Ser do PS aumenta a inteligência

Quem não é do PS não precisa de se esforçar. Todas as suspeições contra Sócrates são acolhidas e festejadas. Os boatos chegam para ter certezas acerca do seu carácter, responsabilidade, honradez.

Quem é do PS, militante ou simpatizante, está sempre na berlinda. Tem de lidar com as sucessivas campanhas e manobras de destituição de Sócrates. O resultado é um permanente exercício analítico e reflexivo onde se interpretam notícias, declarações e comportamentos.

Conclusão: qualquer estúpido repete uma calúnia e ataca sem provas, mas é preciso ter uma inteligência robusta para defender a Cidade da invasão dos bárbaros.

49 thoughts on “Ser do PS aumenta a inteligência”

  1. Pode ser visto por aí!
    Eu acho que o que aumenta é a resistência às viroses.
    A todas.
    Vejam só o que acontceu à epidemia da A?
    Não é preciso ser prémio Nobel para concluir que os outros miasmas do tipo PSD, PP, BE e PCP, vão ter o mesmo destino…

  2. Elementar meu caro Watson, o homem não desiste. Por mais que queiram, o homem não desiste e isto só vai lá com eleições. Seja, lá terá que se pedir outra vez o voto ao povo (populares, como gostam as tv,s de de o designar) e esperar o resultado, sempre uma incógnita, e pimba ! Lá ganha outra vez José Sócrates. Um… melhor mesmo, é ver se desiste.

  3. As pessoas de carácter não alinham com certo procedimentos ‘fascistas’ para falsear a vontade expressa pelo povo nas urnas. Não concordo com esses procedimentos seja contra quem for.
    Respeitem as decisões da Justiça.
    Se não respeitam a Justiça ao menos Respeitem a decisão do Povo.

    Estou a registar quem é que está mais interessado em resolver os problemas dos portugueses e quem é que está mais interessado em fulanizar as coisas, cheios de sanha, sonsice e má-fé.

    Feliz daquele que no seu trabalho guarda silêncio circunspecto, deixa os patetas arrotar estupidez, porque quando é ouvido a sua voz destoa pela positiva, invejada, mas no íntimo sabemos que é positiva.
    Não é preciso dar muito alarido, dexemos a poeira assentar. A pulhice acaba sempre por vir à tona, o nosso caminho é a rede de alta velocidade dos espíritos abertos, sãos e humanistas.
    Sejemos generosos – mãos que não dais..porque esperais?, dizia o Mestre.

  4. Sim, é condição necessária, mas não é suficiente. É também preciso ser honesto, integralmente honesto, e aí é que está o busílis.

  5. Ser do PS aumenta a inteligência, sem dúvida!

    E preciso ser muuuuuuuuuuuuuuuito inteligente e continuar a apoiar o PS quando o resultado das últimas legislaturas está a vista: mais de 500.000 desempregados, déficit 9,3%, Dívida do país acima dos 100% (com empresas públicas), endividamento das famílias a níveis record, emigração ao nível dos anos 60, etc…

    Um idiota qualquer diria que era culpa do PS (quantos anos à frente dos destinos da nação nos último 15 anos, 10 anos?)

    Mas não, um inteligente demonstraria que o Durão está na origem de todo o mal, ou então o Bush e o capitalismo neo-selvagem desculpe, neo-liberal. E que pelo contrário, sem a acção providencial do Chefe tudo, mas tudo seria pior… Já disse que o nosso país foi o último a entrar na crise e o primeiro a sair?

    Portanto, com um partido político com o quociente intelectual colectivo tão alto, dentro de alguns anos, deveremos ultrpassar a Eslovénia e quem sabe recuperar o nosso atraso para com a república Checa.

    Viva portugal e viva o Chefe!

  6. oh lúcido, não ouviste falar de uma crisesita internacional que andou por aí? qual é o défice do reino unido? e da frança? e da espanha? e da irlanda? e dos EUA? e …..

  7. mas claro que a crise geral dos USA e da Europa é consequência próxima da invasão do Iraque de 2003, em termos directos e indirectos, e isto da economia tem inércia,

    Eu então escrevo, agora em ingliú, one more. Quanto ao resto logo se vê.

  8. Se não a inteligência pelo menos a resiliência. Gosto de sentir o vento pela frente e não pelas costas. Pulhas ao pequeno almoço, calunias ao meio-dia, à tarde o ruminar conspirativo para os abutres da noite.Melhor não há, activa a circulação, massaja o cerebro e um gajo sente-se vivo.

  9. O valupi, agora que cagaste a obra.

    Então tu que dizes não ser do PS!

    Já vai chegando de vitimização, não? A vitimização e a inveja são armas dos fracos.

    Pois, outras coisa que tenho a informar-te, é que que foram os bárbaros uns dos maiores responsáveis por esta Europa e mesmo por esta Lisboa, que julgo ser tua. Por isso deixa os bárbaro em paz, devias estar-lhe grato.

  10. Concordo, mas o exercício neuronal seria muito melhor se os ataques não fossem tão repetitivos e previsíveis. Por exemplo, está-se mesmo a ver qual é o objectivo do Inquérito Parlamentar que anima agora a oposição: inquirir Sócrates. Uma vez que não o conseguem sentar em nenhum banco dos réus de nenhum tribunal, sentam-no no Parlamento à sua frente. Depois, independentemente do que for apurado vão poder dizer que foi a primeira vez que um primeiro-ministro foi ouvido por uma Comissão Parlamentar e que isso é inadmissível, péssimo para a imagem do País e tudo o resto que já sabemos por ser tão previsível. Será esse o ‘caso’.

  11. A guida é que a vê toda, já agora qual é o 4º segredo de Fátima? Onde está Bin Laden? Quais os números do Euromilhões da próxima semana? Estas sim, são as respostas que o mundo precisa.

  12. A Confissão de Lúcido.

    Ora aqui está um bom pretexto para iniciar a manhã de um sábado tempestuoso, mas não tanto (e ninguém elogia as posições previdentes, de protecção civil e outras, que têm sido tomadas). Não, não Lúcido amigo e outros, não é por serem oriundas do PS ou não serem. Há gente de vários quadrantes. E quando se fala aqui no PS, não seria justo pensar que há mais gente para além dos boys (chaga dos partidos) e que, ao defender o primeiro ministro o faz porque pensou, reflectiu, ponderou para além do que é costume fazer por parte do nacional-apressadamismo e, acima de tudo, prefere dar a cara por causas incómodas e já com anátema populista e justicialista? A tal questão de que falou António Hespanha na passada segunda-feira, no Prós e Contras: a Inquisição mandava para a fogueira cada punhado de pessoas que tivessem um avo de suspeita, pressentimento, fésada: oito pessoas a um oitavo davam churrasco, com o Povo a ulular, a benzer-se, a mijar-se, de prazer sádico e de mêdo. Estavam, táo só, pensavam elas conduzidas pelos seus Padres, a defender a Fé e o Interesse Público. Só mais tarde é que apareceu um chato, Montesquieu, a falar no espírito das leis e a nhurrar a favor da separação dos Poderes e da necessidade de substituir a fogueira pelo Estado de Direito. Não sem que, mais ou menos pela mesma altura, ainda se usasse o churrasco humano como prova da justiça divina: Cavaleiro de Oliveira crepitava nas mesmas chamas com o livro condenado atado ao pescoço.

    É verdade, caro sêr Lúcido (que grande responsabilidade no uso recto deste nome), defender a nossa verdade (que não é a Verdade, mas aquilo que, certo ou errado, achamos honestamente que devemos não calar. E que devemos ter sempre disponibilidade para rever) costuma, nos dias de hoje, ser um acto incómodo.

