22 thoughts on “Perguntas simples”

  1. ya , os tipos jogaram tão mal que mereciam uma sova. ganham carradas de papel para esta treta ? umas reguadas e rua ! a seguir deviam levar os do benfica .

  2. Típica argumentação do homem que bate na mulher.
    A culpa é dela.
    Não prendam o gajo enquanto é tempo, não.
    Sabem como acabam as histórias de violência doméstica não sabem ?

  3. valupi, quantos jogadores já não provocaram adeptos das suas e de outras equipas e nunca foram despedidos? lembrtas-te quando o cantona deu um pontapé na cabeça de um espectador? foi despedido?
    já não percebo o que querem os sportinguistas do sporting, sinceramente. o bruno tem sérios defeitos e devia sair de presidente mas esse não é o vosso problema. o vosso problema é que ainda não apareceu ninguém melhor para lhe ocupar o lugar! e isso sim, é escandaloso!
    olha entretanto lembrei-me, e a corrupção de que falavas, valupi, já tá tudo provado ou quê? os envolvidos vieram dizer de sua justiça ou foi como nos casos relatados nos emails do benfica e ficou tudo calado?

  4. Com justa causa, ou sem ela, alguns poderão tratar da sua vida muito bem. Cada vez têm mais motivos para isto, que lhes vão chegando sem terem nada de fazer por isso.

  5. white block, tenho a impressão de que te enganaste na porta. Não represento os sportinguistas e estou-me a marimbar para a questão de saber quem deve ser o próximo presidente do clube. Tenho a certeza, seja ele quem for, de que vai ser infinitamente melhor do que esta alimária doentia.

  6. O futebol é o alter ego da sociedade, basta olhar para o estado sistema de justiça para vermos como este se projecta na eterna desconfiança que se manifesta na arbitragem e no jogo. Mas a comparação neste caso não se fica por aqui, como na era da mediatizaçao se perdeu a distancia e a medida, estamos a assistir a uma transposição dos métodos utilizados nas campanhas negras políticas para a remoção de um corpo incómodo ao sistema. Dá gozo verificar que neste país de fotocopias idênticas e certificadas haja um louco maverick que de luta. Claro que ele nunca se portou bem, mas nunca, não é de agora. O único problema foi não ter ido a Champions, a partir dai ele proprio não resistiu à sua própria pressão. Mas se se prestar atenção, no meio dos longos monólogos ele diz algumas verdades, e que sao questoes com um ambito social mais vasto do que o futebol e que a sua própria situação. Só que agora já não tem poder de inscrição. Foi accionado um qq package premium que envolve analistas, jornalistas, oportunistas e outros istas , praticando o segundo maior desporto nacional (maledicência) onde se dispensam equipas e o resultado é sempre certo. Aversão so risco e cobardia são os skills.

    A equipa do Aves já não existe, o resultado de hoje será uma vitoria ou derrota do Sporting. Joga consigo próprio. Desporto não é? Ahahah..nada disso, é só a confirmação ou não da ordem.
    Viva o glorioso! A perturbar o estabelecido desde 1904.

  7. Ontem houve uma manifestação de professores em Lisboa. Aderiram 50 000 professores à manifestação. Mesmo que fossem 1 milhão, a relevância dada pela comunicação social seria a mesma. As prioridades estão todas muito bem definidas.
    O sentido de dever moral em dar relevo a uma manifestação e torná-la útil foi em vão, totalmente dissimulado pelo futebol e casamento real. Todos os órgãos anuiram com a prioridade dos acontecimentos “solenes” e importantes.
    A rtp, pelo menos, deveria ter aberto o telejornal com isso e não com a depravação fanática do futebol.

  8. Quais são os atletas que a partir de agora, querem enfrentar claques que nunca foram tradição leonina desta selvajaria?

    Selvajaria abrilista!

  9. P: E se foi BC que tenha instigado à violência?
    R: Deveria ser preso e expulso

    A verdadeira anonima

  10. Porra, pá, ainda bem que falas na manif dos profs, Eduardo R.

    Tem muito que se lhe diga, uma manif onde o único móbil é o guito e o banal “venha a nós”, para mais da gamela pública, e onde quem se trama é apenas o Contribuinte que quer circular nas ruas e avenidas da Cidade, cuja manutenção paga, e vê o seu tempo desperdiçado e o da Polícia Municipal de Lisboa malbaratado a fechar artérias cruciais para a mobilidade, sem alternativas de espécie nenhuma. Lindo!

    Algum dia terá mesmo de ser repensada, a sério, a utilização das vias principais para a realização de manifestações de interesses particulares, em Lisboa (e não só).

    O Jardim da Estrela não servia? Ou a Alameda D. Afonso Henriques? E que tal o Jardim Mário Soares, não chegava? Ou até a Praça do Império? Enchessem o Parque do Tejo, ou o Passeio Marítimo de Algés…

    Agora bloquear meia Lisboa por causa de reivindicações particulares, não esperem que o zé pagante aprove.

  11. Valupi, não concordo que as teorias do senhor Henrique se apliquem ao Sporting.
    Suponho que também t estejas em discordância ,que não concordes com o que disse Maria Alexandre, embora não o tivesses dito, escrito o coisa que o valha.
    Quando não há explicação para o alho , chamamos o bugalho, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.