Prisão preventiva por defeito

Um dos maiores insultos que se pode fazer à estrutura neuronal dos indígenas é dizer que a “Operação Marquês” não configura um processo também político. Só António Costa, por razões institucionais, ou Ana Gomes, por razões disfuncionais, é que conseguem largar essas bacoradas na via pública sem corarem. Eis os modos em que a detenção e prisão de Sócrates se constitui como um inevitável e escabrosamente complexo caso político:

– Sócrates foi secretário-geral do PS.

– Sócrates foi primeiro-ministro.

– Sócrates é arguido por suspeitas de corrupção, e crimes vários, que remontam ao seu exercício como primeiro-ministro.

– É a primeira vez que um ex-primeiro-ministro é constituído arguido sob tais suspeitas (ou outras).

– A prisão de Sócrates coincide com a subida à liderança do PS de Costa.

– A prisão de Sócrates, inevitavelmente o processo da investigação, poderá estender-se por todo o ciclo eleitoral próximo, tendo o caso potencial para atingir ciclos eleitorais seguintes calhando chegar a tribunal.

– O julgamento moral no espaço público da eventual culpabilidade de Sócrates contamina o debate político acerca das suas decisões governativas e do modo como Portugal foi obrigado a pedir um resgate de emergência, contribuindo para apagar/ilibar o papel da oposição ao tempo, especialmente da direita e do seu subsequente logro eleitoralista e fanatismo além-Troika.

– As violações do segredo de justiça, as campanhas de assassinato de carácter e o alarme público à volta deste caso condicionam a relação da opinião pública com o PS e poderão levar a um aumento da abstenção.

– A qualquer momento, mais figuras ligadas à governação socialista poderão ser inquiridas e serem constituídas arguidas; eventualmente alguma, ou algumas, com actuais responsabilidades políticas no PS.

– Todos os partidos, à excepção do PS, irão, de alguma forma, usar a situação judicial de Sócrates como arma de arremesso eleitoral.

– Existem irregularidades no processo da detenção e prisão de Sócrates, assim como permanece um factual desconhecimento dos actos de corrupção que estejam em causa.

– A notoriedade deste caso, chegando ao conhecimento de toda a comunidade e prolongando-se com esse realce num tempo longo, é uma ocasião de grande visibilidade para os mecanismos e agentes da Justiça, daí decorrendo que seja igualmente uma ocasião de especial oportunidade para corrigir eventuais erros ou imperfeições nas instituições e organismos envolvidos.

– A Justiça recebe a sua autoridade e independência do Soberano; logo, tudo o que é da Justiça é, antes e depois, da política.

Por esta juliana, mais o resto que cada um poderá acrescentar, o melhor para o PS seria antecipar-se à fatal imprevisibilidade da investigação em curso e falar da forma mais descomplexada – e republicana – possível sobre o que se vai sabendo. Não é essa a escolha de Costa, infelizmente, mas já foi a de Paulo Pedroso e a de Rui Pereira. Deste último temos um excelente contributo em entrevista a Vítor Gonçalves. O ex-ministro da Administração Interna dos dois Governos de Sócrates apresentou-se sem o mínimo sinal de perturbação ou descontrolo emocional, mantendo uma imaculada pose de estadista, tendo sido pedagógico e acutilante. Exemplo paradigmático de como se pode, e deve, participar na cidade perante um caso tão difícil, em especial para quem serviu em Executivos agora sob uma generalizada suspeita de corrupção.

Rui Pereira chama a atenção para um aspecto que ainda não tinha visto ser tratado por alguém, nem sequer pela defesa de Sócrates. Ele realça que a prisão preventiva tem de ser justificada não só com as ameaças invocadas pelo Ministério Público mas também com as medidas de menor restrição da liberdade do arguido. E daí a pergunta que deixa: mandar Sócrates para prisão domiciliária, sem poder contactar terceiros, não seria suficiente para garantir ao MP a recolha de provas e de testemunhos? Se não era, porquê? Obviamente, creio que nunca saberemos a resposta, pois não é crível que exista.

Resulta desta coragem política, e da lhaneza cívica associada, que Rui Pereira tem o seu capital de autoridade moral intacto, mal-grado as circunstâncias tão adversas em que intervém. E isto apesar de lhe ter saído, lá para o final da entrevista, uns sons parecidos com “Sou comentador na CMTV”. Não fui confirmar por não ser preciso. Tratou-se apenas de uma alucinação auditiva da minha parte, ofuscado pelo brilhantismo da sua prestação.

106 thoughts on “Prisão preventiva por defeito”

  1. O valupi, tu de facto nao puxas muito a inteligencia, como a generalidade dos leitores do pardieiro diga-se passagem.

    Tu achas que pelo facto de o homem ter sido primeiro ministro entao este tem de ser um caso politico. Achas que por nao haver precedentes entao este tem de ser um caso politico.

    Ja pensaste que estas a virar o caso ao contrario seu idiota?

    Nunca na historia de portugal tinha um tipo com este perfil conseguido subir a primeiro ministro, pelo que e natural que, uma vez saido e descobertas as suas falcatruas, seja tambem esta a primeira vez esteja a acontecer um processo desta natureza. Ou seja, nao e o facto dele estar preso que e extraordinario, o que extraordinario e o facto dele ter conseguido chegar a lider do partido e a primeiro ministro de portugal.

    Avante camaradas do Gangue de Saque 44.

  2. Perguntas básicas para um básico:

    Onde estavas no dia 5 de junho de 2011?

    Conheces o actual 1º ministro? se sim, porque sublinhas um perfil do ex primeiro ministro, e não te debruças sobre o actual que parece saído do livro “perfil para totós”?

    Que falcatruas que foram descobertas? datas? factos? provas? sabes ou é só para meteres nojo?

  3. de acordo com tudo, especialmente com esta:
    “Todos os partidos, à excepção do PS, irão, de alguma forma, usar a situação judicial de Sócrates como arma de arremesso eleitoral.”
    quanto menos politizar a questão, mais votos terá e quando ganhar as eleições, com maioria, como espero, resolverá o problema e tratará de fazer justiça ao perseguido e aos perseguidores. achas que há outra solução ou pensas que o pai natal resolve o problema antes da quadra natalícia?

  4. Não é o facto de um arguido ter sido governante que convola o processo jurídico em processo político. Se, porém, os factos foram praticados com recurso ao estatuto ocupado, temos uma circunstância agravante que determina maior censurabilidade à conduta. Isso não se confunde com a vantagem ou desvantagem que outros políticos possam tirar de um processo penal, para campanha política.
    O Estado de Direito democrático estriba-se no princípio da separação de poderes, e o que nos interessa – o judicial – só pode apreciar segundo princípios e normas jurídicas, ao alcance de TODOS os intervenientes processuais, EM ABSOLUTO sindicadas por quem tem legitimidade para o fazer nas várias fases processuais.

    O efeito que tal processo tem e terá sobre os cidadãos e o seu voto de confiança nos políticos portugueses, é consequência que, por natureza das coisas, sucede, sendo que a desconfiança relativamente aos políticos portugueses não é de agora.

    Quais são as IRREGULARDADES PROCESSUAIS? Parece que o que EVENTUALMENTE podia compor irregularidade não foi invocado em sede própria e/ou perdeu OPORTUNIDADE PROCESSUAL. Quanto ao demais, existem acórdãos que, como a designação o indica, foram proferidos em sede recursiva.

    Se continua a decorrer uma investigação criminal, é evidente que para já NÃO PODE HAVER factos articulados que acusem atos criminosos e, por isso, censurados pela lei penal. Porquê mencionar, então o desconhecimento?
    António Costa faz MUITO BEM em não se pronunciar, não devendo imiscuir-se na seara de um PODER (judicial) que é INDEPENDENTEMENTE do PODER EXECUTIVO e/ou LEGILATIVO. São competências, atribuições, e funções que estão em causa. Neste caso, o político tem a atitude CERTA – contrariamente a OUTROS que, por entenderem que o País lhes deve algo, se atrevem ARROGANTEMENTE nos meandros de quem pode JULGAR.
    A prisão preventiva está justificada. Seguindo a tese de alguns doutrinadores, teríamos que aquela nunca teria razão de ser…se afinal tudo pode ser resolvido em termos cautelares com a pulseira eletrónica…E já agora, porque não manter os reclusos nas suas próprias casas, a suas expensas, em vez de ser a COMUNIDADE a sofrer as consequências diretas do crime e as indiretas – como o sustento em cadeia?

    O processo penal está errado? Está errado em muitos passos do seu normativo, contudo não deve ser a prisão de um homem que aparentemente gosta de LUXO e afins, porém socialista, que deve determinar a mudança. Esta já se pede há bastante tempo, designadamente em áreas ( de direto adjetivo e substantivo) que p.e. afetam cidadãos que trabalham, gerem e acabam revertidos porque o Estado assim o entende.

  5. “Ja pensaste que estas a virar o caso ao contrario seu idiota?”

    oh burro do caralho, quem vira coisas ao contrário és tu, começando pelos gráficos que viras de pernas para o ar para obteres valores mais favoráveis à tua burrice.

  6. «…, como espero, resolverá o problema e tratará de fazer justiça ao perseguido e aos perseguidores»

    Vejam-me a ALMA social e política deste IGNÓBIL, IGNARO e porque razão a DEMOCRACIA perspetivada pelos ENCARDIDOS de sua espécie, poderá ser aceite pelos que ele chama IGNORANTEMENTE de fascistas.

    ISTO vota. Está errado. Naturalmente errado.

  7. «Que falcatruas que foram descobertas? datas? factos? provas? sabes ou é só para meteres nojo?»

    Esta é do derivativo, bipolaróide do IGNORANTZE FERRA. Tem desculpa – o tipo está anémico e tal afeta-lhe o cérebro….MAS, o bipolaróide pensa que sabe, até faz questões!

    Ferra, bá lá, faze lá um requerimentozinho ao magistrado, hum, resolbes a VEXATA QUAESTIO num instante. Tá beie? oqueie.

  8. E os burros adoram todos comer da mesma palha. Porque razão está tão em voga, a lógica pastoril?

  9. Eu cá continuo à espera das datas, factos e provas que toda a carneirada de direita por aqui conhece mas , se calhar por algum impedimento de sinapses naquelas cabeças, não consegue demonstrar.
    E lamento, o ” toda a gente sabe” serve bem de justificação para peixeiras e taxistas, mas não para o leitor comum deste blog. A não ser que sejam pertencentes à carneirada direitolas. Para esses é um argumento perfeitamente plausivel, uma vez que o único neurónio que tem no cranio se esgota imenso com tentativas de pensar por mais de 20 segundos seguidos.

  10. Constituição da República Portuguesa

    Artigo 20.º
    (Acesso ao direito e tutela jurisdicional efectiva)

    1. (…)
    2. (…)

    3. A lei define e assegura a adequada protecção do segredo de justiça.

    4. (…)
    5. Para defesa dos direitos, liberdades e garantias pessoais, a lei assegura aos cidadãos procedimentos judiciais caracterizados pela celeridade e prioridade, de modo a obter tutela efectiva e em tempo útil contra ameaças ou violações desses direitos.

    Artigo 26.º
    (Outros direitos pessoais)

    1. A todos são reconhecidos os direitos à identidade pessoal, ao desenvolvimento da personalidade, à capacidade civil, à cidadania, ao bom nome e reputação, à imagem, à palavra, à reserva da intimidade da vida privada e familiar e à protecção legal contra quaisquer formas de discriminação.

    2. A lei estabelecerá garantias efectivas contra a obtenção e utilização abusivas, ou contrárias à dignidade humana, de informações relativas às pessoas e famílias.
    3. (…)
    4. (…)

    Artigo 27º
    (Direito à liberdade e segurança)

    1. Todos têm direito à liberdade e à segurança.

    2. Ninguém pode ser total ou parcialmente privado da liberdade, a não ser em consequência de sentença judicial condenatória pela prática de acto punido por lei com pena de prisão ou de aplicação judicial de medida de segurança.

    3. Exceptua-se deste princípio a privação da liberdade, pelo tempo e nas condições que a lei determinar, nos casos seguintes:
    a)Detenção em flagrante delito;

    b)Detenção ou prisão preventiva por fortes indícios de prática de crime doloso a que corresponda pena de prisão cujo limite máximo seja superior a três anos;
    c) (…)

    Artigo 28.º
    (Prisão preventiva)

    1. A detenção será submetida, no prazo máximo de quarenta e oito horas, a apreciação judicial, para restituição à liberdade ou imposição de medida de coacção adequada, devendo o juiz conhecer das causas que a determinaram e comunicá-las ao detido, interrogá-lo e dar-lhe oportunidade de defesa.
    2. A prisão preventiva tem natureza excepcional, não sendo decretada nem mantida sempre que possa ser aplicada caução ou outra medida mais favorável prevista na lei.
    3. A decisão judicial que ordene ou mantenha uma medida de privação da liberdade deve ser logo comunicada a parente ou pessoa da confiança do detido, por este indicados.
    4. A prisão preventiva está sujeita aos prazos estabelecidos na lei.

  11. Numbejonada,

    O seu spin já todos o compreendemos. É a sua douta opinião e tem todo o direito a ela. Mas poupe os leigos à gratuidade da sua manifesta falta de educação. Dessa forma só contribui para um descédito ainda maior da classe que defende.

  12. errado foi o teu pai não ter tirado a tempo e esguichar-te para o copo da dentadura. caso não houve eleições ou se fosse possível o de núncio fazer listas dos gajos com direito a voto a coisa era mais fácil e se calhar nem era preciso prender o gajo.

  13. Vadio, ora traduz lá o que escreveste. Como és gato e vadio, de certeza que podes escapulir-te até uma das escolas de direito em portugal e aprenderes alguma coisa, não é?

  14. Caro Rodrigues, deseducado é V. Ex.ª., mas olhe que a expressão que melhor o define será, ainda, uma outra. V. Ex.ª. prefere chamar-se de «leigo», eu recolho-me com o que, de facto, penso da sua insistência inoportuna. Pontos de vista e de educação – social e académica -, meu caro, mas atente no seguinte: há diferença entre o médico e o paciente. As for the spin, onde aprendeu a expressão? Nalgum tapete com prints «em estrangeiro»? Certamente. ou também lê umas legendas na Tv cabo e acha que já fala inglês?

  15. numbejonada, o ignoratz numa escola nunca aprenderia nada. O que ele necessita mesmo mesmo mesmo é de lavar a lingua… e rapidamente!

  16. ó “rabinho limpo e snob”, já que és sabichão e estás habituado a demonstrar, então demonstra lá, põe os legos na mesa e constroi uma acusação de jeito para os ignorantes desta tasca ver. Anda lá, não é isso que o MP costuma fazer, acusações?

  17. Numbejonada,

    Irrita-o quem o topa, não é verdade ? Como o entendo ! O seu estilo trauliteiro é próprio de qualquer cobardolas. Aposto que se o desafiar para me conceder pessoalmente umas das suas magna lições, se balda ! Estou errado ? Então faça-me lá o obséquio de agendar data, local e hora para uma aulinha presencial. Faz-me esse gosto ? Obrigado !

  18. Caro Rodrigues, irritação mora desse lado, pois se não se consegue conter e adota o impropério.
    Não me irrita, de todo, penaliza-me é ver um ser humano que se tem como CAPAZ numa discussão específica, porém, demonstrando sem esforço algum, que é, de facto, IGNORANTE na matéria.
    Aulas? Mais? Pois se já lhe dei tantas nestes últimos tempos – em tecnicidade e educação – e nenhuma delas foi alcançada! Releia, meu caro, ou quede-se onde está, para não aumentar mais a sua frustração.

    Quanto ao obséquio que me dirige: meu caro, isso soa-me a conduta de reposteiro, ameaça, ameaça, atrás da ameaça sem identificação, não é? Tudo, no fundo, à semelhança dos seus argumentos – sem conteúdo.
    Assim sendo, o seu agradecimento é mais uma manobra de distração, proveniente de um qualquer …inteletualerda.

  19. Ó ABRILADA comuna desviada, atãoe? Queres ser a única a ler-me, é? Hum? Oqueie.
    Oube já leste aquela que dize que o Ótro pedia sempre mais um pouco daquilo de que gosta muito, hum? já? Baie lá lere tá beie?oqueie.

  20. lole, lole, a IGNORANTIZIA na bersão feminina, beio transcrebere a constituiçãoe, pás. oube lá, essa é a atualizada ou a desatualizada? cunta aí, ó dótorre. já agora manda isso lá prós tribuainie, pá, se calhar eles não sabem desses ….poemas. hum. Oqueie.

  21. Ignatzia, isquexime de te perguntare: já fizestes o requerimentozinho já? agora que já tens uns poemas da cunstituiçãoe na manga, podes abançar e ir defendere a legalidade democrática, num é? hum? oqueie.

  22. Numbejonada,

    Mais uma vez, v revela-se um case-study da interpretação!Eu não o ameacei de coisissima menhuma. Tudo o que lhe pedia era uma oportunidade para o ouvir mandar-me comer palha pessoalmente. Que quer que lhe diga? Fantasia minha, mas cada um tem direito às suas! Iria a qualquer lado para ter esse gostinho. Mas como tinha previsto, v baldou-se! Tenho pena! E considero-me esclarecido !

  23. pelo que sei a excepção feita à prisão domiciliária como medida de prisão preventiva só se coloca perante arguidos perigosos. isto por um lado. por outro, a despesa com um preso domiciliário é sensivelmente metade do que custa um preso preventivo em estabelecimento. dá que pensar. e este último será mais um motivo para acrescentar política ao caso.

  24. Olinda,

    Umas dúvidas sinceras: O cão foi mesmo envenenado ? Houve autópsia ? E o juiz já apresentou queixa ?

  25. o que eu sei, por ser verdade, é que uma data de bandidos organizados em corporações se infiltraram no “Estado” e o capturaram, cada uma defendendo para si regalias e proventos, em particular para as hierarquias mais elevadas, e que muitas o fazem em nome do “Povo” e de valores que dizem defender, masque não passam de pequenos “mafiosos” a cuidar do seu quintal. entre outras corporações, está o poder judicial, esses mesmos que encontram em cada ditadura ou em regimes mais radicais terreno fértil para a medrança. da história da nações e dos povos, melhore se conhecem os verdugos, carrascos e inquisidores, que outros vultos e doutores em leis. inquisição ou tribunais plenários, nunca faltou gente para condenar inocentes. o caso mais imbecil que pude assistir prende-se com o processo Casa Pia…ouvir a gravação dos depoimentos das “vítimas” sobre a casa de Elvas ou do Restelo, publicamente disponíveis, é um exercício que qualquer humano comum classificaria, no mínimo, como estórias para boi dormir…
    os homens têm um passado quando chegam ao presente…cavaco tem um passado, documentado antes do 25 de abril…passos coelho tem um passado…e Sócrates também…bem sei, que depois de investigada a cadeira de inglês ( parece ser o ponto inicial do “passado” de Sócrates), foi ilibado…mas veja-se bem, o homem em vez de fazer biscates e craiar ONG para sacar fundos e ganhar ajudas de custo, deu-lhe para estudar…ambicioso da merda…da merda porque logo a seguir deu-lhe para acabar com centenas de lixeiras da merda a céu aberto, e iniciar a merda do processo da coincineração… e para Complemento Solidário a idosos, RSI aos mais pobres, PC´s aos miúdos mesmo pobres, educação aos adultos…e quando terminou deu-lhe para ir estudar…entretanto meteu na rua centenas de milhares de professores, afrontou a poder judicial, praticando, em simultâneo, atos de corrupção… e aqui voltamos ao filme da casa de Elvas…da Sala entre dois andares que existia, de salas com sofás, e quartos com camas ( querem prova mais irrefutável que essa ?) e aos marqueteiros ( confessos) que ajudaram a criar o enorme paneleiro que estava a vista de todos escondido atrás do Diogo Infante…o facto de ter prescindido de subsídios, de comentar gratuitamente denota a enorme ganância… é certo que é filho único de uma mãe de posses, só porque, certamente, encarregou alguém de limpar o “sebo” aos irmãos…alguma coisa fez..um dia destes haveremos de o saber…entretanto, o passado do Cavaco é o seu presente: nunca passou de um fascista, e seria comunista, seria tudo o que fosse necessário ser para ser um canalha com posses…O passado de Passos é também o seu presente…um aldrabão, chefe de uma governo de filhos da puta incompetentes, que supera tudo o que se viu desde a fundação da nacionalidade, incluindo o domínio Filipino…a direita, cujo feito inédito foi ter conseguido ter colocado à frente da condução do País os maiores idiotas que existiam naquele espectro político, não se pode admirar de que os seus são os maiores aldrabões conhecidos desde o século XII; veja-se o BPN, BPP; a Madeira, Gondomar; Oeiras, Submarinos, Pandur…etc…pagam uma comissão ao poder judicial em forma de estatuto remuneratório e regime de jubilação…ah sim…filhos da puta….

  26. Que as palavras não te doam, jrrc!
    Cambada de bandidos mascarados que tomaram conta disto.
    E andam aqui uns miseráveis bolarentos e tinhosos a arrastarem baldes de merda em que se desenvolvem,
    coitadas das mães que os pariram… Cabranagem doentia, cheios de saudades de antigamente.

  27. E tudo uma Cabala Carvalho, uma cabala !
    Aquilo das escutas e montagem, aquilo dos extractos bancários, uma invenção dos bancos, e, se não for esse o caso, são do outro, do amigo mais generoso do mundo que para emprestar dinheiro tinha que falar em código.

    E o império, a cia, o fmi, são todos contra o santo 44!!!

  28. atão komékié, o secretário de estrado do irrefogável já se demitiu ou está à espera que o audi desta semana calhe à mulher.

  29. Não, está a espera que o to chamucas volte ao país do seu périplo europeu, onde delineou a grande estratégia para a Europa que vai acabar de vez com austeridade.

    Como dizia um gajo hoje, a Grécia acha que se consegue enriquecer votando, os burros deste pardieiro, bem como a generalidade dos votante socialistas, também.

  30. Fosga-se, este Blogue está a ficar infetado e fétido de tanto laranjal aqui plantado. E como se isso já não bastasse, agora resolveram aparecer por aqui os eternos inimigos de estimação do PS a apoiar a direita trauliteira. Não tarda estão coligados a rapar o pote, e quando os extremos se tocarem a faísca vai ser grande.

  31. Caro Rodrigues,

    A sério? Really? Seriously? Pois então, meu caro, vai dar-me coordenadas de onde? É que sabe, regra geral, sou eu que costume mandar personalidades como a sua ir aos gambuzinos. Bom está de ver quem confirma a regra. Meu caro, vá, procure divã noutro sítio, que por aqui a lotação já esgotou…Entretenha-se com os repolhos…

  32. Ó Corbo, oube eue tameie quero muito daquilo que eu gosto muito, tás a bere? Achas que se eue lere o «Confiança no Mundo» boue aprendere a rapar o pote, hum? Como tu comuna desviado, já tens a experiência de Sócrates, dito soCrASH, podes partilhar aqui com a « gente», como é que se assalta o erário sob a capa da generosidade do próximo hum? Bá, que agora entroue bué da guito em Portugal e preciso de aviar um terreno numa Quinta fina, etce e tal, e mais um andar não sei onde. Sabes, eu preciso de alimentar o pedigree do meu rabo fino e snob, tá beie? oqueie.

  33. Anónimo, o IGNORANTEZES e seus derivativos precisa é de cozer a boca. A lógica do banho não se lhe aplica, o tipo é comuna desviado, está formatado, e vive em permanente estado de treva inteletual. Acresce-lhe a bipolaridade e a projeção freudiana. O tipo é um caso perdido.

  34. Em Outubro de 2013, publiquei aqui. Depois, deixei-me deito, quando o Valupi me mandou deixar o vinho.

    A Golpada

    Desde que se prenunciou a eleição de José Sócrates, em 2005, que o País vive em permanente ambiente de golpada. E é em ambiente, agudo, de golpada que actualmente vivemos.

    Trata-se, em suma, de derrubar o Primeiro Ministro eleito, substituí-lo por um dirigente do Partido Socialista, escolhido pelos Senhores jornalistas, para um Governo que se dedique a preparar as próximas eleições, de que saia vencedor um dirigente do PSD designado pelos Senhores jornalistas. De preferência, um Primeiro Ministro e um Governo suficientemente fracos que reconduzam o País ao habitual e apetecido estado de desgoverno em que ninguém governa e todos mandam, nos seus assuntos, a partir das suas quintas, tudo com o habitual embrulho de escândalos que vendem jornais e promovem jornalistas.

    Os golpistas – que visam irrelevar os efeitos, jurídicos e políticos, de uma eleição, anular o sentido do voto dos portugueses – acoitam-se em duas corporações, sem sombra de legitimidade democrática, mas poderosas, pelas suas auto-proclamadas isenção e imparcialidade: os jornalistas e o Ministério Público, que mutuamente se alimentam e se promovem.

    Eles, as suas manobras, o eventual triunfo da golpada posta em marcha em 2005, que atingiu agora o paroxismo, põem severamente em causa o estado de direito e constituem a maior e verdadeira ameaça às liberdades públicas.

    Ao Ministério Público, organizado num sindicato todo poderoso, cabe manter o Primeiro Ministro refém de sucessivos processos que se eternizam sem solução, cuja utilidade como arma de arremesso política é evidente (alguém ouve falar do “caso Freeport” fora dos tempos eleitorais?). Não importa que esses processos se iniciem por forma evidentemente crapulosa que, só por si, os faria morrer no ovo, se houvesse a mínima decência; não importa (ou importa muito) que os Senhores Magistrados do Ministério Público sejam, na sua generalidade, incompetentes, ineptos e preguiçosos, incapazes de, a sério – em Tribunal –, conseguirem condenar o Rato Mickey.

    Estes processos não se destinam a seguir o curso normal e legal de acusação/julgamento/sentença – servem apenas para estarem para ali, para fundamentarem escutas, para serem usados para bufar aos compadres jornalistas algumas sensações, para os Senhores Magistrados se promoverem como gente interessante, eventualmente heróica, para esconderem os inquéritos a que não dão andamento, os procedimentos que deixam prescrever, a péssima ortografia dos seus despachos, a indigência do seu direito, a sua culpa no estado a que chegou a nossa Justiça criminal.

    E os Senhores jornalistas, rapaziada de poucos estudos e escassa habilitação, moços de recados e de fretes, irresponsáveis e insensatos, alinham na golpada, embriagados em sonhos de poder, de importância e de dinheiro. Percebem que, se conseguirem derrubar este Governo, este Primeiro Ministro, nenhum aspirante a governante cairá no erro de José Sócrates, de os desprezar, que, previamente ao ensaio de qualquer voo, deverá ir lamber-lhes as botas, como vi fazer recentemente a um Venerando Juiz Desembargador, de quem o mínimo que se pode dizer é que tem fraquíssima memória, ou fortíssima gratidão a quem lhe poupou a próxima às cruzes das escutas.

    Pouco importa que sejam incompetentes, que bolsem mentiras, vigarices, insinuações nunca confirmadas, que sejam desmentidos e continuem – gente que, depois de cruamente desmascarada pelo dono do recado e pelo patrão que os despediu, deveria ser proibida de, sequer, acercar-se de uma banca de jornais, continua a escrever neles, como se nada fosse, como se nada tivesse sido.

    Acrescente-se um pormenor aterrorizador: esta gente não age em nome de ninguém, senão deles próprios, de nenhum interesse, bom ou mau, superior a eles, senão o deles.

    Por isso, o que visam não é um golpe de estado – o derrube, por meios inconstitucionais, do poder legalmente instalado e a sua substituição por um outro poder que se irá legitimar por mecanismos constitucionais – é uma misérrima golpada, destinada a garantir um País sem governo, onde medrem as corporações (eles) pela força da mentira e da rua.

  35. SETUP,

    modera a língua tá beie, ignoranteze, a cabranagem andou a parir desse lado,e pariu cabritos que não gostam dos baldios xuxialistas e preferem os pratos finos de faisão au point, servidos pelos da classe cuja igualdade propagam. É a «Confiança no Mundo».

    ignatezes cala-te, e baie fumar um bourreau pá, kisso passa-te. oqueie.

  36. E o imperio, e o imperio!

    Isto ja parece um jornal Venezuelano.

    E as escutas o burro Joao Araujo, achas que sao invencao ? Quando os teus amigos te pedem dinheiro emprestado falam por siglas? So gostam de receber em efectivo? Pedes emprestimos “para estudar” a CGD e ao mesmo tempo estas a sacar multiplos desses montantes dum amigo sem sequer apontar um numero?

    Essa bosta que ai escreveste devias le-la outra vez, mas muda as datas, e mete o nome dos bois do Grupo de Saque 44, vais ver que faz mais sensito.

  37. ui. Bamos derrubare esses gajos todos,e as corporações. E provar a conspiraçãoe politica e já agora tratar da separação de poderes. Isto de haver um poder judicial independente é tramado. Bamos submetê-lo ao poder político…que tal? e aí sim, deixará de haver presos políticos e tipos processados por motivos políticos.Agora vou jantar morcela com grelos, e uma boa copa de binho.

  38. básico, obe, oube: o IGNORANTEZES e seus cabritos, tás a bere, os tipos esperneiam naturalmente por espernear. E não gostam que lhes ponham o badalo, mas lá bãoe largando umas caganitas pretas, tás a bere?

  39. O que está a acontecer em Portugal é um pouco parecido com a “Itália ingovernável” entregue aos poderes das máfias. Só que ,lá, é “em grande”, como convém a uma quase-potência europeia e com muito mais décadas de democracia formal. Ou seja, já se habituou a viver sem governo e, mesmo assim, vai-se aguentando, até mesmo com Ciciolinas e palhaços. Para descrédito. A gritante falta de pudor dos actuais detentores de todos os mais altos cargos políticos, em Portugal, não comove os portugueses. Muito menos os embaraça. Na generalidade. Aliás, as sondagens são bem a expressão da indiferença perante o avanço imparável das forças mafiosas. A maioria dos que se abstêm, afinal o maior partido, mete tudo no mesmo saco. Só pode ser essa a razão última da sua abstenção. Um António Vitorino, por exemplo, é igual a qualquer membro deste governo, mesmo sabendo que o Vitorino pediu a demissão logo houve uma leve suspeita sobre a sua idoneidade, enquanto que os actuais governantes, desde o PM (não esquecendo o PR Cavaco) são apanhados a mentir descaradamente e nada acontece. No entanto, para o muito bem desinformado povinho é tudo farinha do mesmo saco. Acabou-se, amigos, as máfias tomaram conta disto. Faltava desbaratar o último bastião respeitador da ética republicana, o PS. O Ministério Público aliado aos jornalistas amestrados encarregou-se da tarefa. E já é tarde demais para o PS estancar o assalto dos mafiosos. Irão juntar-se a Sócrates mais uns tantos e, no fim, o ingénuo e bom autarca Costa perde as eleições. Ou ganha à tangente, o que vem a dar no mesmo.

  40. João Araújo:

    “Pouco importa que sejam incompetentes, que bolsem mentiras, vigarices, insinuações nunca confirmadas, que sejam desmentidos e continuem – gente que, depois de cruamente desmascarada pelo dono do recado e pelo patrão que os despediu, deveria ser proibida de, sequer, acercar-se de uma banca de jornais, continua a escrever neles, como se nada fosse, como se nada tivesse sido.”

    Substitui “acercar-se de uma banca de jornais”, por “escrever em blogues”, e temos aqui o retrato fiel de dois mastins que por aqui andam.

  41. Olinda o Exmo. Sr. Dr. Juiz, devia levar com um processo da liga portuguesa dos animais, pois pelo que diz a noticia depois de várias semanas de sofrimento o cão morreu!

    Deve ser um homem muito ocupado…

  42. “foi, Nuno, veneno para ratos; já; sim. aguardam-se resultados da investigação sobre o criminoso.”

    no link que envias não encontro nenhuma das respostas que deste mas pronto.

  43. Tudo o que acontece ao 44 e mentira e uma efabulacao, tudo o que sucede ao elementos do ministerio publico, membros do governo ou pessoas filiadas em partidos de direita e mentira e uma manipulacao da realidade.

    Pode concluir-se entao que para a generalidade das personas que habitam aqui na Pocilga B a realidade nao existe, interessante.

  44. . um boerboel pesa à volta de 75 kgs, era necessário 1/2 kilo de veneno dos ratos para matar o cão.
    . o cão anda uma semana a sofrer e o dono não o leva ao veterinário, chama os jornalistas quando morre e nem sequer uma fotografia do cão morto como o correio da manhã costuma fazer.
    . autópsia e relatório existem? como é que o cão foi identificado e o dono prova que é dele? tem microchip (obrigatório) registado em nome do alex, caderneta com vacinas em dia e seguro? tudo coisas que dão direito a multa caso não existam ou fora de prazo.
    . depois temos o problema da raça e os criadores boerboel, este cão é considerado perigoso e não pode ser reproduzido em portugal, portanto o amigo do sr. juiz pratica coisa ilegal e não sei se não há restrições à posse destes animais, como castração e mais umas paneleirices.
    . por último e não descipiente, ter um animal deste confinado a um jardim é criminoso e revelador da personalidade cagona-ò-parola de gajo que gosta de ostentação. o cão não merecia isto, caso se venha a provar que era dele e que foi a felisbela que o matou aos bocadinhos por ciúmes.

  45. Os complexos e inveja sociais da esquerda sao uma coisa maravilhosa.

    ” ter um animal deste confinado a um jardim é criminoso e revelador da personalidade cagona-ò-parola de gajo que gosta de ostentação”

    Tivesses tu cabeca e estudado para tal, talvez pudesses ter chegado a ser juiz ou procurador publico, infelizmente, nao tens nem a cabeca nem a dedicacao, pelo so deste num monitor de blogs de mxrda, sob pago por uma avenca do Largo dos Ratos.

    Ja agora, e no meio dessa inveja desmesurada, sabes por acaso o tamanho das sebes do jardim dele, achas que do teu fiat 500 conseguirias ver o cao a passear no jardim?

  46. O que achas mais ilegal, receber milhares de euros em cash fruto de corrupcao, e nao pagar cheta ao fisco, ou criar racas supostamente proibidas de caes? Qual o enquadramento legal e moldura penal de ambos os supostos crimes?

  47. Coisas que um básico não saberá explicar.

    “• Pedro Bacelar de Vasconcelos, Vícios do Estado, virtudes do Governo:
    «(…) E foi assim ao longo dos últimos quatro anos: os culpados da crise são o Governo anterior – irresponsável e despesista – e este povo preguiçoso que queria viver acima das suas possibilidades. O Governo não sabe, não faz, não responde nem presta contas do que quer que seja… e por isso decidiu finalmente decretar “o fim da crise!”.»”

  48. claro que o meretíssimo maçanete não prestou declarações a ninguém. como é habito os jornais adivinham estas cenas e depois têm o dever de informar, o que quer dizer que o calex está sempre safo da justiça e da opinião pública. se o cão fosse do sócras havia escutas do correio da manhã que provavam que o santos silva tinha importado o cão da africa do sul e pago uma pipa de massa com dinheiro daquela conta da suíça sediada no bes, já havia cartas rogatórias para a sabt/sabba* e fortes indícios de ter sido o cão que escreveu o livro. é assim que funciona o novo paradigma de justiça paula cruz vsop, processos dinâmicos em que tudo pode ser carreado ou retirado consoante o pif investigador e o pedigree do juiz de instrução.

    http://www.sabt.co.za/

  49. JP Ferra, conta la, onde e que o Bacelar de Vasconcelos tirou o doutoramento em financas publicas, em que banco central ou instituicao financeira publica e que ele ganhou experiencia em gestao de financas publicas?

    Opinioes de constitucionalistas, assim de repente, parecem-me tao validas como as dos taxistas que eu vejo a conversar nas pracas a comentar a “austeridade”

  50. o burro do caralho, achas que um cão de 80 kilos é compatível com um jardim & picina de vivenda em òeiras?

  51. Valupi, soube agora que o livro que o Sócras disse que tinhas sido escrito por ele… afinal foi outro o autor.
    Não quer escrever um post sobre esse assunto?
    Saudações,

  52. “O ignorantz, porque e que deixaste de usar o teu nick do costume? Bad rep?”

    para estimular a tua burrice, assim descobres que sou eu e ficas feliz só por pensares que descobriste qualquer coisa. deixa lá que o calex + o rotex sofrem do mesmo mal. quando fores grande dão-te uma pagina diária no correio da manha e dois seguranças para te proteger da hemburróidal, o prurido fica para a tóina marmanjo lamber.

  53. “… soube agora que o livro que o Sócras disse que tinhas sido escrito por ele… afinal foi outro o autor.”

    vê lá bem as coisas que tu sabes e quem é que disse isso, deixa-me adivinhar, hummm…. já sei foi o teixeirómetro de serviço que ouviu uma escuta do sócras a encomendar e outra do amigo a pagar, só pode ter sido isso. só não percebo como é que ainda não detiveram o verdadeiro autor para interrogatório e prisão preventiva, parace que há fortes indícios do gajo escrever outro livro. tóinas marmanjo da comunicação social! bora lá entrevistar o verdadeiro autor da verdadeira coisa.

  54. Olinda,

    Obrigado pelo link, mas a noticia não esclarece grande coisa. Palpites dos agentes do corpo de segurança do juiz não me parecem boa fonte de diganóstico veterinário. Não seria mais credivel ter ouvido a opinião do vet qque supostamente assistiu o animal ?
    Depois de ler noticias destas e o teu “foi Nuno” às minhas questões, percebo melhor como se constrói muita da opinião que anda por aí disseminada.

  55. “o burro do caralho, achas que um cão de 80 kilos é compatível com um jardim & picina de vivenda em òeiras?”

    Nao sei se e, mas achas que o teu poodle branco e compativel com o miseravel T1 onde habitas na reboleira?

    Conta la, achas compativel com o perfil de ex-primeiro ministro, ex-futuro potencial candidato a PR, gastar 170,000 euros fruto de corrupcao na compra de um livro que nao se escreveu?

    Achas compativel ter acesso a 23 milhoes de euros de liquidez e ao mesmo tempo pedir emprestimos de 100,000 euros para frequentar aulas de posgraduacao em Paris?

  56. E ó IGNORANTEZES achas compatível pedir empréstimos sem ter capacidade económica para os liquidar? Hum? bá, baie lá consultare mais um linke, tá beie? Atão moras na Cova da moura? logo bi, tás cum infiltrações lá em casa e agora vens chatear a malta. MaluKA. oqueie.

  57. oh burro do caralho, se não sabes, não zurras palpites.

    o que eu gostava de saber é onde está o crime de escrever um livro e isso ser motivo para prisão preventiva.

    o resto são as tretas habituais de fim de semana para vender jornalecos e pagar os ordenados às toranjas laranjas. não tarda o teu amiguinho picolho entra ao serviço com essas novidades todas e vais ter explicações para o crime do cão. já agora, ninguém perguntou ao juiz alex onde é que ia passear o cão e se cabia no banco de trás do topo de gama de alta cilindrada ou se encomendava o transporte do animal à ups.

    toma lá para não morreres estúpido.
    http://imgur.com/gallery/8EtwDPe

  58. O Ignorantz, eu tambem sei usar o google aqui, ai no largo do rato nao vos dao ferramentas mais poderosas?

    Cxralho, um partido que tanto rouba deveria ter mais recursos para meter a disposicao dos seus monitores de blogs.

  59. oh burro do caralho, estás a falar de quê? ratos, googles, ferramentas, monitores… além das hemburróidas vai uma ganda confusão nessa ervilha pensante. andas a abusar dos comprimidos azuis e já emborcas o frasco das gotas de penalti.

  60. pois, Nuno, percebo a tua indignação. a mim o que me interessa é o cão, que por acaso era familiar de Carlos Alexandre, ter morrido assassinado: o facto. já a ti interessa-te outras coisas – coisas de gente à caça de raiva para injectar. e fazes muito bem. não esqueças é que é assim que se vai medindo o carácter de uns e de outros.

    já agora, se me tivesses dito ao que vinhas eu ter-te-ia respondido exactamente da mesma forma e não te me tinhas revelado o teu mau carácter. obrigada de qualquer forma. :-)

  61. «o que eu gostava de saber é onde está o crime de escrever um livro e isso ser motivo para prisão preventiva».

    Ai foi? Ó IGNARALHO, explica aí «prá gente ficarmos a saber», hum? E, já agora, explica aí a estrutura do ADN do SOC(r)ASH, partindo do «gosto de enganar», «gosto muito de enganar», «quero muito daquilo que gosto muito», «Chavez, my friend», com as lulas do Lula. hum.

  62. O Ignorantz, o Paulo ainda nao chegou, esta a espera de primeiro cobrar uma enorme divida fiscal um gajo que esta a estagiar na Prisao de Evora. Ao que parece vai ser dificil, o homem ora diz que esta insolvente, ora diz que conseguia perfeitamente pagar emprestimos que ja iam em 700 mil euros. Enfim, um bipolar como tu.

    Parece que tambem ha umas coisas que ele quer averiguar sobre uns lapsos fiscais do To Chamucas, o tal que se metia os pes pelas maos a fazer o IRS, se esquecia de quantas casas tinhas, e nao conseguia arranjar tempo para meter a tempo a declaracao dos seus rendimentos no TC.

  63. Não é crime pedir a alguem para escrever um livro, ou pedir ajuda para. O que já não acho bem é dizer que se escreveu … sendo mentira.
    Infelizmente não estranhei nada, porque já “ví” bem o caracter dele. :(

  64. oh picolho!
    submarinos, pandurs, helicopteros, sobreiros, falências da banca e mais uns trocados sabemos que desapareceu dinheiro, foi o estado português que pagou, não há culpados e o que não foi arquivado para lá caminha.
    freeport e operação marquês, ninguém sabe se desapareceu dinheiro, quem pagou, não há culpados e há um gajo preso.

  65. Basico e dar uma ponta de credibilidade em materias de financas publicas a um tipo afiliado ao PS que calha de ser professor de direito numa universidade de terceira liga.

  66. O Ferra, estranho seria e que o desemprego tivesse baixado depois duma bancarrota. Cxralho, saca ai um exemplo onde isso tenha acontecido. Tenta comecar pela Argentina, um pais de indole socialista que, como portugal, tem um longo historial de bancarrotas.

