Peloponeso mensal

A TSF emite em directo os Debates Mensais na Assembleia da República. Foi assim na passada sexta-feira, Sócrates contra os exércitos de uma Oposição espartana em oposição. Estou certo de nunca ter ouvido alguém, fosse onde fosse e quando fosse, a soltar palavra e vagido que sequer por lapsus linguae ou homofonia se relacionassem com esse acontecimento onde a democracia se realiza numa das suas mais transparentes e nobres modalidades. Coisa para lamentar, pois o Debate Mensal assistido pela TSF é um misto de teatro radiofónico com escutas telefónicas. Há informações que só o timbre de voz consegue transmitir, passando despercebidas na mistura com a imagem.

Sócrates é muito irritante. Tem uma pose sempre no limite da arrogância possidónia, tendência que se tem agravado com a idade e os papéis do poder. Mas Sócrates torna-se simpático quando se irrita; o que lhe acontece com facilidade, de resto. Aí, o seu temperamento sanguíneo tem uma genuinidade que se distingue dos artificialismos da circundante pandilha. Sente-se-lhe o gosto em passar responsos paternalistas, exercício que atinge o auge quando a vítima é Marques Mendes. A sua voz também se modula de acordo com a bancada do interlocutor: o CDS é tratado com indiferença fria, o PSD com agressividade cúmplice, o PCP com petulância agastada e o Bloco com bonomia agreste. Toda uma paleta de fluxos emocionais a moldar a expressão retórica, desvelando matrizes e ofuscando paradigmas.

A oratória como virtude guerreira é noção que remonta a Homero. A virilidade convém ao político, ontem como hoje. Mas os Debates Mensais ainda não revelaram guerreiros dispostos a arriscar a vida pela Cidade. E os persas já iniciaram a sua maratona.

27 thoughts on “Peloponeso mensal”

  1. Valupi, eu acho que o Sócrates é genuíno também quando não se excita. O que, de resto, não o torna mais interessante.

    E daí… Já o vimos a mentir demoradamente. Isso, quando foi (suponho que no Porto) apoiar o Soares. Foi um brilhante exercício de embuste. E o engraçado era que o Soares (que de embuste percebe como poucos) parecia estar acreditando. Um espectáculo – que espero tenhas visto.

  2. Nunca ouvi, mas fiquei com vontade de o fazer. Só por curiosidade. Acho que assistir a cores na rtp 2 é sempre bem mais interessante.

    Seja como for, cada debate mensal é mais uma vitória de Socrates, que tem demonstrado, alem de boa preparação, uma enorme força de argumentação (a retorica, tudo bem; mas ela é necessária) assim como veneno q.b. Tem despedaçado o dr. Marques Mendes.

  3. Se a virilidade convém ao politico, por que é que os votos e opinões dos invertidos de direita e esquerda são considerados tão importantes nas sociedades “modernas”?

    Sócrates é muito irritante mas simpático quando se irrita? Wow!

  4. A descrição é tão boa que já mereceu um rasgado elogio de JPP. See, he can even recognise other people’s talent (deve ser por aquela parte respeitante ao Granda Nóia).
    Ó Dona Ermelinda, essa dos invertidos é digna de uma dona de casa esmerada.

  5. Bom dia a todos

    Chamo-me Daniel Estulin. Sou o autor de “Clube Bilderberg – Os Senhores do Mundo”. Devido a algumas informações muito perturbadoras que temos recebido dos nossos amigos em Portugal, estou a escrever a todos os bloggers portugueses a pedir ajuda.

    Recebi informações de alguém que trabalha para a Temas & Debates em Portugal que os editores receberam FORTES PRESSÕES de membros do governo PARA NÃO VENDEREM O LIVRO acerca do Clube Bilderberg. Aparentemente este apanhou mesmo o governo de surpresa e assustou-o. Têm medo que este se torne num fenómeno mundial. De facto, está a tornar-se num fenómeno mundial, uma vez que foi editado em 28 países e em 21 línguas.

    Esta carta é um pedido de ajuda. Por favor enviem-na a qualquer pessoa disposta a lutar pela liberdade de expressão. O governo e o meu editor em Portugal, Temas & Debates, estão a tentar sufocar este livro porque têm medo que este possa criar uma base que se transforme num movimento populista em Portugal, como já aconteceu na Venezuela, na Colômbia e no México, nos quais a primeira edição esgotou em menos de 4 horas e causou manifestações em frente das embaixadas dos EUA, algo que, como é óbvio e devido ao bloqueio da comunicação social, você não viu nem ouviu na televisão nem na imprensa nacionais.

    Se não enfrentarmos estas pessoas da Tema & Debates e do governo elas irão vencer esta luta e nós, o povo, ficaremos UM POUCO MENOS LIVRES E UM POUCO MAIS PODRES INTERIORMENTE.

