Q.E.D.

O Fórum TSF do passado dia 13 foi o primeiro programa na comunicação social dedicado exclusivamente a Sócrates enquanto arma de arremesso político após três anos e meio de novo Governo (que me lembre ou saiba). Tal raridade contrasta de forma completa, absurda e ridícula com a sua importância política e sociológica. Não só foi o único secretário-geral socialista a conseguir uma maioria absoluta até ao presente como foi o primeiro-ministro que enfrentou o pico das crises internacionais – a Grande Recessão e a crise das dívidas soberanas europeias – e ainda o político português mais atacado por campanhas negras e assassinatos de carácter; numa escala, numa intensidade e com uma gravidade sem paralelo nem aproximação. Como explicar o simultâneo alarido e silenciamento que provoca? Explica-se facilmente: interessa a esta direita decadente continuar a usar Sócrates como bode expiatório e espantalho enquanto ainda restar algum bronco disposto a ser enganado, não lhe interessa permitir que se fale de Sócrates com racionalidade, a mínima racionalidade.

A singularidade de Sócrates manifesta-se também pela tonteira chamada Seguro. A forma como este participou no desgaste daquele até às eleições de 2011, e a seguir como assumiu e reproduziu o discurso da direita sobre o seu antecessor na liderança do PS, ficam igualmente na forma de episódios extraordinários cuja tipologia talvez não voltemos a testemunhar. Porque seria necessária uma conjugação de factores altamente improváveis ligados a um só indivíduo, onde se incluem uma vida inexistente fora do partido, uma personalidade anal e uma estupidez galopante a par de um ciclo de ódio demente na sociedade. Seguro alinhou na estratégia de usar Sócrates como “o nome que é pecado pronunciar” para que todos saibam que é essa “a fonte de todo o mal” até ao momento em que teve mesmo de falar do Diabo – e só lhe saiu merda da grossa. Nesse trajecto conseguiu perder pesos pesados dados como certos e com passado anti-socrático, casos de Alegre e Cravinho, e recolher o apoio de notáveis do período socrático, os casos de Assis e Alberto Martins. A teoria do caos de pernas para o ar.

O que se passou na TSF na última quinta-feira apresenta três aspectos a pedir registo:

– A mediocridade das participações dos convidados.
– A espontaneidade e genuinidade do apoio a Sócrates vinda dos participantes populares.
– A irrelevância relevante da sondagem sobre o tema em discussão.

.

Desde o começo de 2012, quando ficou claro ser o front-loading um colossal fracasso, que os direitolas não deixaram passar um dia sem vocalizar o discurso da culpa. A postura de orgulho pelo além-Troika desapareceu e tentou-se apagar a cumplicidade do PSD com a austeridade radical imposta externamente repetindo até à náusea que quem tinha negociado e assinado o Memorando tinha sido Sócrates, o singelo autor da “bancarrota” e o responsável moral por todo o empobrecimento que Pedro&Paulo despejaram sobre a população. Há uma legião de jornalistas poderosos que ainda hoje replica esta cassete, e não precisamos de ir ao Correio da Manhã para os encontrar. Paulo Baldaia, Nuno Saraiva e David Dinis participaram no programa para expressarem a sua aversão a Sócrates sem precisarem de a justificar. O modo como operam consiste em dizer que Sócrates fez muita porcaria, mas sem nunca permitirem que se saiba do que estão a falar. Para uma ilustração paradigmática desta técnica sofística, basta ler É bom falarmos sobre José Sócrates, onde David Dinis nunca identifica nem contextualiza as supostas malfeitorias de Sócrates, enquanto não se esquece de desculpar Passos com o Memorando. O que se pretende é anular a análise objectivante das decisões dos Governos de Sócrates e suas circunstâncias nacionais e internacionais. Para contrapor a este registo, tivemos Pedro Adão e Silva e Pedro Marques Lopes a repetirem o que já abundantemente têm opinado nestes últimos anos, e que se limita ao respeito pelos factos e à promoção do bom senso. Deste último, alguém que até às eleições de 2011 também alinhou na fúria da caça a Sócrates embora nunca perdendo a decência, veio esta imagem: quem acusa Sócrates da bancarrota e quejandos em público tem vergonha de repetir o despautério em privado. Não partilho do seu optimismo, mas é uma ilustração eficaz do que está em causa.

