Portugal reduzido

O vendaval de populismo que tomou conta da direita desde 2008 afundou Portugal num oceano de estupidez e incompetência. No dia em que o Governo começa a engordar também no número dos ministérios, recordemos a intrujice alucinada que andou a ser servida aos broncos sedentos de vingança contra os políticos:

Caso vença as eleições de 5 de Junho, Passos Coelho quer um Governo reduzido, só com 10 ministros e 25 secretários de Estado, e prepara-se para juntar o Ministério da Justiça com o da Administração Interna, com um secretário de Estado para cada uma destas duas pastas.

Esta é uma decisão que já está tomada pelo líder do PSD, tal como a fusão dos Ministérios da Agricultura, Mar e Território (inclui o Ambiente). Em contrapartida, apenas os Ministérios dos Negócios Estrangeiros, da Defesa e das Finanças continuam como até aqui, sem serem agregados a outros.

Quanto às restantes alterações, o líder social-democrata deverá juntar as áreas sociais num só, criando o Ministério da Saúde, do Trabalho e da Segurança Social, o Ministério da Economia e Turismo com o das Obras Públicas e ainda o Ministério da Educação, com o Ensino Superior, a Ciência e a Cultura. Por fim, o Ministério da Presidência e o dos Assuntos Parlamentares também ficarão sob a alçada de um único ministro.

Fonte

3 thoughts on “Portugal reduzido”

  1. Pra fazer o que fazem, nem primeiro ministro era preciso, bastavam três subsecretários a recibos verdes. Para o papel do Passos contratavam um papagaio que soubesse dizer: “Isso é um não assunto”. O jardim zoológico tem lá um que está desempregado. Poupávamos muitos milhões por ano.

  2. no pcp a “coisa” corre sempre bem. eu estou farto da alternancia provocada por aqueles que a criticam há 38 anos.perante os sucessos socialistas de cuba, coreia do norte e china, pergunto :para quê eleiçoes? porquê a pressa? a haver eleiçoes,só numa condiçao ganha o partido que não chegar ao 10% dos votos.eu acredito nas minorias esclarecidas lideradas por jeronimo de sousa. esta é a unica forma de acabmos com a alternancia sem acabarmos com os restantes partidos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.