19 thoughts on “Perguntas simples”

  1. É por posts como este que o senhor não passa de um reles provocador, sem sentido.
    Por mim adeus, consigo nem vale a pena perder tempo.

  2. Comentador até certo ponto. Nem todos os que escrevem são comentadores. Isto não é para quem quer é para quem pode mesmo. Muitos tentam mas não conseguem.

  3. Val, não são só os policias à paisana infiltrados nas manifestações, pois o governo começou por dar o exemplo destruindo o país – como não serei capaz de o dizer melhor, aqui deixo a indicação do texto do blogue “O Jumento” de hoje!

  4. Existem alguns órfãos do socratismo, fardados de vitimização, vestidos de culpa não resolvida, prenhes de ódio e muito mau perder, atascados em mistificações sebosas e especialistas em branqueamentos socráticos, aqui por estas bandas?

    Não se acanhem …

  5. Sabem quem é o líder espiritual do guru desta vara de pobres diabos, em síndroma crónico pós-traumático em resultado do abandono precoce?

  6. porque nunca seria a mesma coisa … aqui tem outro sabor e nada melhor que encontrar um verdadeiro leprário onde somos amados e compreendidos. Kisssssss

  7. O berto leva o prémio: deu a melhor resposta possível ao preguntadeiro!

    E haja sempre esperança, que candidatos a berto nosso de cada dia é o que menos há-de faltar por esse solo pátrio…

  8. eu diria que é uma forma muito lusa de nos manifestarmos- manifs e referendos e votos, e isso assim, não tanto, porque há sempre coisas para fazer.

    Agora, arranjar uns esquemazitas a solo ou com os amigos para contornar e boicotar, isso é uma especialidade cá da terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.