lhe quem lhe desse credibilidade.
    Com a reentrada de Paes do Amaral recuperou tudo o que lhe faltava.
    E as “transferências” da RTP, o que significam?
    Faltava-lhe BONS jornalistas.
    Pode não se gostar de um e da outra, mas são jornalistas e BONS.
    O Juca Magalhães?
    O Prata?
    O Terruta?
    A Paula Magalhães?
    O…a…?
    De fazer rir as pedras da calçada.
    Nem tinha ponta-de-lança, menos ainda quem lhe segurasse o meio-campo no terreno da informação.
    Isto vai alterar a TVI, para melhor, é a minha convicção.
    E isto é só um começo.

  9. A dona Judite é tão boa jornalista que nem mesmo quando o PSD esteve no Governo a nomeou Directora de Informação… Chegou a subdirectora e foi ultrapassada por um Jornalista que veio da SIC… Esse sim nomeado Director de Informação e pelo Jornalista escritor, muito mais novo na casa… Será coincidência?

  10. José Albergaria: parece-me claro que a contratação do J A Carvalho pretende dar credibilidade à estação. Mas a Judite de Sousa?! Se for para aparecer no écrã a fazer entrevistas, é uma má aposta. Ela e esse formato estão esgotados. Depois, dizer que é boa jornalista parece-me exagerado. Para já não falar do modo como conduzia as entrevistas em função das simpatias próprias, você alguma vez teve a oportunidade de ver umas reportagens que a Judite de Sousa resolveu fazer, não há muito tempo, sobre casos da vida? Eram muito más.
    Sobra a questão de como compatibilizar o desejo de credibilidade, através de um bom jornalismo, com a manutenção daqueles verdadeiros atentados à inteligência humana que são as telenovelas e os seus enredos. Só para ter uma ideia: informei-me de que há uma protagonista de uma delas, rapariga bonita com um coração transplantado, que é objecto do amor do homem que é pai da rapariga morta que lhe doou o coração. Até estou cansada. E nenhum daqueles actores deserta ou sequer vomita!

  11. O que é a TVI? É aquela bodega que eu tenho de gramar sempre que estou na Sala de Espera do Hospital da Estefânia para a consulta de Obstetrícia e está um briol danado (ou a chuver a cântaros) lá fora?

    Por mim, só vou prestar-lhe alguma atenção quando contratarem analistas do calibre de uma helenafmatos (ou duma Isabel Meirelles)…

  12. Penélope:as minhas “fontes” dizem-me que a Judite de Sousa vai para a TVI ocupar o “espaço” da Constança Cunha e Sá.
    Eu, no meu comentário, disse o óbvio.
    Paes do Amaral quer credibilizar, melhorar, a Informação da/na TVI e foi ao “mercado” comprar “jogadores” com provas dadas.
    Se que saber a minha opinião, eu não gosto do estilo da Judite de Sousa, mas reconheço-lhe competências e méritos. Ao Paes do Amaral de a colocar no sitio em que ela possa render e não dar muita guita à catatua…
    O Jorge Jesus fez de Fábio Coentrão, que era médio ofensivo, o melhor defesa direito da Europa.
    Para ter ideia dos meus parâmetros de “avaliação” e de “preferência” quanto a jornalistas:
    1/ Gosto, muito, na televisão, da Márcia Rodrigues do Internacional;
    2/ No Radio, gosto muito da Rosária Lira, sub-directora de Informação da Antena 1 e de quem sou amigo.

  13. José Albergaria: essa de dizer que o Jorge Jesus fez do Fábio Coentrão o melhor defesa DIREITO da Europa é mesmo risível (em duplo sentido…). Lá que o fulano tem garra pelo lado ESQUERDO da equipa, é inegável, mas classificá-lo dessa forma só do marido da dita senhora que agora se transfere para a TVI (por certo pela sua grande influência de “paineleiro” na dita organização…). Quando se quer transformar um “pinheiro” numa árvore nobre… vale tudo…

  14. E a da Rádio Renascença que transmitiu uma entrevista com um suposto ministro dos negócios estrangeiros marroquino desmentida pela embaixada de Marrocos em Lisboa? Entrevista forjada? Não, boa informação. Na realidade, só comparável à antológica entrevista
    da Judite à Nelinha Ferreira Leite. Força rapazida que agora é que vamos ser bem…informados.

  15. Caro Margarido Teixeira,
    Como sou velho, cansa-me muito as dicotomias: esquerda/direita.
    Obviamente, que, dizer que o Fábio Coentrão é defesa “direito”, quando na realidade é “esquerdo” é do dominio da minha dislexia…mas aqui ficam as minhas desculpas pelo erro, que você, pareceu-me, reputa de MUITO importante, não percebendo que ele apareceu aqui como metáfora.
    E quanto ao resto, que é o importante?
    Não se produz nada de argumentativo, de discordante, nem substantivo e a partir do que fou sugerido por mim.
    Eu não tenho nenhuma verdade absoluta: tenho opiniões, que gosto de sustentar.
    Nem o tema merece muita discussão.
    O facto de não gostar de certas pessoas (não gosto da Judite de Sousa; não gosto do Fernando Seara; não gosto do Jorge Nuno Pinto da Costa; não gosto do actual treinador do FCPorto; não gosto do Paulo Portas; não gosto do Jerónimo de Sousa…) não me impede de os “valorizar” em determinados aspectos e em certas circunstâncias.
    Eu não sou maniqueista. Já dei para esse peditório, faz muitos anos.
    Para mim o mundo não é pintado a preto e branco…tem uma gama enorme de cinzentos.
    Para terminar.
    O meu amigo RR, escritor, jornalista, poeta, cultor do latim e do grego, disse-me, uma vez: – Desconfia sempre de quem muita adjectiva…é por que não têm nada de substantivo para afirmar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.