Perguntas simples

Aqueles que adoram molestar as autoridades, que celebram o caos social, a interrupção dos serviços públicos e a destruição de lojas e mobiliário urbano, nunca vão de férias nem precisam de ir ao médico? Vá lá, ao dentista?

11 thoughts on “Perguntas simples”

  1. Boa pergunta, Valupi. Na minha imaginação questionadora, o a cena desenrola-se no cardiologista.

    [E, nesse meu devaneio perguntador, também aparecem neurocirurgiões completamente passados e vigias de passagens de nível cambaleantes, …]

  2. Pergunta ainda mais simples, quando um terrorista, um fascista ou um racista invoca em sua defesa os Direitos Humanos devemos fazer-lhe um manguito?

  3. Quanto à pergunta simples do dia: eles revezam-se; são bem organizados. Aliás, a organização é o seu baluarte. São como um exército, só que por uma causa podre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.