Revolution through evolution

New Study Finds Internet Not Responsible for Dying Newspapers
.
When good people do bad things: Being in a group makes some people lose touch with their personal moral beliefs
.
Distance from conflict may promote wiser reasoning
.
The supreme leader sails on; but where did it all go wrong for FIFA?
.
White bread helps boost some of the gut’s ‘good’ microbes
.
Buy lunch, pay with your hand: Vein scanning technique
.
Recession ‘led to 10,000 suicides’

 

.
Facing a Violent Past: New Study Suggests Evolution of Faces a Result of Need to Weather Punches During Arguments
.
As Economy Declines, African Americans Appear “Blacker,” NYU Study Shows
.
Why Your Office Should Be Like a Jazz Jam Session
.
Angry faces back up verbal threats, making them seem more credible
.
Emotional contagion sweeps Facebook, finds new study

5 thoughts on “Revolution through evolution”

  1. pelo contrário: na actualidade a Internet é o grande motor de convergência dos meios de comunicação, o grande suporte de todos eles, possibilitando aos jornais incorporarem recursos que antes eram exclusivos das rádios e televisões. e não modificam a sua essência, atenção, já que o texto mantém-se como o principal suporte da informação. viva o texto!

    não há concorrência entre o jornalismo online e o tradicional jornalismo de papel. há, isso sim, complementaridade. muitas vezes o leitor do jornalismo online vai às bancas comprar o jornal pelo interesse que o jornal da internet lhe despertou.
    ora isto faz do jornalismo online um monstro – mas um monstro de conhecimento e partilha!

    está no prelo. :-)

  2. “muitas vezes o leitor do jornalismo online vai às bancas comprar o jornal pelo interesse que o jornal da internet lhe despertou.”

    pois… deve ser o “jornalismo online” a interagir com vertentes multidisciplinares domésticas, como dar brilho aos vidros ou acender fogueiras. antigamente eram usados para limpar o cu, embalar castanhas ou na prática de origamis naúticos e solares. fónix, tás com medo que o biégas leve a taça.

  3. se contam, Harmódio, não é à custa da internet. sabes a quantidade de não utilizadores da internet que ainda existe? e são esses, essa geração, que compra a versão papel – além das outras. papel é papel e é de estimação . duvido que a médio prazo caia em desuso.

  4. Olinda,

    Se algo é oferecido de forma gratuita a maior parte das pessoas não irá preferir uma versão paga, seja qual for o produto ou serviço. Se os jornais e jornalistas querem entrar neste esquema de desvalorização do seu produto e profissão é com eles mas depois não fiquem surpreendidos se as coisas não correrem como esperavam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.