O socratismo não existe. Ou melhor, o socratismo é uma invenção originada por dinâmicas naturais e artificiais, sendo que as naturais esgotaram-se com a sua saída do poder e as artificiais continuam por cumprirem vários papéis para a oligarquia e para os sectários. Quem quis telefonar para o Fórum e dizer de sua justiça não estava a ligar de alguma sede partidária nem mostrou sofisticação nas mensagens. Mensagens que se dividem em dois tipos, os mesmos de sempre quando se discute Sócrates: o ódio e os factos. Quão menos factos, mais ódio e vice-versa. Atente-se neste exemplo, de um declarado professor de um politécnico:

Eu não sou assim uma pessoa muito informada em política porque, nos últimos tempos, e sobretudo depois de o José Sócrates ter sido convidado a participar num debate na televisão, eu deixei de ver o Canal 1. [...] Eu atribuo ao José Sócrates ter ficado sem o subsídio de Natal e estar agora com os duodécimos. Podem atribuir as culpas ao Governo actual mas a culpa é do José Sócrates, que para mim é um criminoso. [...] Eu só pergunto assim: ele fez [o IC5], mas pagou? Ou somos nós que estamos a pagar agora? Porque aquilo que se dizia à boca cheia em Trás-os-Montes foi que ele fez a estrada mas não a pagou. Sendo assim, qualquer pessoa pode brilhar. Depois lembro-me de outras situações, como as escutas telefónicas dele, em que habilmente conseguiu escamotear da... do... E, portanto, eu condeno, especialmente, a comunicação social porque o convidou. [...] Não irei votar no PS enquanto o José Sócrates aparecer a apoiar o António Costa.

Ora, não sabemos qual o estado de saúde mental desta pessoa. Se está deprimida. Se tem as capacidades cognitivas diminuídas. Qual a sua literacia. Apenas sabemos que ela se deu ao trabalho de se expor mediaticamente nesta indigência intelectual. E sabemos outra coisa, que é esta a resposta desejada pela direita decadente quando faz de Sócrates a principal matéria de combate político contra a oposição. A audiência procurada são os leitores do Correio da Manhã e chega-lhes, porque a chicana é o seu verdadeiro e único programa político. Contra ele, caso alguém o queira desmontar, estão as participações que apelaram ao realismo, aos pés na terra, e a essa simples actividade mental que consiste em comparar. Compare-se o que se fez em Portugal entre 2005 e 2011 e entre 2011 e 2014/15 em matérias governativas. Compare-se o que se prometeu nas campanhas eleitorais respectivas. Compare-se a cultura política e cívica do PSD e CDS com a do PS. Comparar é o primeiro de todos os actos políticos.

O Fórum TSF abriu com 61% de respostas no inquérito De que forma a colagem da herança de Sócrates à liderança de António Costa pode afectar o PS? a considerarem negativa essa colagem. Quando o programa acabou os valores estavam em 63% a considerarem positiva a ligação. Fechou nos 79% de respostas a aprovarem e recomendarem a assunção. Estes resultados, claro, não têm relevância estatística alguma. Mas a terem, quereriam cristalinamente dizer que a pulhice não resiste à racionalidade.

33 thoughts on “Q.E.D.”

  1. para professor do politécnico num tá mau e até dá para perceber porque é que a papelada da avaliação era uma complicadeira pegada e a despropósito de quem tirou um curso antes.

  2. Grande texto, Val. Mais cedo ou mais tarde, os direitolas vão acabar por bater contra o muro da verdade e ficar tontos.

  3. Olha que graça esta: eu nem sou professor nem mecânico, nem funcionário público, nem político e até já votei no PS … mas, por absoluta e urgente necessidade de restabelecer um mínimo de respeito próprio e, até, de sanidade política, também eu deixei de ver o canal 1 para nao ter de me cruzar com esse javardo narcisista e arrogante, incompetente declarado, que me provoca o nojo e o asco …

  4. Mas fico totalmente encantado, pela suprema nobreza e elegância da democracia, com o facto de existir um blogue exclusivamente dedicado ao salamaleque bacoco e ao lambe cú deste impostor! Magnifique !!!!

  5. Luis F Joao, se deixaste de ver RTP1 por causa dos 15 minutos de conversa com o Sócras, calculo que também não vejas a SIC pelos 30 minutos do Marques Mendes – o gajo dos vistos gold, lembras-te? – nem a TVI pelos 45 minutos do Martelo – o comentador presidente. Ora, partindo do princípio do “asco e nojo” televisivo, chegamos à conclusão que te sobra lamber guloso o CM-TV. Sugeria-te um livro, mas a alternativa da literatura em quem tem um léxico tão curto, exigiria um dicionário ao lado. Olha, deixa-te ficar por aqui, alguma coisa te há-de entrar, senão no cérebro noutro qualquer buraquinho.

  6. Mister H, não me impressiona nem me admira o asco do Luís F ao Sócrates, uma vez que nestes cruzamentos e tornados da história quem falha – e por mais qualidades que nós lhe possamos reconhecer e por sabermos que tb foi apanhado no meio da borrasca, é, contudo, inegável que o Sócrates falhou e nos lançou nos braços da Troika e à beira do precipício da bancarrota; dificilmente se conseguirá libertar dessa pesada memória. Os pormenores são desligados e esquecidos pela voracidade dos austeros tempos e na espuma da simplificação mediatizadora, quiçá da demência esquizofrénica onde jornalistas, media, instituições do estado, partidos, politicos e a politica decidiram jogar e viver, respirar e agir, esmagando toda o encanto e esperança de uma cidadania participativa saudáve!
    Um dos resultados desta aritmética doentia e batoteira, desiquilibrada e conspurcada pela infantilizacao narcisica dos seus agentes, que vestem a pele de oportunistas paternalismos salvificos, manipulada e deformada até ao vomito da insensatez e mentira feita promessa insustentável com a oferta de futuros fáceis e baratos, entre muitas outras perversidades e falácias deste autofágico processo; resulta inevitavelmente nesta tentação de vestirem a pele de Homens iluminados e providenciais, Paternalistas e donos seguros das melhores soluções para os seus infantilizados filhos eleitores … Sócrates decidiu vestir esta pele e jogar este pérfido e perigoso jogo e, goste ele ou vocês, ou não, por todas as conhecidas razoes e cauasa, perdeu e foi descartado! E levou violentamente com todos os detritos e ódio que os seus filhos crianças lhe ofereceram em troca por os ter desiludido e os deixado mais uma vez órfãos, depois de tantas promessas e de tanta exaltação e autoconfiança arrogante feita Poder quase Divino !
    O resto é história e toda esta vossa prosa de comiseração e nostalgia ressabiada não toca nem ao de leve no essencial, continua nas mesmas areias movediças de emoções primárias e egocêntrica, mas, creio, o futuro não passa por este estafado e doente caminho de perpétuo paternalismo versus infantilizacao, aprisionados mútua e preguicosamente em mesquinhas e sofregas promesas de vantagens egoistas, num jogo de merceeiros com a oferta da doce ilusao de futuros faceis e gratuitos, com todas as garantias e segurança, manipulação nojenta e torpe, mentirosa, manhosa, vestida de jogo democrático eleitoral sagrado e reduzida à elementar compra de votos e oferta da melhor e mais lustrosa mercadoria para os obter, dos cidadãos eleitores criancas, embevecidos e maravilhados pela força e poder daquele Pater magnânimo e generoso! Que lhe vai oferecer uma saca de belos presentes e vidinha fácil e barata.

    Este é o jogo que o Sócrates decidiu e quis jogar! Que todos os líderes e PM`s que conhecemos decidiram jogar. Por isso têm o que merecem e co-criaram e alimentaram. Nós também! Ver e tentar ressuscitar repetidamente, atraves da exaltação e veneração quase religiosa do Providencial Sócrates ou de outro qualquer endeusado Paizinho, é persistir neste modelo é estrutura de jogo político, modo de vida de uma Democracia Infantilizada e monotona. Maniaco-Depressiva e pobre de soluções realistas einovadoras, de cidadãos criativos e comprometidos. IMPLICADOS.

    Por mim, estou farto há muito tempo destes Paizinhos ridículos e emproados, cheios de soberba e arrogância, cegos de narcisismo e fanfarronice, chamem – se Sócrates, Passos, Cavaco, Guterres ou o que seja.Sao apenas historia e santos para crente beato adorar rezar e suspirar pelo seu regresso. Que tédio e que psicose!

    estou farto que me tratem como voto que se compra oferecendo a promessa facil e mentirosa da oferta de um novo e maior saco, a transbordar de rebuçados e doçarias gratuitas do guloso Estado Social …

    Por mim, não lhes dou mais nenhum crédito e voto, vão contar histórias da carochinha e vender a banha da cobra infantilizadora e mentirosa para a puta que os pariu
    ou para os seus filhos crianças amedrontados e sem vontade de crescer!

