12 thoughts on “Quando à tua mediocridade e indecência, a certeza é absoluta”

  1. Não será Quanto à mediocridade e indecência do dos ditos que,
    a certeza é absoluta? O F.Fernandes no DN de hoje dá uma ajuda
    na compreensão da falta de humor no pretenso humor do Passoilo!

  2. O caso mais grave já nem é a mediocridade, a indecência, a mentira permanente, a idiotice flagrante do seu pensamento chapada sempre que fala ou propõe uma medida para o país.
    O grave, mesmo muito grave é haver um português que declara abertamente querer o mal do seu país. Desejar e querer, se pudesse pela força, que uma desgraça caia sobre dez milhões de portugueses para que ele, como político, tenha alguma hipótese de voltar à ribalta do poder. O seu pensamento é tão falso, mesquinho e anti-patriótico que quer e advoga que em cima de cada português caia uma forte desgraça para dar razão à sua diabólica profecia de estar para chegar o messias do inferno dos portugueses.
    Como é possível que um tal dito português tenha ainda apoios de um único português que preze o seu país! Como é possível que um tal dito português possa ainda andar pelas ruas e praças a apregoar a vinda do mal sobre os seus concidadãos?
    Como é possível?

  3. “Como é possível?”

    tal como foi possível chumbar o pec4 baseado numa mentira para chegar ao pote e mandar vir a troika para avalizar a merda que fez e nunca assumiu a responsabilidade. mentiroso, incompetente e ignorante com lábia de chulo e paleio de drogado, se houvesse casting para primeiro ministro nunca tinha passado do parque de estacionamento.

  4. como foi possível, ignatz?
    com pervertidos traidores como tu.
    e com pervertidos traidores como tu essa hedionda criatura é deputado da nação.
    tal como isabel moreira.
    gente do mal.

  5. tenho este problema com a isabel moreira que não tem culpa e não é nada do mal, mas é estúpida e às vezes não gosto dela. mas quero retirar que seja do mal, pois, desde logo, nada tem a ver com esse outro imundíssimo traidor.

  6. Até o cangalheiro, que sabe que tem o negócio garantido, se coibe de fazer afirmações desagradáveis, mas esse abutre de merda, não tem nem juizo nem tento na língua.
    Dasse !

  7. “… um dia destes, os mesmos que afundaram a banca, que extorquiram o contribuinte, que erraram nos seus programas económicos, que prestaram favores ilegítimos, que por vezes se ajudaram e ajudaram os seus amigos, esses mesmos se preparam para voltar a atacar, mais dia menos dia, mais governo menos governo. Se ao menos estivéssemos prevenidos… ”
    (AB no DN do último domingo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.