Pior de 2009

cavaco_silva

E, pessoalmente, confesso que não consigo ver bem onde está o crime de um cidadão, mesmo que seja membro do staff da casa civil do Presidente, ter sentimentos de desconfiança ou de outra natureza em relação a atitudes de outras pessoas.

*

Quando Cavaco convocou a comunicação social para, supostamente, explicar o que andou a fazer durante a campanha para as Legislativas, ninguém esperava ouvir o chorrilho de tonteiras que saiu da boca do que já era o pior Presidente da República no pós-25 de Abril. O que disse então não tem ponta por onde se pegue, e a sua recusa em se deixar interrogar pelos jornalistas é a marca de uma consciência culpada e irresponsável. O que fez e deixou fazer, alinhando numa golpada mediática, é imperdoável.

Cavaco não é o Presidente de todos os portugueses. Nem de metade dos portugueses. Em boa verdade, ele já só representa o grupo dos reaccionários.

Não dá para antecipar as Presidenciais?

17 thoughts on “Pior de 2009”

  1. Nunca me iludi com ele, nunca gostei dele, nunca acreditei nele.Mas tive ,quando foi eleito, uma certa esperança que levàsse o seu cargo a bom porto e com isso nos protegesse a todos.Afinal, fomos habituàdos a um comportamento digno por todos e mesmo TODOS os Presidentes da Republica ´depois do 25 de Abril. Maus hábitos… Queriamos tudo e recebemos nada.O Sr. Professor de Boliqueime não só não tem estaleca para o cargo, como tem “agendas secretas ” para si e sus muchachos , e para mais uma estadia em Belem .A confusão que arranjou prè-eleições podia ter-nos custado muito caro( e não sei se o não terá sido).Definitivamente,outravês NÃO.Tem que ser descoberta uma alternativa.

  2. Ainda são muitos, e com muitas alianças socialmente espúrias.
    A resposta só pode ser dada na oportunidade do Orçamento do Estado.
    Num OE que reflita sem meias tintas as preocupações dos portugueses e o carácter do PS.
    Um OE que proponha uma Nova Ordem Económica
    Que corte 10 ou 15% nos rendimentos / salários / mordomias de TODOS os que auferem mais de 20 ordenados mínimos, OM.
    Uma redução também para os que recebem mais de 15 OM
    Impostos especiais sobre todos os vencimentos provenientes dos 3ºs, 4ºs, 5ºs, 6ºs…10ºs empregos, ou remunerações.
    Congelamento, por 4 anos, de salários e de rendimentos para TODOS os rendimentos superiores a 6 OM.
    Impostos especiais sobre a especulação sobre terrenos ( tipo Holanda ), sobre operações de capitais e sobre lucros de empresas financeiras, bancos, etc.
    Impostos especiais sobre os campos improdutivos ou habitações abandonadas.
    Apoio efectivo a quem crie empregos
    Forte investimento Público nas área da exportação, na da substituição das importações, na Educação, no apoio forte à natalidade.
    Contratação no exterior de técnicos das profissões que aqui em Portugal se organizam em corporações anti-reformas. Médicos, professores, farmaceuticos, etc.
    Maior inclusão de nacionais das ex-colónias incluindo o Brasil.
    Maior relevância aos investimentos desses e nesses Países.
    Acordos de verdadeira integração e mobilidade de pessoas e de bens entre os PALOPS e o Brasil. Afinal uma Commonwealth de língua portuguesa a funcionar!
    Redução das despeasas militares, em especial das que se realizam em aventuras militaristas como no Afeganistão…e em breve no Yemen!
    Afinal, um OE do PS para Portugal e para os portugueses!
    Gostava de ver quem é que se levantaria para condenar estas, ou medidas similares!
    Finalmente, é urgente apresentar um candidato credível à Presidência que se reveja nas medidas de contenção e de ataque à crise e ao desenvolvimento do País.
    Bom Ano!

  3. às 8 horas e qualquer coisa
    tentei contrariar-me em escrever relativu este personagem…

    enfim, agora tinha que ser…

    tarta-se de um politicu
    que se revelou, em 2009,

    em todo esplendor da hipocrisia
    da mentira, curta, soez…

    da manipulação provinciana,
    limitada em(a) valores de “antes de troca o que aprendeste, rapaz”…

    julguei que neste discurso de ano 2010

    anunciasse alguma autocritica

    por ter estado sempre do lado da insidia
    do derrotismo, da fatalidade

    que se penitenciasse

    das escutas que inventou
    e das reais, sobre que não se pronunciou

    aliás nem se dignou chamar o amigo Sr. Palma
    para saber, falar,
    da nulidade do freeport
    o aborto do face oculta, já de todos conhecida…

    eventualmente ambos os casos,

    do “mesmo” dominio da calunia,
    intriga, ataque, assassinio, de caracter

    quase “homo”-substancia, objectivos, interesses

    na perspectiva de quem clandestinamente os promove
    tendo, no geral da vida, uma “homofobia” espelhada no rosto

    enfim resolvesse fazer um estudo sério

    sobre o endividamento externo e suas origens
    a sua relação com obras publicas, emprego
    em segunda linha, produtividade
    competitividade

    logo educação e formação

    trata-se, enfim, de um personagem
    que espero
    o país saiba ajudar a regressar calmamente a Boliqueime

    abraço aspirinas b. c, …

  4. Este post que coloquei
    não sei bem porquê
    foi onde ja tinha posto um, sobre o “melhor”…
    desculpem…
    como podem perceber era relativo ao “pior”…
    abraço

  5. foi um ano cheio de “maus”.

