Perguntas simples

Se Marcelo não tivesse encerrado o caso Centeno quando declarou na quinta-feira passada (i) “Não me tenho pronunciado por uma razão muito simples: porque não há matéria para me pronunciar” + (ii) “Entendo que não há uma questão política que justifique que o Presidente se pronuncie sobre ele” + (iii) “Eu tenho acompanhado os factos, todos os dias, e olhando para os factos tal como eles se configuram hoje – desde o primeiro dia, mas até hoje – eu não encontro matéria politicamente justificativa de uma pronúncia do Presidente da República.“, quanto tempo mais demoraria a Procuradoria-Geral a arquivar o inquérito? Mais uma semana, duas, para assim ir alimentando a pasquinagem e a baixa política?

10 thoughts on “Perguntas simples”

  1. Pelo andar da carruagem estou mesmo a ver que ele também concorda com o cardeal quando este insinua que os casais recasados não devem acasalar, ou seja, devem viver como irmãos, deitando-se cada um na sua cama, ou então, na mesma cama, mas com um travesseiro entre eles. Haja Deus!

  2. a procuradeira geral foi momeada pelo cavaco para protecção de danos provocados pelo gang do bpn e o sindicato dos achadeiros têm tradição na bufaria ao presidente, portanto é natural que nestas ocasiões aguardem um sinal de belém que lhes ilumine o caminho para os presépios da maria. tá mal contado, mas percebe-se.

  3. oh , que fracotes magistrados que param logo os motores quando ouvem o pr. não vão longe na tentativa de prender o ps inteiro se continuam assim.

  4. Nota. Queria eu dizer, tem vergonha porque o senhor é um professor universitário respeitável e, ao contrário, a figura obsessiva que tu e a pandilha fazem aqui no Aspirina B é de gente que não bate bem nos cornos. Conselho de amigo (psi?), free.

    _______

    Ó Valupi: tem vergonha e deixa o Mário Centeno, pá, que ele não é da laia do José Sócrates.

  5. Boa tarde a todos… Valupi, sei que é uma provocação aos Viegas que frequentam esta “farmácia”… Mas não resisto a propor que de vez em quando – quando a mediocridade impera nos ataques que fazem às suas pertinentes análises – então refresque a memória dos “iluminados do MP” com esta sucinta e elucidativa lista dos ataques sempre contra o mesmo lado da bancada…!

    PS – Não pedi autorização ao autor “os sucessos do ministério público” para o copiar, mas considero que fez “serviço público” ao enumerar os casos de omissão e os casos de “forcing processual” do MP desde 2004…!

    Comentário incluido no texto “Cabrões do Pior”:

    “[“os sucessos do ministério público” –
    7 DE FEVEREIRO DE 2018 ÀS 20:34
    ò viegas pega aí os êxitos dos últimos anos da corporação que defendes.

    1 – inventona de belém, cavaco queixa-se que anda a ser espiado e o ministério público faz escutas ao sócras
    2 – cavaco faz permuta manhosa da vivenda mariani pela cena da coelha, 5 vezes mais área e qualidade superior, subavaliação à vista desarmada, papéis falsos, construção ilegal, etecetera & tal, ministério público investiga o freeporcos na base de uma denúncia anónima dum gajo do cds, que trabalhava no gabinete do santana lopes, em colaboração com agentes da judiciária.
    3 – cavaco e filha embrulhados numa história de mais valias nunca vistas com acções do bpn, nunca justificou a compra e muito menos a venda, ministério público investiga um sucateiro que deu uma caixa de robalos ao vara.
    4 – bes financia o genro do cavaco na compra do barracão atlântico, o banco faliu, não se sabe se pagou, se ficou a dever mas aparentemente aquilo é dele mais umas herdades que entretanto comprou. estranho para um gajo que só tinha credores à perna. ministério público investiga cartões de crédito dos ministros do governo sócras e guarda resultados na gaveta para melhores dias.
    5 – falência fraudulenta do bpn, gang cavaco à solta, só o oliveira casca foi dentro mas por pouco tempo e ainda gozou com a justiça, ministério público preocupado com 20 perguntas que não fizeram ao sócras nos últimos 10 anos de investigações e fugas ao segredo de justiça.
    6 – governo sócras muda localização do futuro aeroporto da ota para alcochete por pressão do cavaco, baseado em estudo pago pelo vanzelina, para os amigalhaços da primária do cavaco comprarem terrenos em alcochete com dinheiro emprestado pelo bpn. ministério público chamado a investigar sócras por negociatas com a elos e mais não sei quê relacionado com o troço do poceirão que foi cancelado pelo passos, negociata do sérginho com condições ruinosas para o estado.
    7 – desapareceram uns milhões com a compra dos submarinos e apareceram vestígios no cds por intermédio do capelo rego. idem com uns pãesduros, mais umas broas com armamento e sobreiros do bes. investigações borregaram, tudo gente séria. ministério público investiga sócras por suspeita de receber bué de milhões do saco azul do ges.
    8 – orlando figueira empresta dinheiro por baixo da mesa ao carlos alexandre e encaminha currículo do filho para a sonangol e é tudo normal. investigam-se cabras & cabritos.
    9 – passos vende a pt à azeitice por uma broa e o ministério público resolve investigar sócras porque não vender ao belmiro.
    10 – a corporação queria demitir o centeno por causa dumas entradas para a bola, mas como a coisa não tinha ponta por onde pegar, abortaram a coisa e meteram a bucha dos cartões de crédito do secretários de estado do socras.
    11 – rangel decide na operação marquês contra gosto da corporação, é investigado e buscas em direto na tv manhosa por uma cena que afinal ninguém ainda sabe o que é, mas que afinal pode não ter sido nada. dizem que havia um pacote com 10k euros na garagem.

    poderia ficar aqui a noite inteira a enumerar exemplos da luta contra a corrupção e prisão de poderosos, mas seria fastidioso porque começam e acabam todos da mesma maneira: ai-é-então-espera -aí-que-já-comes. “]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.