7 thoughts on “Que se passa com os nossos irmãos galegos?”

  1. O problema é aqueles que roubam milhões e milhões de contos como no BPN e nos Submarinos e ainda há quem os defenda!

  2. Eça de Ceirós, essa deputada deve ser descendente do célebre juiz Roy Bean, “a lei a Oeste de Pecos.” Os demagogos até podem fazer grandes discursos, mas é quando abocanham um naco do Poder que mostram quem verdadeiramente são. Exemplo: http://www.youtube.com/watch?v=kH6SA-BRiJU
    Qualquer um que tenha os cinco alqueires bem medidos compreende o que seria de um país (uma escola, uma empresa, uma fábrica) governado por um bicho destes.

  3. A notícia é ainda pior que o noticiado. Dá grande relevo ao terrível castigo que há-de cair sobre a coitada que mostrou as mamas e nada diz sobre a barbaridade do comportamento do público e dos adversários, como se fosse muito natural dar uma tareia a uma mulher por fazer top-less. Acresce o cuidado do jornalista em evitar escrever mamas, que até é o termo correcto. Há nos mass media uns panhonhas que sabem escrever pénis, testículos, vulva e vagina (apesar de frequentemente confundirem uma com a outra), mas escrever mamas… tá quieto! Preferem refugiar-se no colo da mãe e no peito do pai, os hipócritas.

  4. Seria um interessante trabalho de campo recriar a experiência num estádio português.
    Eu, pelo interesse científico, participaria de bom grado na mesma.
    Têm é que me deixar fazer parte da claque adversária. Seja ela qual for.

  5. pasa nada. pasado mañana ? todos amigos.
    pensem nas vossas cenas , que têm bué que pensar. já não se pode dar largas a agressividade em paz ? porrada só em jogos de homes ? nem toda a gente é branda e de brandos costumes. graças a zeus. olé !

    recado especial pró V:
    tudo o que é muito bom ? pode ser também muito mau. mediana é que é tristeza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.