    Peço a todos aqueles que queiram ajudar que:

    1. Apelem a todos os bloggers que por aí andam a telefonarem para a Temas & Debates e perguntarem o que se passa e a EXIGIREM que vendam este livro. Já contactei todas as pessoas que conheço pessoalmente e estas estão a organizar uma campanha de telefonemas e de envio de cartas PARA TELEFONAREM OU ESCREVEREM À TEMAS E DEBATES E EXIGIREM UMA EXPLICAÇÃO.

    2. Estão dispostos a telefonar aos vossos contactos na imprensa, aos vossos amigos e aos amigos dos vossos amigos e verem se estão dispostos a publicar esta história e em ajudarem? O que o editor e o governo mais temem é O ESCRUTÍNIO PÚBLICO E A ATENÇÃO INDESEJADA.
    Quantas mais pessoas telefonarem e assediarem o editor, e o governo, menos possibilidades terão eles de levar essa tarefa a cabo. Se não fizermos algo seremos tão só MENOS LIVRES NO FUTURO. É ESSE O OBJECTIVO DA BILDERBERG. MAS NÃO É ISSO O QUE EU QUERO PARA OS MEUS FILHOS.

    Com base nas nossas fontes no Porto e em Lisboa, descobri que a muitas pessoas têm ido à FNAC à procura do livro mas que, de acordo com a FNAC, “o editor, por qualquer razão, não está disposto a vendê-lo.”

    Posso dizer-lhes, por experiência própria em Espanha, que esta pressão funciona. Inicialmente a primeira edição foi de 4.000 exemplares que se esgotou num dia. A Planeta (a editora espanhola – nota do tradutor) estava a ser MUITO vagarosa no reabastecimento das livrarias.

    Organizamos uma campanha massiva na comunicação social na qual isto quase se transformou num ponto crucial para a liberdade de expressão. E funcionou. A Planeta cedeu, o livro avançou e actualmente foram vendidas mais de 65.000 cópias. Também podem divulgar este número na vossa página.

    Além disso, estou a organizar uma série de seminários em Portugal para falar sobre os Bilderbergers e os Planos da Ordem Mundial. Esta atenção indesejada irá irritá-los profundamente. Os Bilderbergers são como vampiros. O que odeiam mais que tudo na terra é que a luz da verdade brilhe sobre eles.

    Adicionalmente, se isto resultar em Portugal, irá enviar uma dura mensagem a outros países que desejem ceder à pressão dos membros do governo ou a quem quer que seja.

    Agradeço-lhe adiantadamente e estou disponível para o que possam desejar da minha pessoa.

    Daniel Estulin

  6. Que grande aldrabão o Daniel Estulin. Eu já li o livro e é uma bela merda! O homem quer é publicidade. Vocês compram a merda e depois já não vos devolvem o dinheiro. Ó daniel, tens um bom remédio. Abre um Blog e coloca lá o texto. Tu queres é ganhar dinheiro!

  7. O que tu estás a dizer é mentira. Eu comprei o livro na FNAC de Cascais, mas já estou arrependido. Nem escreveres sabes!

  8. “o CDS é tratado com indiferença fria, o PSD com agressividade cúmplice, o PCP com petulância agastada e o Bloco com bonomia agreste.”
    Muito bem observado. …com bonomia agreste… lol

  9. Fernando, vi esse momento, sim. Mas que a política é representação, no seu duplo sentido, não está sequer em causa. A mentira em política é apenas um outro modo de enviar mensagens. O interesse dos debates está no elemento espontâneo e imprevisível que permite a radiografia dos circuitos emocionais.

    Tiago, concordo. Sócrates está a sair-se muito bem, mesmo contando com a favorável conjuntura onde a oposição repete erros e vícios antigos.

    Ermelinda, a questão que colocas revela um gravíssimo défice de virilidade.

    Isabela, gostei do teu blogue.

  10. Sócrates é irritante,arrogante e o seu estado tem-se agravado com o tempo.Mas não se esqueçam da sua outra virtude:SABE MENTIR genuinamente.Não haverá aumento de Imposto…
    ah!ah!ah! onde é que eu já ouvi isto? Ele prometeu e nós acreditámos .

  11. Sócrates tem muitos defeitos, mesmo em termos de discurso pois cai, or vezes, no tal paternalismo de quem é o único que percebe a verdadeira realidade.

    Mas não me lembro em Portugal de termos tido um primeiro ministro tão bom quanto este, mesmo na capacidade de discursar.

    Também confesso que recordo mal os tempos da Pintassilgo… mas depois disso.

  12. é como Mourinho. Os que marcam a diferença sao sempre criticados pelos invejosos. E quando as coisas correm mal vao ser esses os primeiros a atirar pedras. Vim aqui parar pelo abrupto. Esse é um dos que “odeiam_” Socrates. Deve ser inveja pura.

  13. Valupi,

    Tens quase razão. Virilidades não se mantêm sem défice indefinidamente. Foi por isso que se criou o rosa político, hoje muito em voga entre os troca-tintas democráticos. No meu caso específico, ainda ando a sofrer miasmicamente da vaginalite que me atacou a túnica há muitos anos aquando da grande partida dos jactos para a India, que viémos a perder, apesar da bravura de marinheiros com pernas decepadas pela metralha de Nerhu e dos gritinhos histéricos das minhas amigas do Movimento Nacional Feminino.

    Euroliberal,

    Com tanta gente que anda por aqui a mentir, fico sem saber a quem é que te referes. Estende-te, ou, se quizeres, dobra-te. É a única maneira de se ver a cara do teu argumento.

    Veilchen,

    O homem é conhecido internacionalmente.Só por curiosidade, poderias mostrar-nos alguns exemplos das merdas que encontraste no livro? Se não responderes, parto do princípio que aquilo que escreves é que é, de facto, esterco.

  14. Quem critica são os “funcionários públicos” (deputados, directores, varredores, …ores, …ores, etc)
    Isto porque não podem ver os outros a trabalhar, que ficam logo danados, pois como não querem trabalhar não querem que os outros trabalhem…
    Já repararam que estão-se a tomar atitudes de firmeza e força, que politicamente podem prejudicar a actual cor politica do governo? Viu-se isso nas 2 ultimas eleições…mas Ó senhores do laranjal e companhia, enquanto vocês estão com tretas as coisas vão-se fazendo…e se daqui a 3 anos isto começa a entrar nos eixos vocês vão precisar de muito sulfato e adubo para de levantarem… Acho que JÁ É TEMPO de remarmos todos para o mesmo lado…

    Um abraço,

    PSilva

  15. Manecas,

    que a Dona Ermelinda não é a Barbuda da Riapa já você devia ter depreendido, se a lesse com alguma calma.

    Mas sempre lhe acrescento que a «Ermelinda» é o actual atavar de um velho amigo nosso por estas bandas e pelo saudoso BdE.

    Vá vendo. Desenvolve-lhe o discernimento.

  16. Só um comentário a quem escreveu a Daniel Estulin “nem escreveres sabes”, deveria ter escrito, “nem escrever sabes”.
    Só por causas da escrita.

  17. Veilchen “a tua estupidez mete medo”.

    Euroliberal, não sabes o que dizes, o livro foi censurado e eu como a pessoa que mais pressionou a Temas e Debates e a Editora Civilização para o voltar a pôr nas bancas sei disso bem. Quanto a não saber escrever se fores inteligente saberias que o Daniel Estulin não é português e alguém lhe traduziu isso e, mas parece que também não sabes escrever, que medo!

    Agitar Moles “a tua ignorância é atroz e também mete medo”.

    Vocês três são o exemplo puro do que os projectos de lavagem cerebral de massas de instituições do Bilderberg como o Instituto Tavistock, para tristeza da humanidade foram bem sucedidos. E são sem dúvida uma vergonha para a nossa geração.

    Saudações a todos os que conseguem analisar e pensar o que é coerente por si e não são carneiros do sistema instalado.

  18. Corrijo a minha terceira frase pois por lapso comi a palavra: “realizaram”

    Vocês três são o exemplo puro do que os projectos de lavagem cerebral de massas de instituições do Bilderberg como o Instituto Tavistock (realizaram), para tristeza da humanidade foram bem sucedidos. E são sem dúvida uma vergonha para a nossa geração.

    Atenciosamente e parabéns pelo blog.

  19. De facto as pessoas que pensam que a sua vida é feita por eles é porque não sabem olhar á sua volta.
    Não só Daniel Estulin mas também James tucker (american Free Press)Dr. John Coleman, Aaron Russo todos estes nos tentam dizer algo..há quem não entenda o quê, aqueles que lhe chamam de mentiroso é porque ainda nem tiveram a displicência de escrever bilderberg num youtube (talvez se admirem com o que aparece e possam ouvir) ou em sites como a Americanfreepress que lhes explica o que quiserem saber em relação a assuntos que passam ao lado das pessoas. Ou ainda são daqueles que acreditam que as torres gémeas foram destruidas por um qualquer muçulmano escondido nas montanhas do afeganistão, se acreditam então…existe o pai natal para vós.
    Vejam o documentário zeitgeist ou Aaron Russo America freedom to fascism, de certo que se questionarão sobre factos…e já agora são 22:51 de 20 de setembro (reparem bem na data)e o livro não é encontado na fnac online de portugal…estranho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.