3 thoughts on “Serviço público”

  1. O Congresso do Sindicato do Ministério Público a realizar no Funchal terá como estrela Eduardo Dâmaso, o que não é novo. O Dâmaso é uma voz ativa no Ministério Público e na Polícia Judiciária, tendo acesso a todos os inquéritos como é público e notório. O sentimento de impunidade é tal com o Ministério Público não tem pudor em andar de braço dado com o mesmo.

  2. «a pessoa disse que não ia, que morava mesmo ali e tinha o CC em casa, ia buscá-lo com eles.»

    Bastava esta declaração para que, gente decente sem lavagens e injecções cerebrais para formar irracionais, estivesse esclarecida acerca do facto daquela pessoa estar ali, naquele lugar perto de sua casa.
    Mas, como pelo relato do texto parece tratar-se de uma mulher a viver com uma companheira coisa que os ditos polícias deviam saber, a abordagem dos polícias tem muito de algo daquilo que o juiz Neto justificava para que a mulher fosse humilhada e espancada pelo homem, seu dono.
    Muita gente da polícia é recrutada nos meios do lumpen dos vigilantes de casas de alterne e chulos de prostitutas pelo que a instrução e formação democrática que recebem na polícia dificilmente lhes tira da mente toda a vida passada de machos para quem todas as mulheres “ou estão ou se põem a jeito”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *