Proto-fachos e neopassistas, eis o futuro da direita

O presidente do Chega afirmou, esta tarde, que foi concertado com Luís Montenegro o apelo, feito pelo líder parlamentar do PSD, Joaquim Miranda Sarmento, para que os deputados do partido aprovassem o candidato do Chega à vice-presidência da Assembleia da República, Rui Paulo Sousa.

O líder do Chega agradeceu ao PSD o gesto e, em declarações aos jornalistas, antes da votação, na Assembleia da República, declarou que tem existido um trabalho de aproximação com o PSD e a Iniciativa Liberal, para que possa haver uma alternativa de direita - um caminho que, defendeu, é possível agora com Luís Montenegro, e que não o tinha sido com Rui Rio.

"É evidente que esta normalização era o caminho que Rui Rio nunca aceitou fazer e era o caminho que tinha de ser feito para que se possa haver aquilo se chama, minimamente, uma alternativa", atirou André Ventura

"Rui Rio ficou calado na eleição do vice-presidente da Assembleia da República, Montenegro está a ter uma atitude diferente", notou. "Ainda há pouco, eu via notícias que deixavam claro que esta posição de Joaquim Miranda Sarmento foi concertada com Luís Montenegro - e foi mesmo, concertada com Luís Montenegro e comigo", adiantou.


Fonte

"Não houve concertação nenhuma", respondeu Montenegro quando confrontado, pela TSF, com as declarações do líder do Chega de que teria, precisamente, concertado com o homólogo social-democrata o apoio à candidatura de Rui Paulo Sousa.

"As declarações que li dizem precisamente o contrário, que não houve concertação nem reunião comigo, nem com o PSD, a nossa posição é institucional", garantiu Montenegro, antes de acrescentar aos jornalistas no local que o caso "não tem significado político" e que a situação é "muito clara" para o partido que lidera.


Fonte

14 thoughts on “Proto-fachos e neopassistas, eis o futuro da direita”

  1. que vergonha. tenho vergonha que André Ventura e o seu partido tenham sequer um lugar no parlamento. e mais vergonha, vergonha acumulada, que seja também carne da unha. essa garra que nos tem vindo a arranhar

  2. de momento estou mais interessada em saber se o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social já se pronunciou sobre o caso da idosa comida viva por formigas. e o que estão a pensar fazer para evitar que idosos sobre a sua tutela sejam torturados ou mortos à fome. fiscais para restaurantes , feiras , finanças e isso não faltam…será que como têm de realojar os idosos quando em situações de maus tratos, por isso , criminosamente , fecham os olhos? lixo humano.
    e penso que é mais importante , como sociedade , este tipo de assuntos. quero lá saber da treta esquerda direita.

  3. se perceber, yo, que o lixo humano também está na direita que ocupa espaço que deveria ficar livre para mais e melhor, percebe bem

  4. Olinda , estes casos que, felizmente, têm vindo a público para sabermos o que realmente somos , uns merdas , ocorrem no consulado de costa , o coveiro , membro distinto da esquerda.
    se acha que os políticos estão interessados no bem estar da população é mesmo lunática.

  5. yo, não são apenas os políticos que devem interessar-se pelo bem dos outros – somos todos. e isso começa em casa e depois assim que pomos um pé fora da porta. comece por si, por favor.

    e no dia em que considerar que a política não serve para o desenvolvimento do bem comum, em um esforço de melhoria contínua, então faço uma cova e deixo que uma coveira de merda me cubra.

  6. da minha família cuido eu. nem morta poria os meus pais no meio de estranhos. e agora faço o que posso pelos outros. e este caso é demais , o estado é responsável por isto , por esta brutalidade , por este desleixo sabido.

  7. por acaso, sempre achei que um gajo do chega era o colega perfeito para o augusto santos silva na mesa. fazia pandã.

  8. Este esforço repetido (e muito aplaudido) para que o Chega não conte para nada acabará por ceder e com isso devolver a direita ao poder. Ou o sagrado princípio da democracia – alternativa, alternância – seria uma treta. É preciso fazer tudo pela democracia, encontrar soluções para que funcione. Então será benigna a junção dos votos do PS com os do Chega.

  9. Afirmo-o sem rebuço. O grande mentor, nos nossos dias, do fascismo em Portugal, foi e é Passos Coelho. Ele é fascista. Não adianta amenizar a coisa chamando-lhe extrema-direita. O Ventura é uma marioneta que aquele manipulou e manipula.
    Como são manifestamente significativas – e fascistas e nazis -certas frases que encontramos nalguns comentários a este post, e que se têm repetido diariamente. Cito dois exemplos, estes da sra. yo: “quero lá saber da treta esquerda direita”; “se acha que os políticos estão interessados no bem-estar da população é uma lunática”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *