Provavelmente, o melhor parágrafo de toda a língua portuguesa

O senhor não pode imaginar, porque é bonito e tem saúde o que é a gente ter nascido e não ser gente, e ver nos jornais o que as pessoas fazem, e uns são ministros e andam de um lado para o outro a visitar todas as terras, e outros estão na vida da sociedade e casam e têm baptizados e estão doentes e fazem-lhe operações os mesmos médicos, e outros partem para as suas casas aqui e ali, e outros roubam e outros queixam-se, e uns fazem grandes crimes e há artigos assinados por outros e retratos e anúncios com os nomes dos homens que vão comprar as modas ao estrangeiro, e tudo isto o senhor não imagina o que é para quem é um trapo como eu que ficou no parapeito da janela de limpar o sinal redondo dos vasos quando a pintura é fresca por causa da água.

Maria José, corcunda e tudo

6 thoughts on “Provavelmente, o melhor parágrafo de toda a língua portuguesa”

  1. Muitas vezes,
    perante esta insanidade colectiva que nós somos,
    tento sim imaginar
    o que os meus iguais,
    mas nestas circunstancias de Maria José e outros,
    sentem, pensam, acham da sua e nossa outra existencia.
    Abraço Maria José

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.