    Principalmente a nível de uma élite que claudica. Mal se abre a boca no sentido contra-a-corrente (não confundamos com a auscultação do voto ou do sentido do voto) o intelectual prá-frentex (de esquerda ou direita, um, dois) muda logo de estação. Já tem a opinião formada e despeja a cassete: contra a política, contra os partidos, contra a corrupção, contra os suspeitos do Caso (não estou a dizer o Processo) Casa Pia, contra o combate à Gripe A, contra o Combate às Alterações Climáticas, contra o novo Aeroporto (até porque, se caísse um avião na Praça Marquês de Pombal, para longíssimo vá o agoiro, já se sabe que era o Sócrates que tinha a culpa.”Ele põe-se a jeito, ele está no centro de muitas suspeições…”), do TGV, sei lá,…

    Tem-se assistido à diminuição dramática, e certamente generosa, do avo necessário para a queima na fogueira. O que, paralelamente, aumenta, na mesma proporção, o número de putativos delatores, ou desajeitados bufos necessários para reduzir a carbono prêto o teimoso primeiro ministro. Mas a honestidade fundada também na verdade da Álgebra (dava tanto jeito) dos padres da Inquisição, já lá vai. O melhor agora é carregar a fundo no acelerador e acreditar que há sempre um balão de ar que nos salvará no inevitável choque: dos direitos e liberdades fundamentais espezinhados, do Estado de Direito almejadamente feito num oito, muito mais do que na dívida pública.

    Corre na Internet um video genial: mostra um papagaio a cantar, imitando o Ray Charles. Costumo mandá-lo a alguns amigos quando repetem, sem cessar, aquilo que ouvem, sem pensar. É de muito boa qualidade e uma modesta contribuição para que as pessoas usem a cabeça com mais nobreza (no polo oposto situa-se aquele senhor importante que disse “fui corneado”. Teria dito? Teria sido? Coitado).

    Os dados o que mostram, caro Lúcido (ou como assim se chama) é que as “misérias de Portugal”, são um rosário mil vezes desfiado, um muro de lamentações na fortaleza vazia dos oficiantes da desgraça. Há realmente um pormenor insignificante: a maior crise económica e financera mundial do pós-guerra, mais, dos últimos oitenta anos. Debelada (e ainda não de todo) num intervalo de tempo muito curto. Que obrigou a que o Estado interviesse (não tanto como seria necessário, especialmente na muito maior Regulação que necessita de ser introduzida), que o famigerado déficit aumentasse (aumentaria muito mais, estaríamos certamente de todo gregos) se se mantivesse como estava nos 6,8 % em 2005, que o desemprego aumentasse para níveis como o da Espanha, em que é o dobro do de Portugal. Consulte, por favor, os últimos dados do Eurostat. A curva de comportamento na Crise, de Portugal, continua a situar o nosso País no conjunto dos que mostram melhor comportamento. E a política energética? Nos combustíveis fósseis, por um lado, por outro nas Energias Renováveis (não MST, não são alternativas. Aqui não tem sentido a filosofia, ou estilo de vida, do que é alternativo) pelo outro, a política que tem sido levada a cabo é no sentido da sustentabilidade e reforço da capacidade nacional. E a chamada Sociedade da Informação, a Economia do Conhecimento? Muito do valor da Economia do mundo contemporâneo passa por aqui. Portugal tem-se preparado e os índices de desenvolvimento nestes campos atestam-no. Estamos realmente no conjunto de Países de topo da União Europeia nestas áreas. Não noutras, também muito importantes.

    Não há espaço nem oportunidade para citar outras coisas bem feitas e várias mal feitas, reformas a necessitar de reforma, múltiplos motivos de descontentamento. Mas a fogueira desejada para Sócrates é, sem dúvida e segundo o meu entendimento, o acto mais indigno, mais repugnante, mais estúpido (ou não. Quem quer deitá-lo abaixo está-se nas tintas para que tenha boas condições para governar), mais torpe.

    Sêr lúcido: um requisito indispensável para vivermos todos num mundo melhor. Passe bem, Lúcido e, se conseguir (mesmo se, apenas, procurar ser lúcido: nunca se arrependerá, estou seguro.

  13. O meu ponto de vista:
    Gosto dos ditos populares e uso-os várias vezes para comparar outros ditos, como: lobo com pele de cordeiro, atrás de mim virá, quem melhor fazerá.
    Vem isto a propósito do nome que concederam à Comissão Parlamentar de Ética que está a ouvir os protagonistas da Liberdade de expressão.
    Quando ouço deputados, como João Oliveira, João Semedo e outros, fico sinceramente triste com as frases e dúvidas que galanteiam certos convidados que vão ali prestar declarações. João Oliveira pôs em causa e disse que não acreditava na seriedade de Rui Pedro Soares. Quando este lhe demonstrou o repúdio, disse que Rui Pedro Soares, se encontrava ali para responder e não fazer perguntas ou retorquir.
    Triste indivíduo que julga que por ser deputado está imbuído de qualquer coisa que o torna diferente do seu dia-a-dia. Faz-me lembrar algumas personalidades a quem se atribui alguma função de responsabilidade – caso agente da autoridade – e julga que ele é o dono dessa autoridade. A restante população são só seus servidores. Indivíduos que deviam ser o exemplo do garante da democracia e usam todos os baixos argumentos à falta deles. Podiam deixar decorrer as audições e confrontá-las com outros convidados e só depois dizer que a pessoa em causa não foi verdadeira.
    Depois vejo o senhor deputado João Semedo que só aparece a certos interrogatórios – os que são e pode pôr a seriedade – caso Saraiva, é a deputada do BE que está ali para fazer fretes.
    Como nos podemos acreditar na ética desta Comissão de Ética. Sabemos que todos os partidos estão ali para defender a sua dama. Julgo saber a não comparência do dito deputado. É para ficar como um ser imparcial. Mas, gostava que fosse ele a fazer as perguntas e usasse os mesmos métodos que usou para Rui Pedro Soares.
    Que raio de Comissão de Ética é esta? Nos julgamentos mudam-se os juízes conforme as testemunhas?
    Relato um acontecimento de há mais de cinquenta anos.
    Um domingo, como convidado, deslocava-me com o dono de uma carrinha caixa aberta, de aluguer, para Nine no concelho de Famalicão, para a largada de pombos-correios “Columbofilia”.
    Em Lamelas no concelho de S. Tirso, à nossa frente seguia um automóvel – mais tarde soubemos que eram do Porto e iam ver o jogo de futebol entre Vitória de Guimarães x F. C. Porto. Em direcção contrária vinha uma carroça e de momento resolveu fazer inversão de marcha, provocando um acidente com o dito automóvel. Chamada a brigada de trânsito, esta ali compareceu, com dois agentes cada um na sua moto. Depois de tomarem nota do acidente, deram razão ao dono da carroça. Não sei como se regia esse tipo de lei. Estávamos em plena ditadura.
    Como o dono da carroça foi ferido e transportado para o hospital de S. Tirso, um dos agentes da autoridade, foi ao hospital saber o estado e tirar mais conclusões sobre o acidente. No regresso e já perto do acidente seguia à sua frente um motociclista e quando viu um agente da brigada de trânsito à sua frente – o que ficou no acidente – resolveu fazer inversão marcha. Talvez estava ilegal. O agente que vinha do hospital não teve nenhum meio de evitar o acidente, tendo os dois de serem transportados para o dito hospital.
    Escusado será dizer que a partir daquele momento para quem foi a culpa.
    O que sugiro ao senhor deputado João Oliveira para esperar pela inversão de marcha que a qualquer momento pode surgir.
    Acabo com esta frase de Camilo Castelo Branco:
    A calúnia é como o carvão: quando não queima, suja.

  14. Escola da vida:
    José António Saraiva, faz afirmações na Comissão Parlamentar de Ética, mas o difícil é provar. Quando se pergunta para provar, diz que são conteúdos ouvidos e lidos e que toda gente tem conhecimentos deles. Eu, também ouço muitas coisas sobre dele, mas não as posso afirmar, a não ser esta:
    Há tempos ao ler num blogue um texto de José António Saraiva, fiquei pasmado como ainda existem pessoas como ele. Dizem-se espertos, frequentadores das melhores universidades, assim como dos melhores alunos que as frequentaram. Olhando para o caso que nos relatou, observo que lhe faltou andar na que para mim é a melhor de todas. Que é a escola da vida.
    A peripécia rola em volta do acidente que sofreu o seu Mercedes. Além do causador ter fugido ainda teve um trabalhão para o ir o levantar tal a trapalhada com a companhia de seguros.
    Depois a abordagem na bomba de gasolina com o suposto vendedor da Mercedes, é das histórias mais caricatas para mim, ou seja, da maior ingenuidade que um ser humano se deixa cair.
    Recebe dois embrulhos – o dador disse que eram dois casacos de antílope e meteu-os na mala do carro, sem o Saraiva saber o que continham. E critica quem recebe algo, chamando-lhes corruptos. Em casa é que vê no logro em que caiu – eram dois casacos em napa. Com isto demonstra o quanto é ingénuo. Quem pode confiar nele – com o que vem publicando e dizendo se no dia-a-dia qualquer labrego o come.
    Destas pessoas está o inferno cheio – o que acho mal – devia estar no céu, que é lá que devem estar os “anjinhos”.
    Só são excelentes as pessoas que nós não conhecemos.
    Duque de Bouffers

  15. Ibn, o seu comentário confirma o que digo no meu. :)

    Sabe que estive para terminar o meu comentário a dizer que não era preciso nenhuma bola de cristal? É que este ataque já começou, vá lá espreitar a capa do Expresso (está online).

  16. A questão de fundo é esta: o homem apareceu, apresentou um programa, ganhou uma maioria absoluta, formou uma equipa e com ela fez algumas das reformas necessárias. Acima de tudo, REDUZIU O DÉFICE E EQUILIBROU AS FINANÇAS PÚBLICAS, MELHOROU O ENSINO E DINAMIZOU A INVESTIGAÇÃO CIENTIFICA, IMPULSIONOU A MODERNIDADE NAS EMPRESAS E GARANTIU A SUSTENTABILIDADE DA SEGURANÇA SOCIAL. Isto só para recordar alguns DADOS do 1º Governo Socialista, de 2005 a 2009.
    A crise financeira, que começou a abalar o mundo desde 2008, veio quebrar a linha de evolução ascendente que o país estava a registar em todos os sectores.
    Os partidos da oposição – PSD à cabeça – agora que o PS já não tem maioria absoluta, engoliram todos os sapos e juntaram-se para afastar – DE QUALQUER MODO – o homem que continua a resistir, de forma positiva, i.e., governando com os recursos possíveis e incentivando os portugueses a trabalharem com coragem para conseguir ultrapassar a crise! E SE SE UNIREM OS QUE INTELIGENTEMENTE SE FIXAREM NO ESSENCIAL, ENTÃO A VITÓRIA SERÁ DO PAÍS, GOVERNADO PELO PS, COM O SÓCRATES PRIMEIRO MINISTRO!

  17. tenho impressão que tomas a parte pelo todo , logo , invalida a tua conclusão “cientifica” que ser do PS aumenta a inteligência. que eu saiba , na berlinda berlinda estão uma dúzia de ps. na berlinda a secas estão quase todos os políticos , sejam de que forem.

  18. Até porque as pessoas continuam a associar Moderna com Casa Pia, BCP com Freeport, etc, etc. E aperceberam-se que estamos perante uma nova forma de fazer política, na qual se vai a votos mas não são os votos quem mais ordena.