    Cavaco antes de ser já era. os portugueses é que têm a memória curta e já esqueceram o “cavaquistão” de onde surgiram alguns dos maiores embustes políticos desde Abril, que se safaram à grande e à portuguesa, com os fundos europeus, dos quais Dias Loureiro e Oliveira Costa, são apenas os mais falados…

    ele quis imitar o Soares desse tempo, mas faltou-lhe, entre outras coisas, vida, paleio e jogo de cintura…

  6. pois, de facto, a inventona das escutas ainda hoje me deixa atrofiado. Coisa de mulheres a dias de Belém. Vá de pensar: que espertos que somos, vamos fazer um watergate ao contrário com a ferrugenta a dar o mote e vai render. Que coisa intolerável!

  7. Foi o pior de 2009 e já está a trabalhar para renovar o título em 2010. Na mensagem de ano novo, conseguiu descrever a actual situação económica do país sem nunca referir a crise internacional. Fez muito bem, pois se olharmos para o óptimo estado da economia dos outros países por esse mundo fora, percebemos claramente que isso da crise internacional são só desculpas desse desmiolado do Sócrates, que para além de dar cabo das contas do país é o responsável pela crise de valores. O que vale é que o temos a ele a dar-nos excelentes exemplos do que devem ser os valores, o da amizade, por exemplo. Dias Loureiro teve direito a declarações de confiança do Presidente, não é qualquer um; o seu assessor fez o que fez e foi promovido. Sócrates ainda tem muito para aprender sobre amizade…

  8. Para mim o pior é:

    Cavaco nunca me inspirou confiança. É um sujeito cheio de tiques e um vingativo para quem não comunga com as suas ideias. Só é amigo de quem se presta a ser como ele. Esteve sempre rodeado de pessoas, de fraco índole, não sabe ou não quer escolher os melhores porque se assim fosse não tinha autonomia sobre eles. Não é um bom líder ao contrário do que muitos apregoam, é ver os seus comentários, só criam divisões entre os Portugueses.

    Teve tudo à sua mercê para ser dos melhores Presidentes da República – uma maioria absoluta dele, e do governo, mas como referi, não é um bom líder e deixou cair tudo. Só espero que não vá apanhar os cacos, porque esses éramos nós, se não era isso que desejava e o que ele merece.

    Hoje percebo porque foi buscar aquela gente para formar governo, – foi para se governar – Dias Loureiro, Oliveira e Costa. Estes associaram-se a outros como: Luís Caprichoso, Francisco Sanches, António e Manuel Cavaco, (não sei quem são estes cavacos)? A comunicação também não tem interesses em nós sabermos. Se fosse sobre Sócrates era um fartar de divulgações. É a marca que vende mais e o que interessa é vender e não informar.

    As posições de Cavaco faz-me lembrar da resposta do dono do aviário ao comprador do canário quando o viu sem uma perna e desistiu da sua compra. “Afinal o senhor quer um canário para cantar ou dançar”?

    Eu pergunto Cavaco está ali para unir ou desunir? O que respondo é que está para desunir e ao serviço do PSD, partido do qual não se soube separar sabe-se lá porquê.

    Ao contrário de muitos não elejo Cavaco como o pior de 2009, mas sim, desde que temos democracia.

  9. Infelizmente é verdade.Cavaco é o pior PR desde que temos democracia.Ele estoirou o PSD e agora quer estoirar o País.Este indivíduo,alem de não saber ainda qual é o seu papel na estrutura da República,brinca com coisas sérias.Eu já não sou capaz de ouvi-lo.Uma alternativa é muito urgente.

  10. “Quanto mais se gasta em armas menos se pode gastar em manteiga”, diz Gregory Mankiw em Principles of Economics, quando aborda a questão do TRADE OFF. É esta filosofia que o senhor Cavaco tem obrigação de abordar quando contesta as grandes obras públicas em particular o TGV. O senhor quando lhe conveio falou na “má moeda que no mercado, expulsa a boa moeda” ocultou como convinha, a sua fonte, Gresham mas revelou a sua ética. Agora para revelar se percebe alguma coisa de economia diga lá se faz favor, se para garantir a “manteiga” não será necessário gastar em “armas”!

  11. Só um episódio para ajudar a compreender o seu carácter: estava eu a realizar um trabalho de consultoria no Banco de Portugal e era preciso entrevistar pessoas do Gabinete de Estudos de que era Director o dr. Cavaco, que não admitiu qualquer intromissão no seu ‘terreno’. Foi o então Director de Pessoal – dr. Nogueira de Brito (Homem excelente) – que me chamou: sr. F………pode vir fazer as entrevistas no Gabinete, agora enquanto o Dr. Cavaco está nos EUA. Sintomático. Aliás há testemunhos de alunos seus que não abonam o seu carácter. Mas também é verdade que foi eleito pelos portugueses votantes. Com o meu voto nunca contará nem para contínuo (sem ofensa…).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.