    Assim como me parecem vocês e todo esse discurso de órfãos de um personagem mítico e Divinizado que só existe no território dos vossos sonhos de Paizinhos superlativos e redentores, magicos e olimpicos, e nas sombras temerosas dos vossos medos pueris e falta de coragem em assumirem a liberdade da maturidade!

    Temo que esta orgia e idolatria tao arrebatada pelo Messias Costa, mesmo sem saco de prendas e vazio de ideias ou projectos, seja apenas um remake da mesma doença de paternalismo serôdio que este post fervorosamente exalta e perpetua!

  7. ora não sabemos qual o estado de saúde mental de algumas pessoas e são, por isso, muito bem vindas mesmo com nojo e com asco – e que misturem Socrates com Passos e Cavaco e Guterres.

    participar, ainda que com mediocridade, em discussões sobre escaladas irracionais é o primeiro passo para a cura. parabéns! :-)

  8. “OMO lava mais branco” dito até à exaustão em (quase) todos os meios de comunicação, durante quatro meses faz com que, numa sondagem em que se pergunte “que detergente lava mais branco”, mais de 50% das pessoas respondam “OMO, claro”.
    A maior parte das pessoas que dão essa resposta fazem-no como forma de provar a si próprias que “estão por dentro” do assunto “detergentes”.
    Portanto, não é de estranhar que o fenómeno Sócrates continue com réplicas sucessivas três anos depois de ter saído de cena.
    Só uma campanha com a mesma intensidade e de conteúdo oposto pode anular a marca que a primeira deixou na opinião pública (50% das pessoas interessa-se mais pela casa dos segredos ou pelos chorosos da júlia que pelo conteúdo dos programas eleitorais, por exemplo).
    Para mim, o que interessa acima de todo é saber quem esteve por detrás da imensa campanha feita contra aquele personagem e saber que desígnios reais moveram esses autores.
    O PS, se for inteligente, manda Sócrates de férias por uns tempos…

  9. o david dinis, fala nas grandes obras,pergunto quais? as 8 estradas com o total de 800km mas no interior,cada vez mais desertificado.este numero de km,é identico aos do betoneira amaral,mas todos abertos no litoral. tambem fez mal requalificar o parque escolar? podia ter gasto menos dinheiro nesta obra urgente para o futuro do pais? podia,bastava que quem estava no terreno(arquitetos) fosse mais austero nas opçoes de materiais. o reatar da polis interrompido pela MFLeite,deixando obra a meio,não foi uma atitude sensata? não beneficiou a economia, e tornou mais competitivas as cidades ao atrair mais turistas? o tgv e o aeroporto foi o unico erro de socrates, pois foram investimentos muito caros e que o pais não precisava nos proximos anos…. david dinis,não é homem que se recomende! se não tivessemos sido resgatados,hoje não estavamos mais pobres! situaçao!

  10. o davide das malukas anda a acumular pontos para evengelizador da causa neoconeira e este ensaio literário pseudo-engraçado não é mais do que a tentatativa desesperada e actualizada da direita, para enjeitar responsabilidades do estrondoso falhanço governativo e disfarçar o incómodo de prestar contas. o sócras foi o político que mais se bateu contra a intervenção estrangeira e demitiu-se por causa disso. a crise económica nasceu nos usa, é filha do bush e serviu para endossar a factura das cowboyadas do gringo aos aliados na merda que andou a espalhar pelo mundo, ninguém pede contas ao mordomo das lages e a narrativa pacóvia ignora-o por questões domésticas, o desastre económico (8 rectificativos em 3 orçamentos) transferido para o sócras dáva um jeitão para ouvir o narcotóino presley interpretar “its now or never” e quiçá lançar uma carreira artística para os próximos 20 anos de governação neo-parola de submissão à mercla e lambe-cus dum esquentador aldrabão. como já alguém disse acima, o teu problema chama-se camaleonismo, psd ao pequeno almoço, cds ao almoço, monárquico ao jantar, com umas pedras de gelo ainda passas por comuna e filho de puta em qualquer altura.