  19. Não só a impermeabilização,&, segundo o resumo que li tambem sobre como sistemas complexos se adaptam e recuperam de catastrofes como aquela.
    Tens razão, Neptuno anda mal disposto e espalha agua por todo o lado e o facto do seu irmao e regente Jupiter estar em Peixes(agua) tambem não ajuda muito. Esperemos pelo sol de fogo Aries, o inicio e a renovação.

  20. Ouvido hoje de manhã. Ao pé de uma banca de jornais diz um amigo ao “ardina” “Então quantas mentiras já vendeste hoje?” Mais à frente dois amigos já entradotes, diz um para o outro “….É pá mas não descobrem nada ao homem, atão como pode ser? ” diz o outro “…esta informação está cada vez pior…”…a vox pop não engana e não papa grupos.

  21. Nos dias que correm está na moda de muito políticos e analistas declararem que Sócrates não só fez mal ao país, mas sobretudo, muito mal ao PS. Ao país, ainda vá que não vá, são opiniões políticas com pouca sustentação mas admissíveis. Agora, ao PS? Porque carga de água, quando a quase totalidade dos membros das estruturas do partido têm demonstrado todo o apoio ao Primeiro Ministro e as sondagens continuam a manter o PS não só à frente, como aumentando as distâncias relativamente aos restantes partidos?

    Já que estamos numa de juízos, afinal de contas o que é que estes macacos fizeram de verdadeiramente significativo pelo país e pelos partidos a que pertencem, ou que defendem, para que a sua opinião sobre esta matéria mereça credibilidade? Certo, certo, é a assiduidade com que debitam meia dúzia de larachas alucinadas sobre a crise, o desemprego, as apostas de desenvolvimento, a agricultura e de defenderem cegamente meia dúzia de corporações, grupos profissionais ou interesses menos claros.

    É conveniente ouvir sempre estes altruístas congénitos de meia tigela com um olho no burro e outro no cigano porque continua a fazer escola a velha técnica de reproduzir um disparate até que a realidade se torne disparatada.

  22. Não sei…

    mas verdade é que o PS e JS
    desencadeiam uma santissima aliança de mui respeito
    do PC e BE ao PPD e CDS!!!

    até o Papa ca vem benzê-la em Maio proximo, diz-se

    formam assim uma alternativa de poder?

    não, mas esse também não é o seu objectivo patriótico

    o seu objectivo tout court de agora
    é desenvolver uma politica de terra queimada…

    fomenta-se a intriga
    “aparecem” documentos e artistas
    põem-se sindicatos na rua
    promovem-se greves de sectores chave

    fazem-se acusações
    que passam opinião publica
    devidamente intoxicada
    por uma imprensa asfixiada

    se alguem da justiça se opõe

    faz-se campanhas contra, etc…

    neste quadro, pelo menos
    é preciso tê-los no sitio

    resistir com inteligencia e algum humor…
    deixa-los embriagar com cheiro de sangue
    e atacar certeiro onde lhes doer

    em particular
    nos bons actos de governo
    desenvolvidos no primeiro Governo PS
    sobretudo antes, mas tambem durante e depois, da crise

    abraço

  23. Nik,
    Está no tempo certo do Cravinho render-se outra vez à nova ciência banqueirista do Rendeiro con outro elogio ditirâmbico.

    É tal a convicção de certa gente que, quando o senhor conselheiro Dr. Capu(a)cho, pediu a sáida e substituição de Sócrates, argumentou que era para acabar com a “telenovela” que se vivia. Sem seriedade a boca pende logo para a verdade.

    O senhor deputado J.Oliveira interpelou o P.Soares com toda a soberba do poder, prenho de indignação e desprezo pelo jovem “boy” da PT. Mas o curriculum desconhecido do jovem deputado que, tão jovem e sem vida prática ou útil que se conheça de lado algum, já é deputado da Nação faz dele o quê? Aqueles jovens imberbes do pcp e do bloco vêm donde? São boys de quem?

