Revolution through evolution

Orgasm Gap Impacts How Much Women Want One, Rutgers Study Finds​
.
Women seen as happy and men as angry despite real emotions
.
People wrongly believe their friends will protect them from COVID-19
.
People around the world like the same kinds of smell
.
Millionaires more risk-tolerant and emotionally stable
.
What came before the Big Bang? UB physicist’s new popular science book explains one leading theory
.
Good News: People Can Recover and Thrive After Mental Illness and Substance-Use Disorders
.

.
The art of smell: Research suggests the brain processes smell both like a painting and a symphony
.
Disbelief in human evolution linked to greater prejudice and racism
.
Gene linked to hearing in humans also linked to touch in sea anemones
.
Electrical synapses – omnipresent and yet hardly explored
.
Not all dietary fiber is created equal: cereal fiber but not fruit or vegetable fibers are linked with lower inflammation
.
After ‘mama,’ children’s first words include ‘this’ and ‘that’
.
AI predicts if – and when – someone will have cardiac arrest
.
Mice that exercised before developing cancer showed slower tumor growth and better heart function
.
Study Reveals the Science Behind Those Irresistible Puppy-Dog Eyes
.
Study suggests a biological pathway through which vitamin K may help ward off dementia
.
Are strokes a social justice issue? A new study suggests they could be
.
Psychopathic individuals with charisma can get away with more bad behavior
.
The gender gap: Nature or nurture? It’s complicated, says a large Facebook study
.
Researchers have developed an e-nose that can distinguish different types of whisky
.
The pleasant smell of wet soil indicates danger to bacteria-eating worms, researchers find
.
‘Robot scientist’ Eve finds that less than one third of scientific results are reproducible
.
Selfies may drive plastic surgery by distorting facial features
.
Vegetarian birds more sociable than insect eaters, shows research
.
Abundant ‘secret doors’ on human proteins could reshape drug discovery
.
On Liberty: Evidence of Harriet Taylor Mill’s Co-authorship
.
Indications of Moral Injury Similar between Combat Veterans and COVID-19 Health Care Workers
.
Researchers accurately identify people with PTSD through text data alone
.
How to reduce loneliness: Meaningful activities can improve health, well-being
.
Good hydration may reduce long-term risks for heart failure
.
Sport improves concentration and quality of life

31 thoughts on “Revolution through evolution”

  1. ainda não percebi porque querem que vivamos , as mulheres , o sexo como se fossemos homens…
    é que basta observar como são diferentes as vivências de lésbicas e gays. as lésbicas não têm quartos escuros e cenas de urinóis como têm os gays.
    leiam o alberoni , ele percebe da coisa.

  2. !ah! e se fosse agora, será que a Nely Furtado não escolheria cantar os pássaros que comem moscas? se sim, teria de fazer umas mudançazinhas ao refrão

  3. deve ser mesmo complicado aferir alguma coisa através de estudos pelo FB levando em consideração a política de profanidade. !ai! que riso

  4. que questão interessante: a emancipação exagerada, em geral, da mulher a acarretar a desproporcionalidade do prazer sexual em relação ao homem. ah, e tal, o importante é ganhar mais, chegar o mais tarde possível a casa porque as reuniões é que são importantes, fazer cada vez menos tarefas domésticas porque se sentem sopeiras, e ter cada vez mais menos orgasmos. que femistas castradas.

  5. já agora, yo, eu ainda não percebi – percebendo obviamente a parte da castração psicológica sofrida algures – por que razão as lésbicas (também) usam objectos fálicos. é um paradoxo.

    já agora, também, yo, e partindo do pressuposto de que se está a referir aos orgasmos, não percebo por que é que o planalto das flores não tem de conduzir ao cume da montanha se o cume da montanha é a explosão do aroma do cheiro das flores.

    o que são cenas de urinóis para gays?

  6. suponho que no estudo só poderiam estar os olhos à vista nos rostos para detectar a emoção e pela voz não percebo o estudo.

    por exemplo, e passando ao lado, eu sei que a Yo é do sexo feminino pela forma como faz os espaços na pontuação quando escreve. está estudado.

  7. vou tentar explicar…não estou a falar precisamente em orgasmos , estava a pensar mais bem no facto de estarem constantemente a achar que temos de sentir como os homens , que quantidade é melhor que qualidade e essas coisas. nós sentimos melhor..pelo menos quando a parte emocional se sente segura ,

    a coisa dos urinóis e mais ou menos isto : os homens engatam-se num piscar de olhos , sendo que a casa de banho são locais de engate , dão o corpo a qualquer um.

  8. yo, pensava que falava de orgasmos porque o estudo fala de orgasmos. mas quem é que acha que temos de sentir como os homens? ademais há homens que sentem como as mulheres: esses são os únicos que nos podem fazer felizes ao mesmo tempo no amor e no sexo – coisa quase impossível de tão rara. eu acredito de que só existe um homem/mulher no universo inteiro capaz de uma completude assim.

    !ah! ao género George Michael. eu adoro a voz do George Michael, esse que morreu tão só.

  9. suponho que não percebe inglês…
    he researchers stressed the importance of increasing women’s expectations for and entitlement to orgasm during sex with men in the hope of breaking this cycle for women who wish to have more orgasms in their sexual relationships.

  10. yo, percebo tudo, ou quase tudo, em inglês – só não falo por preguiça aguda e teimosia de considerar que o Português é que me é, e é, bem bom. quem quiser que se esforme pelo meu Português, portanto.

    releia o artigo e verá que trata de acabar, precisamente, com esse conformismo bacoco de que não é importante para as mulheres terem orgasmos – e por isso não conseguirem.

    do resto não estou interessada em perceber nadinha do que disse porque eu já lhe disse explicitamente como penso – ofereci-lhe, portanto, o benefício da certeza de ter ficado com a dúvida. !ai! que riso

  11. mas qual conformismo bacoco ? conformismo relativamente aos orgasmos que um homem tem ? devemos medir a quantidade , suficiente ou não , em relação ao número que os homens tem ?
    eu não me conformaria era em ter só meio neurónio…

  12. é relativamente à sexualidade feminina há temas bem mais interessantes e pouco conhecidos .
    exemplo , o facto de muitas mulheres hetero gostarem tanto de porno gay quanto os homens de porno lésbico , no japão a manga gay é vendida sobretudo a mulheres.

  13. o que é uma manga gay? !acudam!, as coisas que eu não sei.

    as mulheres hetero gostam muito de porno gay? porquê? qual é a explicação?

  14. OMGGGGG , o que é manga gay????? socooorrrroooooo , e querem as gaijas ter orgasmos …
    as pessoas para terem bom sexo têm , primeiro que tudo , interessar-se pela coisa , assim ficam a saber que o cérebro é o nosso principal órgão sexual…

  15. mas eu não sei o que é uma manga gay, yo. se me conseguir explicar, agradeço.

    relativamente ao interesse, não posso discordar mais: primeiro que tudo eu interesso-me por ele, não pela coisa. olhe, paciência e riso.

  16. manga é banda desenhada japonesa , gay é homossexual masculino , logo , manga gay significa que é banda desenhada japonesa homossexual masculina.
    suponho que isto conta como a minha boa acção do dia…

  17. e prontos , como introdução ao tema recomendo a seguinte bibliografia :

    “el amante lesbiano ” josé luís sanpedro
    “las edades de lulu” almudena grandes
    ” anal fabetos ” alvarez rabo

  18. assim tão bem explicadinha como se fosse, e é, um desenho, conta como a sua boa acção do ano. contudo, no entanto, não obstante, porém, todavia, parece-me extremamente confusa: fala de sexo e de pornografia como sinónimo de sexualidade e, ao mesmo tempo de urinóis e de engates, enquanto orgasmos, em casinhas públicas.

    mas não precisa de aprofunda para mim, yo, muito obrigada pela explicação anterior da manga. mas é que agora vou sempre morrer de riso quando passar na secção das frutas.

  19. muito, muito, obrigada, yo, mas eu raramente leio. se pensar bem até tenho a certeza de que nunca cheguei ao fim com um livro.

  20. vê-se. até pela incapacidade de ter presente na cabeça mais de um aspecto dos múltiplos que tem uma questão .

  21. sim, tenho uma enorme incapacidade de percepcionar, reter e cruzar informação e, principalmente, uma limitação naquilo que é reflectir. muito obrigada por perceber – isso não estará ao alcance de qualquer pessoa. a yo é o máximo, muito obrigada.

  22. pode gozar à vontade , não estou nem aí.
    e se está a falar a sério , aconselho a que treine a memória , sem memória jamais poderá cruzar a informação porque nem se lembra dela .
    arranje também um amor que goste muito de mulheres , e de quem as mulheres gostem muito , porque se quiser que fique consigo sem se sentir preso terá de se armar em Sherezade e vai ver que compensa estudar a fundo esse assunto e inventar noites. quem tem imaginação , tem tudo -:)

  23. !ai! que riso, yo, não aprendo mesmo nada consigo, não leve a mal ou se levar o problema é seu, a não ser ter ficado a saber o que é uma manga japonesa.
    sou uma petiz
    a quem o amor tem de escolher entre as mulheres
    porque não é o sexo, mas sim o amor feiticeiro, que liberta
    do sexo sou e quero ser uma eterna aprendiz

    e também é o contrário: quem tem imaginação para ler é que tem tudo e não quem lê para ter imaginação.

  24. se as árvores falassem, e falam, !ai!, quem é aquele Príncipe de lado desenhado, parece sorrir sentado, gotinha ao pescoço que é um pequeno sol espraiado, marquinha de sal no rosto que é de lamber, cabelo de surfar com os dedos se Zeus quiser, calem-se e sosseguem essas bocas, metam-lhes rolhas, sou eu que estou a ver, que o Príncipe é de massa de folhear, delícia de mil folhas de amar. e amuaram as árvores, emudeceram com o ralhete enquanto les mostro o meu ímpeto contente. lailailai

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *