Revolution through evolution

Ethics of tomorrow? Should androids have the right to have children?
.
Mum’s the word: Maternal language has strong effect on children’s social skills
.
Musical tastes offer a window into how you think
.
Connection found between audience reaction, candidate debate success
.
Majority rule: Why conformity can actually be a good thing
.
Perfectionism linked to burnout at work, school and sports, research finds
.
Why Alfred Hitchcock Grabs Your Attention

.
.
Switching off street lights at night does not increase car crashes, crime
.
Plants send animal-like stress signals, research shows
.
Climbing a tree can improve cognitive skills, researchers say
.
Pharmacists help patients with hypertension
.
Ants in the lead: How ants cooperate in steering food to their nest
.
When surgeons listen to their preferred music, their stitches are better and faster
.
Butterflies heat up the field of solar research
.
Free Radicals May Not Be So Destructive After All
.
Hormones Influence Unethical Behavior
.
How to Talk Like a Democrat or Republican: Language Divide Between U.S. Political Parties Reaches Historic High

8 thoughts on “Revolution through evolution”

  1. “Ethics of tomorrow? Should androids have the right to have children?”
    Yes, but not with iphones. Not compatible…

  2. viva! está encontrada a bula para se fazerem bons políticos: tu, estranho que estás a ler e ficaste com curiosidade, se sobes às árvores amiúde, vês filmes de suspense e a tua testosterona não trepa estás no bom caminho. abraça a carreira, cáspite! :-)

  3. Eu acho que os andróides não deviam ter o direito de procriar.
    Para depois as mães deles passarem o resto da vida à procura do pai.
    De resto, é hoje em dia tão fácil procriar andróides como procriar humanos nos laboratórios das universidades.

  4. Alguém me sabe dizer em que dia é o frente a frente entre o Passos e Portas, uma vez que o Portas quer entrar nos debates?

  5. Que hormonas andarão os IGNARALHOS do dispensário a tomar?! Vejamos o caso do IGNABICHATZ. O gajo é badalhoco, só fala palavrões e diz-se imputável. Claro que há outros aqui que com ele concorrem, porém, podem mover-se em jeito de incapacidade acidental, o que tem manifestamente outro tipo de consequências.

  6. O Joaquim Carvalho

    Você não provoque, homem, não provoque dois ministros da República …
    O caso que refere nunca será um frente -a-frente mas sim um frente – atrás …

  7. ó quisto chegou, o picolho queixa-se de linguagem obscena. esqueceu-se de ligar o caralhómetro ao teclado. se calhar pensas que enganas as estatísticas por disfarçares caralhos com ignaralhos e outras proezas humorísticas de tomar às colheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.