Que saudades da antiga maioria

Apesar deste blogue ser financiado pelo Governo, ser escrito por maçónicos, ter a protecção do SIS e estar escondido numa toca, a 50 metros de profundidade, por baixo da sede do PS ao Rato, ficámos mais de 24 horas sem poder controlar as mentes dos portugueses. São coisas que não aconteciam no tempo da outra maioria, e que ameaçam voltar a repetir-se pela actual união da extrema-esquerda com a direita.

A asfixia blogosférica das centrais de propaganda do Engenheiro é um sonho do Pacheco que já começa a dar frutos.

19 thoughts on “Que saudades da antiga maioria”

  1. Cheguei a estar preocupado.O Pacheco já andava eufórico à procura dos votos que lhe faltam para derrotar o Sócrates.É que ele já tem a verdade mas faltam-lhe os votitos.

  2. Val, porque não contas a ‘istória’ do apagão?
    É capaz de ser mais interessante que o programa do PSD nas últimas eleições. LOL
    NiN

  3. Bom dia Val,
    E eu que precisava de tomar uma aspirina esperei mais de 24 h para o fazer.
    Mas estou bem. Nem o terramoto me abalou.
    Contente de saber que este blogue está numa toca a 50m de profundidade. Não devem ter sentido o terramoto.
    E que me diz ao desempenho de José Pacheco Pereira na Quadratura do Círculo ´?
    Merece uma análise.
    Cumprimentos

  4. É minha humilde opinião que o desempenho de José Pacheco Pereira na Quadratura do Círculo não merece análise, antes merece psicanálise, aliás todo o seu desempenho desde há uns anos merece psicanálise!
    Outro que merece tratamento sério é o Crespo. Muitoi convivio com o medina Carreira resulta nisto. Crespo é um sniper a quem deram uma metralhadora!

    http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M

  5. Val:
    Ontem tantas vezes tentei entrar no Aspirina B e sempre sem resultado. Telefonei ao meu filho, é ele que paga a mensalidade do MEO, a ver se estava tudo em ordem, ao que me respondeu que sim.
    Tudo isto por causa de ter dado o nome do blogue a uns amigos para eles consultar alguns textos que aqui escrevi. Todos me telefonaram a dizer que era impossível, talvez o blogue tivesse definhado (tirado o pio).
    Pensei para mim: como os assuntos aqui retratados tem mexido com a maioria das corporações, cá temos nós a censura, a asfixia democrática que tantos se dizem portadores e afinal ela vem para quem a tem combatido. Lembrei-me da Ferreira Leite que dizia que estava a ser escutada e na volta era o 1º Ministro. Coisas do diabo.
    Mas hoje, há pouco tempo, como vem sendo habitual quando liguei o computador, verifiquei que realmente o Aspirina B está vivo e bem vivo. Vou telefonar aos meus amigos que podem aceder ao “nosso” blogue e terem acesso aos meus textos e de todos os que aqui escrevem que vão dar o tempo por bem empregue.
    Ando a retirar alguns textos que escrevi a dar resposta a uns outros, para o Website (A blogosfera a quem a trabalha) para um dia os meus netos poderem aceder a eles e terem conhecimento do passado do seu avô. Espero que não esteja a sobrecarregar o blogue.
    Só espero que para essa altura o Aspirina B ainda tenha continuidade.

  6. O Pacheco “O Torquemada da Marmeleira” é um caso de colete…-de-forças. Aquela mania em se arvorar em Inquisidor-Mor ainda lhe vai ser fatal.

  7. Que noite a de 16… Tive dois apagões no prédio, o apagão do Aspirina – mais grave, muito mais grave – e o sismo.

    Uma noite de nervos:)

  8. Se isto foi um ataque ao blog Aspirina, é bom sinal. Tocar na ferida dói. Está tudo preparado para o assalto final. Já não se sonha, para aquelas bandas, com «uma maioria, um governo e um presidente». Agora, o sonho é outro: Um Presidente Executivo à maneira de França, por exemplo. Parece que já têm o presidente indigitado, é só abanar bem o edificio deste «velho regime», destruindo o PM, rediuzindo a AR ao ridiculo de coligações de extremos, permitir o espectáculo de um PRG a rastejar na lama, com os sindicatos das magistraturas a ser recebidos por S.Excelencia, em queixinhas contra superiores que suspeitem de não lhes fazer as vontadinhas…E uma crise imprevista e oportunissima a servir de mote.
    O caldo está preparado. Dizia-se hoje no Correio da Manhã: «É a hora H do regime». Lá sabem do que falam…

  9. O problema (cuja causa desconheço) afectou vários blogues da rede Tubarão Esquilo (por exemplo, o do Rui Tavares e o do Vasco Campilho, mas não o do Daniel Oliveira e outros), a qual tem diferentes blogues em diferentes servidores.

    Acontece de vez em quando, e pode acontecer a todos os blogues por variadas razões técnicas ou processuais.

  10. Faz sentido.os animais são os primeiros a sentir as actividades sismicas.:)
    Tambem reparei que o RTavares e o PRelativo estavam em baixo mas quando assim é o P.Querido podia informar o people atraves do Certamente ou do D2.

  11. Eu como «sem-abrigo informatico» passei um mau bocado e como sou pessimista lembrei-me logo do Diário Popular – comecei em Agosto de 1978 e quando acabou foi uma dôr de alma. Foi horrível mas já passou…

  12. Pois, pois… Val. Andas a auto asfixiar-te democraticamente aproveitando esta tremedeira das placas, os teus leitores que se danem e ainda achegas com estes postes. Não tarda estão os teus colegas de blogosfera a acusar-te de pressão ilegítima.
    E depois é a retórica. Das!…

    Parece que o Presidente tem questões mais importantes. Dass… também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.