8 thoughts on “Prémio Raul Solnado 2018”

  1. Não ouvi as declarações do sujeito, mas só está esta frase é elucidativa, ela sim, do seu populismo. Como é que um sujeito ( que acho não ter predicados…)se pode arrogar antipopulista, quando demonstrou enquanto desempenhou as funções de líder par(a)lamentar, votou e de que forma nessa onda? Que se dedique à pesca!

  2. Para dar lógica ao conceito basta substituir ‘pai’ por ‘filho’. Pois é a mediocridade que produz o populismo; veja-se Passos a rir na AR até ás lágrimas de Centeno e o que cada um deles fez ao país.
    O homem sabe de experiência feita que naquele jogo de palavras está contida uma verdade mas, dado tal lhe fazer sentir a ele próprio de má consciência, dá uma volta às palavras ou troca-as para subverter o conceito lógico e deixar no ar um “pensamento” obtuso de sombras para provocar o espanto dos tais medíocres e dar crédito à sua mediocridade abastada de esperteza.

  3. Olinda, o título remete para as piadas do Solnado, e estas declarações do Montenegro provocaram-me umas gargalhadas similares às que largo ao ouvir o humor infantilóide do Solnado.

  4. ah! :-) tá lá, é o inimigo? :-)

    (é isso mesmo: façamos o favor de sermos felizes mesmo perante os medíocres. adoro tu.) :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *