Política da terra queimada

Depois de se ter colado a Almunia na tentativa de afundar ainda mais as contas públicas, dizendo que Portugal ia ficar pior do que a Grécia.

Depois de ter usado da palavra no Parlamento Europeu para dizer que Portugal não é um Estado de direito e que o Governo tem um plano para controlar a comunicação social, fazendo do Presidente do Supremo e do Procurador-Geral cúmplices deste plano.

Está na altura de Paulo Rangel denunciar em Estrasburgo, Bruxelas, Paris ou Bona que Constâncio é o perigoso meliante responsável pelos buracos no BCP, BPN e BPP.

O autor da frase Credibilidade da política não está na ética tem sido exemplarmente coerente com o seu pensamento. E Aguiar-Branco que o diga, se tiver estaleca de líder. Se apenas for o palhaço do Pontal, então pode continuar caladinho.

19 thoughts on “Política da terra queimada”

  1. repara que é sempre a mesma táctica: atacam pelas finanças, já da outra vez que chegaram ao poder foi através da suposta credibilidade da ferrugenta, que andou a arrastar parcelas para o deficit, fizeram queixinhas ao eurostat para suspender a aprovação das contas de Portugal que já estavam aprovadas, fizeram subir brutalmente o deficit e chegaram ao poder a dizer que tinham que por a casa em ordem: Portugal ardeu como nunca e até as jóias da coroa que tinham sobrevivido ao terramoto, às invasões napoleónicas, à guerra das laranjas, à Republica, às guerras mundiais, ao 25 de Abril, sei lá que mais, não sobreviveram ao psd, foram-se por uma ninharia na Holanda. Vergonha!

  2. Apelo a que seja atribuída uma medalha à comissão de inquérito da AR, que inquiriu Victor Constâncio, governador do Banco de Portugal. A ser atribuída no 10 de Junho por Sua Excelência o Presidente da República, por altos feitos à Nação:
    Pelo modo como o conduziram, sempre com ataques pessoais a Victor Constâncio, mas com intenção de atingir o Governo. Há situações e casos que por mais que alguns se esforcem ou toquem o efeito é o contrário do desejado. Nuno Melo, Honório Novo, João Semedo e Hugo Velosa, é a prova provado do que relato.
    Pena não vaticinarem mais sobre a crise para ver se ela por capricho ou embirração nos abandona. Ainda a semana passada, o Desejado do P.S.D., (Paulo Rangel) fez um ataque nunca visto, contra Portugal e a democracia. Nem no tempo da outra senhora, Mário Soares e Álvaro Cunhal o fizeram com tanto achincalhamento como este senhor o fez em plena democracia.
    Passada uma semana é sugerido por todos os ministros das finanças do P.E. o nome de Victor Constâncio para vice-presidente do B.C.E. Que triste ironia para estes detractores, que mesmo fazendo tudo para denegrir o nome de Portugal, tudo lhes sai ao contrário.
    Continuem assim que os portugueses agradecem.

  3. Vou usar a mesma frase de entrada que utilizei no comentário do “Jumento” de hoje: esta é a ditosa Pátria minha amada-é um plágio mas é usado com umildade e boas intenções. Esta gentalha que se passeia por Bruxelas (Rangeis e quejandos) não tem estatura nem dignidade par se dizerem Portugueses.Que façam por cá os ataques politicos que querem, é lícito e aceitável. Agora, quando da indicação de um compatriota para um cargo daquela dignidade ,fazerem xicana politica e não só , não é digno e mais, é abaixo de cão(a minha cadela protestou, mas já acalmei com umas bolachinhas) .Nem ela teria uma atitude daquelas. Não sou um patrioteiro da treta, mas tenho orgulho e amor a esta terra, e não fazia o que certa gentalha faz , e não era capaz de certas atitudes que eles tomam.

  4. Sr Angelo Correia! Esse mesmo tipo de choraminguisse, de duvidoso nacionalismo económico, referindo para o efeito o caso da Nova Zelândia, é a mesma ladaínha que ouvi em tempos idos, apelando à defesa dos interesses nacionais sobre a banca, sabe a quem? Ao sr José Roquette e sabe para quê? Para ficar com o BP&SM pelo preço da uva mijona, para logo de seguida a vender ao sr Mario Conde do Banesto, por uma pipa de massa.

    É tudo a mesma seita, vá mas é enfiar o barrete a outro!

  5. Nuno Melo, Honório Novo, João Semedo e Hugo Velosa, são imagens do pior de um certo tipo de fazer politica, como bem diz Manuel Pacheco….

    Torre, e sobretudo, Espada para eles…

    E Constancio vai para departamento de supervisão bancaria do BCE….

    E já agora as escutas que preocupavam CS, teriam algo de obscuro? sobre o BPN, dos dirigentes e clientes priviligiados?

    É esquisito o seu silencio agora, quando antes mobilizou jornais, jornalistas, acessores…

    É que d. Judith, no final do seu pidesco interrogatorio a Noronha Nasciemnto, assegurou que as escutas não comprometiam CSilva…

    quais escutas ela falava? BPN? BPP? BCP do tempo de JGonçalves?

