Perguntas simples

Tendo em conta que nem o Correio da Manhã, nem o Sol, nem a Helena Matos, apresentaram ainda qualquer prova da corrupção de Sócrates, quer isso dizer que o Ministério Público também não tem qualquer prova da corrupção do preso 44 para mostrar, entregar, ou vender, seja a quem for?

27 thoughts on “Perguntas simples”

  1. Mas quem disse que é preciso provas num processo político? A PIDE ainda se fundamentava em provas bem concretas para prender, as actividades comprovadas contra o regime. Estes super magistrados da “democracia que funciona” prescindem de provas para perseguir e prender. Chegamos a isto, e só se ouve a voz de Soares contra a infâmia! Alguém pensa que esta cambada de políticos cobardes e cúmplices da infâmia vai levar o país a algum lado? Todos, continuam a fazer a sua vidinha como se uma monstruosidade destas não estivesse a ser praticada debaixo dos seus narizes.

  2. Evidentemente não tem. Cada dia que passa é um prego espetado no caixão da credibilidade das instituições da nossa democracia e da inteligência cívica de quem cai numa esparrela destas.

  3. agora vão ter de forjar provas e contratar testemunhas falsas para justificarem a prisão preventiva, o que não vai ser muito difícil. difícil vai ser convencer o tribunal da autenticidade das provas e dos testemunhos, mas a corporação lá há-de martelar uma sentença tipo coisa pia caso o preso não tenha entretanto sofrido uma ciprianada.

  4. ó. não. uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. isso é estar a condenar o ministério público por indícios de corrupção face à opinião pública, carago.

  5. Não entendi bem o último comentário da Olinda. O Ministério Público, nas pessoas desses super magistrados e sabe-se lá quem mais, com a cumplicidade de alguém superior está a dar mostras há muito de estar corrompido. E isto já é muito anterior a José Sócrates. É este poder, esta intocabilidade e impunidade que os deixou à vontade para prender JS. Não contavam talvez era que tanta gente se revoltasse publicamente, denunciando as manhas e artimanhas processuais e o modus operandi em que envolvem a comunicação social para fabricar todo o processo e evitar a admissão do seu falhanço em tribunal. Ao mesmo tempo, influenciar a opinião pública em tempo de eleições.

  6. Ainda bem que há os blogs. O Continente que utilizava jovens universitários nas caixas nos fim-de-semana porque há mais movimento, terá visto muitos deles deixarem de o fazer com as novas regras dos recibos verdes, penso eu. Ora o Continente em lugar de ir ao centro de emprego recrutar desempregados, cabecinhas pensadoras, criaram uma fila única para uma dezena de caixas. Resultado a fila chega a ter cento e cinquenta a duzentos metros e mais. Qualquer dia vai haver excursões dos clientes do Pingo Doce, do Jumbo e outros para ver as fias do continente. Mas o mais surpreendente é a imprensa nada dizer, não vá o Continente retaliar e cortar-lhes a publicidade. Desculpem não ter directamente com o assunto mas tem sempre tudo a ver.

  7. Bem… se o Rosário Teixeira não “confia na justiça”, só os papalvos poderão continuar a dizer que devemos deixar “a justiça seguir o seu caminho”…

    Miguel

  8. podes sempre ler outra vez, Maria. olha assim: por Sócrates ter sido indiciado como criminoso dever-se-á dizer que os políticos em Portugal, a política portanto, são corruptos?

  9. Investigação toral, Val. Em que começou por andar nas bocas do mundo um indefinido período de José Sócrates como PM e que, depois, passou a ser o José Sócrates mauzão da maioria absoluta e em que, surpreedentemente e sem vergonha, as mesmas caras passaram agora a dizer que o que está mesmo a ser investigado é o José Sócrates como ministro do Ambiente. Neste flashback biográfico, o MP e o super-super do super-TIC ainda se arriscam a apanhar as negociatas (roubos, abafanços, trocas e todo um império do mal) dos cromos para as cadernetas da bola que o José Sócrates, e o seu velho amigo beirão, roubavam na mercearia pertinho da escola (havia sempre uma, não é? m a minha era a do Panelas, e o único filho era meu colega na primária). 2000-2005, falta um tempo.

    Pode ver-se aqui: http://www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=525136 (propositadamente: longa vida ao jornal A Bola, a cacha é do JN).

    Funções governamentais (ajuda da Wiki, que está aqui à mão).
    – de 26 de Outubro de 2009 a 21 de Junho de 2011 – Primeiro-ministro do XVIII Governo Constitucional
    – de 12 de Março de 2005 a 26 de Outubro de 2009 – Primeiro-ministro do XVII Governo Constitucional
    – de 23 de Janeiro de 2002 a 6 de Abril de 2002 – Ministro do Equipamento Social do XIV Governo Constitucional
    – de 25 de Outubro de 1999 a 6 de Abril de 2002 – Ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território do XIV Governo Constitucional
    – de 25 de Novembro de 1997 a 25 de Outubro de 1999 – Ministro-adjunto do Primeiro Ministro do XIII Governo Constitucional
    – de 30 de Outubro de 1995 a 25 de Novembro de 1997 – Secretário de Estado Adjunto do Ministro do Ambiente

  10. RFC, assim faz ainda mais sentido, pois a direita consegue atingir o PS em ano duplamente eleitoral e pôr a ventoinha a disparar merda em direcção tanto a Costa como a Guterres, o qual também deixará de ser um candidato presidencial forte se tiver que arrastar suspeitas de corrupção na sua governação.

    É perfeito. Que grande golpada, mais uma vez.

  11. Adenda. Pois, Val, falta ali um nome: António Guterres.

    Por contraste, uma outra cereja. Valeria a pena que o Aspirina B postasse sobre o assunto, aliás. Ou seja, sobre a visão panorâmica (ou a mundivisão, numa palavra + cosmopolita) que António Guterres exibiu perante os portugueses na viragem de 2014/2015 na entrevista que saiu no P., através da Teresa de Sousa, e que, por contraste, se pudesse olhar para a parolice que está instalada actualmente na PR, para as marcelices semanais da TVI (e Ronaldices, viram?), para as patetices do Santana Lopes ou para as banalidades em que se transformou (?) a cabeça de um gajo chamado Durão Barroso que passou dez anos das nossas vidas na longa marcha em direcção ao tachismo, à vista de todos, e a engordar no palco europeu. Veja-se e sintam-se, que sabe bem sentir essas diferenças.

  12. conversa da treta, como é que vão abriu um inquérito a cenas com mais de 10 anos? o tecnoreforma não foi investigado porque era velho, os submarinos prescreveram aos 10 anos, o bpn vai pelo mesmo caminho e as vedetas da justiça dizem que vão investigar merdas anteriores a 2005? a menos que lei da prescrição só se aplique a direitolas enterrados até às orelhas que ocupam cargos que dão imunidade até passar o prazo.

  13. Ó D. Olinda! Mas o Sócrates foi indiciado como criminoso? Quando? Onde? Já há acusação do Ministério Público? Há despacho de pronúncia? Há sentença? Estude primeiro, afirme depois. Antecipo-me à sua previsível resposta: a prisão preventiva é uma meio legalmente consignado no CPP; caso não concorde com ele, fale com os seus camaradas socialistas para reverem as medidas de coação que o normativo processual penal põe à disposição do Povo ( e que este aceita).
    Valupi, porque não faz a questão aos autos? Simple as that.

  14. Agora entendi Olinda. Percebi que dizia que o facto de Sócrates ser corrupto indicava que o MP não podia ser. Ou coisa parecida. Não estava a ver nada de manhã. Respondendo à pergunta, Sócrates ser indiciado não implica de maneira nenhuma que os políticos ou a política em geral tivesse de ser corrupta. Mas neste caso em concreto, parece estar. Política e magistrados em concluio para eliminar um adversário, é óbvio.

  15. “Ignatz, o BPN não vai pelo mesmo caminho”

    quem é que te disse isso? vai arrastar até prescrever e a direita vai sair incólume disto, tirando o careca que lhe convinha ser preso para evitar a justiça brasileira. tirando o bpp que tem validade até final de 2016, toda a roubalheira bancária tem arquivamento previsto para esta legislatura e ainda fica o cavaco para varrer veleidades em 2016.
    http://www.dinheirovivo.pt/economia/interior.aspx?content_id=3909623

  16. isto dá tanto para ti, Maria, como para ti numbejonada: a noite é o mundo e isto chega-nos do Hegel. isto não quer dizer que o Hegel é muito importante mas serve bem para nos lembrar que o indivíduo, seja ele qual for, possui inúmeras representações de si mesmo. neste caso concreto é mesmo impossível, e às escuras da noite, ver com clareza, e à luz do dia, a verdade. por mais que não faltem indícios das partes. dói, sim, mas esta é que é a única verdade. por enquanto.

  17. Hoje o meu comentário vai direitinho com uma nota 20 (de 0 a 20) para o extraordinário resumo que acima faz o
    Miguel
    18 DE JANEIRO DE 2015 ÀS 12:53
    Bem… se o Rosário Teixeira não “confia na justiça”, só os papalvos poderão continuar a dizer que devemos deixar “a justiça seguir o seu caminho”…

    Miguel

  18. D. Olinda, cara senhora, deixe lá o Hegel em paz. Aqui a clareza é esta: prisão preventiva é legítima. Um preso preventivo não é um preso acusado enquanto não houver acusação do MP; não é indiciado enquanto não houver despacho de pronúncia que o indicie; não é condenado enquanto não houver sentença que o condenae num exacto crime que lhe valerá o estatuto de criminoso e de recluso ( em caso de pena efetiva).
    Os «bartolos» que muito comentam e falam em perseguição política, e qual é o político que não se abriga nessa figura, se entendem que tudo é ilegal e monstruoso, que se unam em ação popular e procedam. Se estão tão seguros da inocência do cidadão, porque razão se quedam no comentário especulativo, qualificativo e quantas vezes insinuante e até afirmativo?
    Ó pazinhus, 31 de voca, meus, só pode, num é? Hum? O hegel erra um gajo ca pensaba demais, o tipu num tinha nada para fazere, tão a bere.

  19. Ignatz, refiro-me ao caso BPN respeitante à colecção BPN. Uma pevide perante os mil milhões em jogo mas que pode fazer correr muita tinta. Gostava de poder dizer mais. O caso BPN compõem-se de vários processos diferentes.

  20. d. olinda, desde cus papagaius saibam o que dizzem, num á pruvlema, o piiorre sãoe us burros armadus em intelectuaise. e olhe cu hegel num gustaba de aparenssias de amostras de intelectalerdas, hum, tá beie ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.