    Como dizia o outro, so um idiota e que acha que a riqueza e criada atraves de votos “Greece thought it could vote itself rich”.

  67. Olinda,

    Vejo que és mais rápida que a sombra a sacar conclusões. Fazes-me lembrar os comentadores da queda do avião nos alpes: tantas conclusões precipitadas e afinal tinha sido o co-piloto que se passou ! Tu tb estás assim. Se o cão morreu, é pq foi assassinado ! Ou seja, não te passa pela cabeça que possa ter sofrido uma virose qq com sintomatologia parecida ou que, simplesmente, que possa ter comido uma ratazana envenenada noutro sitio qq e que lhe foi morrer no quintal , ou que se tenha posto a bincar com uma embalagem de desemtupidor de canos que a empregada deixou à mão, não é ? Sabes que aqui no consultório quase todos os “evenenamentos” de cães e gatos que nos aparecem são acidentes domésticos ? Ou seja: tal como o jornalismo instalado, tb tu saltas directamente para as conclusões sem reparar que a realidade é quase sempre mais rica e diversificada do que parece .

  68. Para recuperação da memória e melhor compreensão do PJEC (Processo Judicial Em Curso):

    — Notícias do tempo do governo Sócrates (2010):
    Juízes apresentam queixa contra o Governo
    http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1738372

    — Notícias do tempo do governo pós-Sócrates (2014):
    Juízes com aumento de mil euros no salário
    Magistrados são os primeiros funcionários públicos a receber um aumento de ordenado desde que a troika chegou a Portugal

    http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/justica/juizes-com-aumento-de-mil-euros-no-salario

    — Notícias do tempo do governo pré-Costa (2015):
    Felícia Cabritolas, estrela do jornalismo português, autêntica Bob Woodward de saias, prova definitivamente que o verdadeiro estripador literário de Lisboa é Santos Silva! «Não, não é esse, não é o Carlos, é o Augusto…», diz ela aos seus confidentes (que são muitos), mas shhhh…
    http://zap.aeiou.pt/livro-de-socrates-afinal-nao-e-de-socrates-63365

    Sinal evidente de que as provas abundam e o cancioneiro dos provérbios incriminatórios não está esgotado…

  69. Nao fossem os 23 milhoes e o extenso patrimonio imobiliario, um gajo ate caia nessa teoria da cabala. Olha la pa, quanto e que ganha mesmo um primeiro ministro? 1 milhao ao ano limpos?

  70. “Basico
    27 DE MARÇO DE 2015 ÀS 14:52
    O Ferra, estranho seria e que o desemprego tivesse baixado depois duma bancarrota. Cxralho, saca ai um exemplo onde isso tenha acontecido. Tenta comecar pela Argentina, um pais de indole socialista que, como portugal, tem um longo historial de bancarrotas.”

    O teu patrão não pensou nessa merda que escreves, senão também aproveitava.

    http://oje.pt/previsoes-nao-sao-vacas-sagradas-diz-passos-sobre-descida-de-desemprego/

  71. Tu, como o Ignorantz, sofrem de insuficiencias cognitivas, e, regra geral, tem dificuldade em entender o que leem.

    Burrenga, tu mandaste um artigo desse blog “de referencia” ladroes de bicicletas, nada enviesado como sabemos, e que analisa a evolucao do desemprego desde 2007. O clip do jornal de referencia OJE, que custa ZERO e que e dado as portas do metro para as mulheres de limpeza se entreterem a caminho de casa, faz referencia a uma descida do desemprego face aos picos registados no auge da crise.

    Se nao percebes que estamos por conseguinte a falar de coisas diferentes, poe-te a olhar um espelho e esbofeteia-te repetidamente, pode ser que acordes.

  72. O Ignorantz, tu tens tanto tempo livre, e umas capacidades investigativas tao fortes (alias, o google tem) que nao sei se nao te deveriam contratar ja para o ministerio publico, Carvalho.

  73. ó Nuno, tu queres conversa. se foi aferido que morreu com veneno dos ratos será porque foi autopsiado. reitero, portanto, que sim, que foi assassinado e que prosseguem as investigações para apuramento do crime. de resto, e se os nutrientes das leituras que fazes pela informação que procuras não servem para tirares conclusões perante os factos – as tuas – pertences à classe das alfaces frisadas. :-)

  74. Olinda,

    Vejo que além de zootécnica, agrónoma e poetastra, deves ser prima do tal senhor que nunca tem dúvidas e nunca se engana.
    A pergunta que te fiz inicialmente era sincera e razoável: não encontrei em lado nenhum qq informação de fonte clinica sobre o problema do animal. E sei por experiencia que o nevenamento com raticida, é mt mais provável suceder por ingestão de rato envenenado que por ingestão directa .
    Mas como já tiraste as tuas conclusões, não merece o esforço continuar esta arenga. O que é interessante registar, é que, na falta de melhor informação, e se a tua fonte é o Juiz, se trata de um tipo de dedução parecida ao que meteu Sócrates no xilindró.

  75. A caixa de comentários deste blog é um esgoto a céu aberto. Fede
    Oh, Valupi, ou és um parvalhão que permites e andas a alimentar esta pocilga com este maralhal fascista que aqui debita, ou estão és mesmo igual a eles. (Melhor, um deles)

  76. pois, era aí que querias chegar. mas eu não, Nuno. até porque no que é ser cão implica uma honestidade absoluta e sem espaço para dúvidas. mas se a cada notícia exiges relatórios técnicos, parabenizo-te por viveres em uma bolha e ficas desde já convidado a organizares uma petição a favor de resultados analíticos nos meios de comunicação. :-)

  77. Mensagem de esperança para jrrc, Maria Abril e outros (poucos) comentadores de boa vontade:

    DEIXA-OS POISAR!

  78. Parabéns Valupi, por este excelente artigo de opinião.
    Pena é que o “maralhal”, na ânsia de contestar, tenha perdido o Norte.
    Obrigado Olinda, e poucos mais (caso do Ignatz), pela sua objetividade,
    Tenho estado arredado do Aspirina B, mas hoje confirmei, mais uma vez,
    a acutilância, a justeza e a oportuna intervenção do Valupi.
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.