    A senhora deputada do bloco, com todo o ar e falar de boa dona de casa mais que deputada, congratulou-se pelo facto do psd estar de acordo com o bloco para o inqérito parlamentar. Claro as esquerdas claro/escuro entendem-se bem com as direitas claro/ escuro. Tudo se passa na câmara manhosa clara/escura para retratar o PM aos portugueses com tratamento do foto-shop claro/escuro deles.

  24. Volto ao Lúcido-pouco-lúcido que não há meio de largar o discurso idiota da D. Manuela. E volto para lhe pedir que vá prégar para outra freguesia. Uma freguesia de débeis mentais para quem o seu discurso faça algum sentido. Entretanto e se quiser ser honesto consigo próprio e puxar um bocadinho pela cabeça (vai ver que lhe faz bem!) recomendo-lhe que leia com calma e espírito aberto, os comentários anteriores do “cidadão presente” e da Maria da Guia”. Só estes para se não cansar muito!

  25. PMATOS, o Basilio Horta diria exactamente o contrário se tal lhe conviesse! Assisti a uma cena desse “senhor” enquanto passeava o cãozinho na Ribeira de Mula que atesta bem o carácter da figurinha (ainda antes de ser candidato a PR).

  26. Ibn Erriq:
    «o Basilio Horta diria exactamente o contrário se tal lhe conviesse!»

    Não duvido. Infelizmente é uma situação recorrente na praça… a diferença é que a uns se aponta o dedo e se julgam em praça pública sem hesitações enquanto que a outros se tentam abafar as contradições.

    Quanto à história do “cãozinho” quem sou eu para duvidar dela, mas talvez não fosse má ideia revela-la a um qualquer pasquim (ao SOL por exemplo, que quando esta história acabar necessitará de facturar mais umas semanas). Quem sabe se também essa não será de interesse público!
    ;)

    E já agora, Basílio Horta fazia-se acompanhar do saquinho para apanhar a poia do seu canídeo?
    (Infelizmente a grande maioria dos proprietários destes bichinhos esquece-se que há mais gente a passar nos locais onde os cães defecam e que não é nada agradável pisar aquilo que os “animais” deixam para trás – quando digo “animais” refiro-me aos donos que deveriam ser mais racionais do que os cães!)

  27. “A guia não é ali para os lados da Boca do Inferno?”
    como assim? A guia é na Guia, no Allgarve, bem pertinho de Albufeira.

  28. Porque será que a conclusão não pode ser outra bem diferente, e real, por exemplo:

    Qualquer estúpido do PS repete a (montada) defesa de uma alegada calúnia e diz as maiores bacuradas, sem provas ou nexo, apenas para defender aquilo que entende ser a verdade… que alguém lhe anda a colocar dentro da caixa cornea.

    Obviamente que a dita, alegada, verdade, que a voz do “dono” diz ser a unica e impossivel de mudar… mesmo quando colocado perante factos, e repetida vezes sem conta, para assim se tentar tornar uma verdade…

    Mas como contra factos (e já são mas do que muitos, e descarados) não existem argumentos, que não sejam meras manobras de entretimento, para tentar lançar areia nos olhos dos portugueses, que já entenderam o imenso buraco onde estão enterrados.

    Mas não é preciso ter uma inteligência robusta (como os seguidores da voz do “dono” afirmam ter…) para defender a Cidade da invasão dos alegados bárbaros (quem não é do PS, ou sequer quer algum dia vier a ser…), que para aquelas sumidades são todos uma cambada de asnos.

    Hay senhores a que ponto de imbecilidade; Portugal esta a chegar com este tipo de criaturas!!!

  29. Se ser do PS aumenta a inteligência, compreendo a ânsia dos que a esse partido querem pertencer, coitados. Mas parece que não resulta, a ver pelos resultados…

    …e pensava eu que queriam ter o cartão do partido como garantia de emprego no Estado ou em alguma empresa publico-privada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.