  11. “O PS, se for inteligente, manda Sócrates de férias por uns tempos…”

    qual quê… a solução é intoxicá-los com socras, não é muito difícil e eles próprios tratam disso, já estão viciados e não largam. depois enquanto curtem o sócras, não chateiam o costa e quando derem por isso levam de novo com o sócras.

  12. Caro Davide, é caso para dizer que a tua “orgia” lexical pariu um rato. Tanto vómito para dizer merda? Dou-te o mesmo conselho que ao Luis F Joao, deixa-te ficar por aqui.

  13. Sócrates e mais Sócrates,

    Sócrates e a Anita vão de Barco, Sócrates e o Tintim no largo do rato, Sócrates desce o douro numa caixa de fósforos, Sócrates na ilha do Bugio, Sócrates o timoneiro, Sócrates canta o fado no luso, Sócrates passeia os cães, Sócrates e o fiel amigo, Sócrates em África mata leão de duas cabeças, Sócrates salta da ponte vasco da gama, Sócrates vai a votos, Sócrates ganha, Sócrates voa, Sócrates decide, Sócrates elege, Sócrates discursa, Sócrates ruge, Sócrates ruge tanto tanto que foge de si próprio. Sócrates vai mas fica, estuda lê e escreve, edita ou é editado, ainda não reeditado. Debruça-se nas varandas das praças e é convidado a comentador dele mesmo. Aplaude-se a si mesmo. Veste a casaca aperta o laço e corre, corre desenfreadamente pela falésia. Abre as asas e caí sobre si mesmo. Ao longe, lá muito ao longe vê um país. Ainda tenta agarra-se, ainda respira, ainda mexe, ainda tem voz, ainda ouve um nome. Esse é, Aspirina b.

  14. É com aleijados mentalmente, como o Sr P. Portela, e outros quejandos que comentam pr’aqui, que o gang de bandidos que nos (des)governa vai enterrando ainda mais este país. Que vergonha! Claro que não há homens perfeitos, como políticos, portanto, também não! Mas há os que se deixem manipular e há aqueles que, felizmente, ainda distinguem os políticos bons dos maus, num sistema defeituoso de base.
    Pela minha parte, QUE VIVA SÓCRATES E TUDO O QUE DE BOM FEZ, A FAVOR DA SOCIEDADE E DO SECTOR PÚBLICO E… DO PAÍS.
    E mais não digo, estes aleijados mentais, não merecem!

  15. Perdoai-lhes senhor e concede-lhe e a luz,

    E o entenderem de uma vez por todas que;

    O Sócrates com estes tipos não vai a lado algum.
    Este estes textos trauliteiros são o enterro definitivo do homem.
    A não ser que, o meu caro amigo seja um agente funerário pronto dar cabo do homem de vez.

    Quanto ao tom, é o seu.
    Demonstra o que é, como é, e como tudo seria se…..

    Perdoai-lhes senhor….

    Um Abraço fraterno.

  16. Caro MCTorres,

    Aconselho-te esta leitura antes do chá, se é que o bebes.

    “Édipo (em grego antigo Οἰδίπους, transl. Oidípous) é um personagem da mitologia grega. Famoso por matar o pai e casar-se com a própria mãe. Filho de Laio e de Jocasta, pai de Etéocles, Ismênia, Antígona e de Polinice.

    Segundo a lenda grega, Laio, o rei de Tebas havia sido alertado pelo Oráculo de Delfos que uma maldição iria se concretizar: seu próprio filho o mataria e que este filho se casaria com a própria mãe.

    Por tal motivo, ao nascer Édipo, Laio abandonou-o no monte Citerão pregando um prego em cada pé para tentar matá-lo. O menino foi recolhido mais tarde por um pastor e batizado como “Edipodos”, o de “pés-furados”, que foi adotado depois pelo rei de Corinto e voltou a Delfos.

    Édipo consulta o Oráculo que lhe dá a mesma previsão dada a Laio, que mataria seu pai e desposaria sua mãe. Achando se tratar de seus pais adotivos, foge de Corinto.

    No caminho, Édipo encontrou um homem e sem saber que era seu pai o matou,pois Laio o mandou sair de sua frente.