    Abraço

  6. constancio não é “o responsavel” mas sim um reles cumplice.

    Deu finalmente algo ao País, livrou-nos da sua presença fisica, ficamos só com os encargos das reformas deste chulo.

  7. A crer nas palavras da Carolina, o uso da palavra do Paulo Rangel no Parlamento Europeu, é um plágio descarado dos peidos do Pinto da Costa, com uma diferença: no Parlamento Europeu é proibido fumar .

  8. Tens toda a razão Val, mas para Aguiar Branco chegar a Presidente do PSD, tem que ser “o palhaço do Pontal”, obrigatoriamente, a não ser assim o terceiro lugar está garantido.

    O PSD essa “espécie de partido politico”, é um circo.

    PS: As minhas desculpas a todas as pessoas que trabalham no circo, pela comparação com PSD.

  9. De facto, Aires, ainda está por explicar como se gerou nas cabeças belenenses a paranóia de que eram espiados e escutados a mando do governo. O episódio grotesco do almoço na Madeira e a histeria bacoca dos assessores de Belém que trabalharam com Manuela na campanha são apenas uma pontinha muito pequenina do iceberg. Foram meros pretextos, meros balões de ensaio. Barro atirado à parede. O que os preocupava verdadeiramente não tinha nada a ver com isso. Eu vou mais para histórias do Banco Laranja, que causaram um dano irremediável na imagem do “honestíssimo” e “integérrimo” Cavaco Silva. Seria algo relacionado com Oliveira e Costa? Morno, morno. Com Dias Loureiro, quente, quente. Teriam de ser informações verdadeiras escapadas das catacumbas: se não o fossem, não teriam preocupado Belém. Por isso os cérebros belenenses tiveram que usar outras histórias, os tais balões de ensaio, para disfarçar.

  10. Eu já sabia por António Lobo Xavier ….
    1. “Eu acho que vivemos num país de distraídos e de ondas…..
    2. Porque qual é a novidade…eu não vejo (?) as escutas…e continuo a não comentar as escutas…
    3. Mas porquê? Porque não tenho curiosidade? Não, porque não preciso…
    4. Porque eu não acordei agora para as realidades que estão por detrás disso que me dizem que vem aí…
    5. Quais são as realidades? Que o 1º ministro mente, ou que o 1º ministro se esconde atrás de verdades formais sistematicamente ao longo do seu mandato, isso para mim não é novo…..
    6. Segunda coisa: que o 1º ministro semeia os seus assessores e os seus apaniguados em empresas e entidades reguladoras? Mas isso vem nas notícias, ninguém percebeu? Só descobriram agora? Neste momento que eu não vejo condições de carácter, de personalidade, de credibilidade e portanto também para mim de legitimidade para este 1º ministro conduzir o País na situação em que o País está…
    7. O Presidente Jorge Sampaio por 10 000 vezes menos do que isto, mandou marcar eleições e dissolveu uma assembleia….
    8. ( Acha que o Presidente Cavaco Silva devia fazer o mesmo ?, pergunta o moderador), NÃOOOOO… “

    Um gajo inteligente este Lobo Xavier….

    Dadas as explicações, deduzo que podem meter as escutas no cú….
    Senhores deputados, perceberam ou querem que vos faça um desenho?
    Sócrates, és um totó…

  11. Isto vai dar uma bela ressaca de RUM = Romper/Unir/Mudar. O Rangel rompe, o Branco une e o Passos muda. Vai ser giro ver quem vai servir os Sais de Fruto . Talvez O Marcelo.

  12. O Marcelo? Ao insultar, na palestra dominical, o PM, queria provocar um caso à maneira da Moura guedes ou à Crespo? Armava-se em vitima, para sair em grande da RTP. Agora está na moda.

  13. Passo aqui, desta vez, apenas para dar os meus especiais Parabéns ao Nik!

    Os seus Artigos no “nikadas” são, invariávelmente, de consulta obrigatória para todos. Sobretudo para todos os mansos (que herdarão a Terra) e os puros de coração (que entrarão no Paraíso)…

  14. Exactamente, Val.

    É a politica da terra queimada.

    Como todos podemos observar, os processos BPN,BCP,BPP estão, aparentemente parados. A descredibilização da justiça terá as suas consequências nestes processos. Provando-se que a justiça funciona mal e não teve credibilidade para julgar com isenção e eficácia um “Face Oculta”, temo que mais tarde se chegue à conclusão que também não “serve” para julgar os casos acima mencionados.

    Estou em crer que uma vez entrada em estado de desgraça, a justiça terá uma recuperação em matéria de credibilidade que será lenta, pelo que muitos dos casos que importa julgar serão arquivados por um motivo qualquer.

    A irresponsabilidade politica que hoje vivemos protagonizada por uma certa oposição, tem de ser mais do que ganância pelo poder…

    A frase com que Judite de Sousa terminou a entrevista ao Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, tem de ser mais do que mau jornalismo…

    O que foi dito por Paulo Rangel no parlamento Europeu, foram mais do que palavras infames na boca dum perfil totalitarista…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.