Revolution through evolution

Research Highlights Potential Benefits of Vibrators on Women’s Pelvic Health
.
More gender segregation in jobs means more harassment, lower pay
.
Social media break improves mental health, study suggests
.
Video games can help boost children’s intelligence
.
Copying others to dare
.
How sleep helps to process emotions
.
What Spotify and Tinder aren’t telling us
.

.
The role of variability: From playing tennis to learning language
.
Psychopathic individuals are more likely to have larger striatum region in the brain
.
Complex human childbirth and cognitive abilities a result of walking upright
.
Exposing liars by distraction
.
Research shows the role empathy may play in music
.
Seeing more species at the coast improves wellbeing: Yet another benefit of biodiversity
.
One particle on two paths: Quantum physics is right
.
People choose healthier food when with outsiders for fear of being negatively judged
.
Keeping Time With The Cosmos
.
Taking ownership of your health

27 thoughts on “Revolution through evolution”

  1. Neuroscientists from Nanyang Technological University, Singapore (NTU Singapore), University of Pennsylvania, and California State University, have established the existence of a biological difference between psychopaths and non-psychopaths

    muito interessante , nascem com defeito. haverá algum estudo sobre prevalência de psicopatas nas sociedades através dos tempos ? precisava de confirmar se a medicina moderna ao diminuir a mortalidade infantil contribuiu para o atraso humano presente. -:) -:)

  2. “Copying others to dare”
    não percebo para que serve este estudo e as consequentes “recomendações” : é para ficarmos mais gananciosos ? para jogarmos na bolsa e contribuirmos para o arrasar da economia real ? surreal.

  3. “Seeing more species at the coast improves wellbeing: Yet another benefit of biodiversity ”

    que triste a conclusão do estudo : aumentar biodiversidade para aumentar bem estar humano…credo , animais vistos como terapia , objetificação das outras espécies só no talho .
    mas pronto , lá percebem que o que nos faz bem é a Natureza , não a tv ou o centro comercial.

  4. analisar resultados das multidões chama-se estatística, uma seca falaciosa. por outro lado, copiar os outros, na terra da yo, deve chamar-se narcisismo e obsessão. eu cá, chamo-lhe elogio da invejosa. !ai! que riso

  5. pronto, está bem, o homem quer depurar o tempo para o manter. se eu pudesse só me regia pelos tempos do meu corpo, houve uma altura que podia fazer isso, maravilha, agora só faço quando posso: como quando tenho fome, ou preciso, durmo quando tenho soninho, ou seja, quase nunca posso. o meu pai diz que eu sou como uma cigana. nunca tive nem tenho nem terei um relógio no pulso. antes a minha cadela também era uma reloginha peluda adorável, sabia de tudo o que eu queria e quando eu queria, era um verdadeiro tempo que ficava, e ficou, e fica.

  6. !viva! o soninho bom, eu sabia, eu sabia, que o soninho se enrola com a emoção e, pimba, acontece como no mar com a areia e os peixes a baterem barbataninhas

  7. !ah! bem visto, o amor e o tesão também são quânticos: a partícula salta para os dois caminhos que depois se encontram: é a mecânica e a faísca da física da inteirícula

  8. e que mais faz a maravilhosa olinda para além de se olhar ao espelho e admirar-se ? copia a angelina jolie ?

    eu eu eu eu eu eu eu eu . já sabemos que é eu , olinda , não precisa frisar tanto.

  9. que carago, mas então a capacidade de memorizar não conta? se eu fosse uma da amostra estavam quilhados porque seria impossível mentir para apurarem a verdade: não consigo decorar nada a não ser relacionando e criando uma espécie de código para mim, ou seja, nomes, números e essas coisas nem sequer se sentam na minha cabeça, só me fica o que me é absolutamente interessante e essencial.

  10. yo, pois claro que sou eu, para opinar sobre o que desconheço só posso entrar pelo que conheço: eu sou um canal, o tal canal para chegar à realidade sensível, tá? dah. !ai! que riso

  11. qual Angelina Jolie, yo? ObelleRose. as minhas bochechas até estão doridas de tanto me rir. baixinho, pois claro, queria que fosse sonante mas não dá, agora não dá

  12. há mais canais : os outros . interessar-se pelos outros , outros que falam , ou seja , cães não vale , faz muito por nós e pela nossa sensibilidade….
    e é assim , não faço esforços para parecer boazinha porque simplesmente não sou má . capisce ?
    as pessoas que passam mensagens de como são “boazinhas” como a olinda , normalmente são péssimas. é assim tipo beatos. ou esquerda caviar.

  13. pois, isso mesmo, yo, eu sou o seu outro canal – pelo qual se interessa tanto e a torna tão sensível, eu que sou este naco diabólico e ruím esforçado. por favor não goste de mim porque eu sou exclusiva da barca do paraíso. tic-tac-tic-tac-tic-tac, fuja. !ai! que riso

  14. !ah! eu sabia que os vibradores, no passado, tratavam doenças psicológicas e agora repensam nisso porque, pois claro, somos psicossomáticos. nunca experimentei, tenho curiosidade, mas tem de ser com o xistudão e antes também quero os dedos. quero tudo, tudo.

  15. sou da opinião de que todos os psicólogos deveriam complementar-se também com neurologia porque é esta que vai comprovar as suspeitas da outra e determinar exactamente o detalhe físico para diagnosticar com certeza. por exemplo, quando suspeitei que o meu sobrinho pudesse ser esquizo-afectivo ele foi à psicóloga que o encaminhou para a psiquiatra com um relatório a pedir uma análise ao cérebro. porque depois tem de haver, ou pelo menos deveria, a dinâmica entre os profissionais de saúde. e a psicopatia estava lá, está lá, é um detalhe físico também. se bem que todos nós, pelos menos uma vez na vida, podemos ter uma crise psicótica. é assim. o problema são os psicóticos que andam aí à solta mascarados de gente de bem – porque os que têm diagnóstico confirmado estão medicados e estáveis.

  16. tudo vai do que se vai fazer às redes sociais. eu faço e recebo saúde, riquezinha de saúde. !viva! !ai!

  17. !ai! o que eu acabei de ver
    Zeus sexy
    com a pelugem que é mantinha
    do cimo da montanha e do peito
    e olhos de universo
    bonitos-bonitos
    como se todo ele fosse
    e é
    em verso
    e a preceito

  18. então quer dizer que o algoritmo, que não é suposto ser ambíguo, dá música e engata os utilizadores e os outros: que grande encapuzado

  19. descobri, descobri: os putinistas poderão não ser descendentes dos australopitecinos. !ai! que riso

  20. receio que essa percepção possa ser cultural. estou a pensar, por exemplo, no paredão na zona de matosinhos: talvez os mexilhões desaparecessem em um ápice dali durante a noite para aparecerem em lindas terrinas temperadinhos com alho, azeite e salsinha.

  21. como? diz-me de que raça vens e manipularei o que como? as pessoas são estranhas. só por causa disso vou já lanchar tomate chery pêra ao lanche. seis. o tomate é aspirador de glicose. e depois duas gelatinas de mulhango sem açucar, que são miminhos para o cabelo e para as unhas.

  22. são rosas
    !ai!
    que são rosas
    vermelhas
    vermelhinhas
    vermelhaças
    vermelhantes
    vermelhonas
    naquele pescoço bonito
    que carrega o para cima e o para baixo
    é é é
    pois é
    eu é que sei
    do pescoço
    meu bem
    que carrega as rosas
    as rosas que tu tem

  23. as rosas que tu tem
    são vermelhas
    e de todas as cores, bicho
    paleta
    pincel
    lápis
    caderno
    clave de sol
    ou simplesmente papel
    serenidade, pastel
    é o que for, é o que é
    pauta, nota, ensaio, poema
    tango, bossa nova, canção
    junto-lhe o malhão
    e rio
    até chorar de balé

  24. venho trazer um sol
    formoso
    e se o cinzento for claridade?
    vejo olhos luminosos, não consigo não ver
    que se apertam
    não, não, e não, não vejo mal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.