    Depois de derrotar um homem casa-se com a sua mãe, não sabendo que era também a sua mãe biológica,

    Após derrotar a Esfinge que aterrorizava Tebas, que lançara um desafio (“Qual é o animal que tem quatro patas de manhã, duas ao meio-dia e três à noite?”), Édipo conseguiu desvendar, dizendo que era ele mesmo. “O amanhecer é a criança engatinhando, entardecer é a fase adulta, que usamos ambas as pernas, e o anoitecer e a velhice que usa a bengala.

    Conseguindo derrotar o monstro, ele seguiu a sua cidade natural e casou-se, “por acaso”, (já que ele pensava que aqueles que o haviam criado eram seus pais biológicos) com sua mãe, com quem teve quatro filhos. Quando da consulta do oráculo, por ocasião de uma peste, Jocasta e Édipo descobrem que são mãe e filho, ela comete suicídio e ele fura os próprios olhos por ter estado cego e não ter reconhecido a própria mãe.”

    Dorme sobre o assunto

    Bons Sonhos

  17. os críticos de socrates,saõ de dois grupos.um grupo é o da direita,para justificar o desvario das suas politicas. o outro é o da extrema esquerda, por ódio ao ps e por mêdo de serem engolidos.em tempo havia um outro grupo que era o dos professores,mas como chegaram à conclusão que o que socrates lhes exigia é o normal em todos os paises desenvolvidos:avaliaçoes de desempenho, e para entrar no ensino sujeitar os candidatos a um exame previo,mas desde que o estado necessite. comparar estas exigências,com o momento que estão a viver,é motivo para baterem com a cabeça 300 vezes na parede e a dizer: que merda que eu fiz ,que merda que eu fiz…….,

  18. Tu, Volúpia, deves, sozinho, ter ligado centenas de vezes. Mas estás perdoado. Essa veneração encarniçada do grande comissionista e amigalhaço do Salgado e outra boa gente não passa de feérica demência. Não tem cura. Mas diverte.

  19. «O Fórum TSF abriu com 61% de respostas no inquérito De que forma a colagem da herança de Sócrates à liderança de António Costa pode afectar o PS? a considerarem negativa essa colagem. Quando o programa acabou, e depois de termos, nós os seus servos fiéis, ligado às centenas de vezes, os valores estavam em 63% a considerarem positiva a ligação. Fechou nos 79% de respostas a aprovarem e recomendarem a assunção. Estes resultados, claro, não têm relevância estatística alguma. Mas a terem, quereriam cristalinamente dizer que a pulhice não resiste à racionalidade nem a manipulação dos fórums com pseudopopulares contratados para grasnar amens e cassetes de apoio resiste ao nojo geral pelo nosso animal preferido.»

  20. O Vasco Santana no seu exame não diria melhor!

    Muito bem!
    Muito bem!

    E o cozido estava óptimo claro, do mal o menos.

    Ó Zóartes, és um mestre homem!
    Um verdadeiro mestre.

    Ora se bem me lembro, 63% x 45 + 12,5- 96: 12,9 x 43 é = a 7,01.
    O melhor é refazeres as contas aos telefonemas.
    Se tiveres duvidas o melhor é ligares ao Crato.

    O Costa envia-te um Abraço.

  21. Olha lá pikenos, atã perderam o piupiu?
    Ó moços, atã na querem lá ver que, calhando foram refazri as contas. ódepois, chamem o crato moços.
    Sempre foi home que sabe fazeri umas contitas.

  22. zocrates,as sondagens deste tipo valem o que valem,o importante foi ouvir o povo a falar nesse forum.não eram politólogos nem pulhas,mas gente de trabalho!

  23. Tanta gente perturbada só de ouvir a palavra Socrates…Alguma coisa de bem o homem deve ter feito.
    Quanto ás opiniões do forum, se o resultado final tivesse sido a gosto dos direitolas e dos comunas já estava tudo bem e seria certamente um resultado super hiper legitimo.
    Vão dar banho ao cão.

  24. o que é aconteceu com este post? novos paptetas que vieram bolsar as inanidades todas aqui! mostrem-lhes as exportações, cacete! acrecerem acima de 10% com o socras e agora nada (e não foi à mais tempo porque andaram à boleia do legado socras).
    ou então mostrem-lhes isto: http://www.telegraph.co.uk/finance/economics/11226828/Tim-Geithner-reveals-in-the-raw-how-Europes-leaders-tried-to-commit-financial-suicide.html

    a chunga será sempre burra. combativa, mas burra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.