Será mesmo só estupidez?

Está o cidadão tranquilamente a ler um semipasquim chamado Público quando depara com esta prosa:

Mas em quê, exactamente, terá consistido o alegado populismo de Trump? O populismo paradigmaticamente exemplificado pelo “Syrisa” grego ou pelo “Podemos” espanhol, politicamente correctíssimo, tem a pretensão de possuir um pedigree intelectual e académico que reabilita e promove a mentira na política democrática como meio legítimo de captar votos e o poder. Mas os Trumps de vários pêlos e estilos não mentem: limitam-se a dizer o que o povo pensa mas ninguém diz - pelo motivo de que o establishment vive protegido pelo “politicamente correcto”, uma forma de censura insidiosa mas violenta que impede a livre expressão das “inconveniências” que escandalizam as elites bem-pensantes e os eleitorados educados.

Será mesmo só populismo? – M. FÁTIMA BONIFÁCIO

É o pacote completo: Trump (et alia) não é populista, limita-se a dizer as verdades que as elites armadas em defensoras da democracia querem esconder do bom e puro povo; populistas são as esquerdalhas gregas e espanholas, fingindo-se modernas e cultas só para serem ainda mais mentirosas, esses filhos da puta.

O cidadão, muito distraído, ficou confuso. Quem é esta pessoa? Quem é que a convidou para escrever no semipasquim? E pagam-lhe por estas cagadas ou é ela que tira do seu bolso para conseguir pespegar o nome no jornal? Acima de tudo, que sofrimentos e infelicidades suportou ao longo da vida para ter acabado nisto, no espectáculo da sua miséria intelectual?

Foi então que olhei para o fundo da página, e lá estava a resposta. Óbvia:

m-fatima-bonifacio

19 thoughts on “Será mesmo só estupidez?”

  1. Será que o JN já foi vendido ?
    É que este titulo ( também na edição impressa) parece mesmo encomendado…
    Mais de uma hora , espero eu nos privados, também…
    Pronto, hoje é feriado e entregaram os títulos ao porteiro…

  2. Mas ó fofinho, não conhecias a Fátinha? É a namorada do Rui Ramos, da Mena Mónica, do António Barreto e do Vasquinho (Pulido) Valente Correia Guedes. Todos juntos reunem-se em orgias com David Dinis e do JM Fernandes. E o Compromisso Portugal (grupo de empresários conhecido por assinar papéis a declarar o amor à pátria e por a seguir assinarem os contratos da venda das suas empresas portuguesas a estrangeiros ou o formulário que lhes deslocalizava as sedes para paraísos fiscais) paga-lhes a propaganda.

  3. os bons pensantes são minoria e, na verdade, cada vez mais, estou convencida de que vivo rodeada de trumpalhada. ora quando criaturas da mesma estirpe intelectual se encontram, e até pode dar-se o caso de se encontrarem em ideias e ideais, faz-se, não luz, um apagão. Passos, Trump, Bonifácia, entre tantos outros, criaturas da mesma estirpe, promovem o apagão social. e é ver os cegos seguidores na escuridão que, aos poucos, se faz geral. e as minorias, por entre raios de sol, rejubilam por claros intelectos como de sopa de nabiças e pernil assado com castanhas para a pança. não desistam da luz. ai! não desistas, Val!

  4. Obviamente, com os argumentos que utiliza, a Senhora Dona Fátima vota Passos, tal como votaria Trump nos EUA.

    Há quem pague para que estas pessoas escrevam apologias cada vez menos envergonhadas ao autoritarismo, quiçá, tendencialmente, a algo mais do que isso. E têm muito dinheiro e há quem não se importe de ser o capataz da senzala ( e a voz do dono, claro).

  5. Não é estupidez . É mesmo fascismo ressabiado. Ou PSD ressabiado . Ou neoliberalismo ressabiado . Ou seja uma ressabiada assanhada

  6. Eu também acho que o Trump diz o que o povo sente , principalmente naquela parte em que ele diz que “quando vejo uma gaja boa , agarro- a logo pela rata ” . Sentimento este que não desagradará à Bonifacio.

  7. Há tanto borrego e ouvelha a comer pasto, que mais uma, da igual. Ainda há de aparecer mais bosta como esta, uns chamam pelos outros. Um carneiro como Trampas vai dar muito jogo.
    Que Deus nos pilhe confesados.
    (olinda gostei do teu comentario).

  8. A Bonifácio escreveu umas coisas com que se pode concordar ou não. O problema é que ela não gosta de Sócrates. A partir daqui, mal bota faladura, o Aspirina cai-lhe em cima.

  9. curioso, a maior parte dos colunistas que vejo por aí são anti-trump. os mesmos muitos colunistas e comentadores que apoiaram e alguns ainda apoiam passos.
    não se percebe nada acerca do alucinado nexo bonifacio-trump-passos, mas até já há quem veja a luz à conta disso.
    la pelos 14 ou 15 estuda.se na escola em filosofia o tema das falacias lógicas e este post disso seria um bom exemplo.
    havia uma gente que vivia num mundo alucinado e acreditaram que uma alucinada criminosa ia tornar esse mundo maravilhoso. mas houve quem também se lembrasse que há que alimentar 8 biliões de boquinhas por esse mundo fora, algumas muito ávidas, senão há guerra e mortandade como nunca se viu.
    portanto, a democracia representativa falou, não a direta e populista como alguns alucinados agora querem recuperar porque khes dá jeito.
    agora apaguem a luz e durmam.
    you can’t always get what you want but if you try sometimes…. you get what you need, la dizem os stones no final de cada speech do trump

  10. Só há uma maneira de Trump e Passos não ganharem eleições.
    Não haver eleições.
    Aconselhei-me com o além, em Santa Comba.
    Não falha!

  11. Não bastou chamarem-lhe Maria de Fátima, ainda levou com o Bonifácio. Uma pessoa assim nunca se recompõe. E a senilidade piora tudo.

  12. Olinda.
    Ouvelha, ovelha, oveja. O galego recorda-nos que antes de chegar a dizer-se ovelha primeiro in illo tempore dizia-se ouvelha. Ela é ouvelha e ovelha. Que Deus garde o rebanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.