15 thoughts on “Pela tua saúde, vê isto”

  1. É verdade, Valupi, É ESPANTOSO….
    Eu “apanhei-o” logo que o canal 2 o emitiu…e gravei para o rever de vez em quando, tal é a força daquelas mulheres, apesar dos dramáticos periodos que passaram nas suas vidas (ou até talvez por essa razão!).
    ….Como comentário aos tempos de guerra que passaram….e os tempos que estamos a viver na Europa , apetece dizer que a humanidade/ os homens não aprendem realmente nada com os erros do passado!…E não podemos só acusar os politicos! SÃO AS POPULAÇÕES QUE ELEGEM CADA VEZ MAIS GENTE MEDIOCRE E COM IDEOLOGIA EXTREMISTA DE DIREITA! … E COM TODA A “MONTAGEM” DA COMUNICAÇÃO SOCIAL, PAGA PELO PODER FINANCEIRO – O VERDADEIRO PODER NOS E.U.A. E NA EUROPA!

  2. depois de ler a penelope sobre o abominável homem das neves, isto foi como lufada de ar fresco que nos anima a alma.

  3. Obrigado Valupi, por partilhares tão emocionante momento com todos nós. Não tinha visto este programa na 2 e que falta que ele me teria feito se o não visse.

  4. :-) olhos que brilham, alegria que grita. quem me dera privar com ela e com as amigas só para ouvir – ouvir histórias e o resto. :-)

  5. Vi na TV.
    Rebonei para ver o início.
    Sem dúvida é em casa, e no seu ambiente que se formam grandes ou pequenos seres.
    Deveria fazer parte dum curso para formação de pais.

    Bastou um “qualquer” jardim das delícias no berço de Leonardo DiCaprio para fazer dele alguém melhor preparado para profissão e meio em que ganha a vida.
    Não é na escola é em casa que se educa a abre caminho a BOAS CABEÇAS.

  6. que estúpida comparação, ignatz. entre o dar, uma, e o receber, outra, a única semelhança é, mais ou menos, a idade. :-)

  7. estúpida és tu. o filme da alice é propaganda sionista paga por judeus e tinha como objectivo ser curta metragem do ano em que foi apresentado. não nego o holocausto e as perseguições aos judeus, mas tenho mais respeito pelos afro-americanos e na luta pela igualdade dos direitos civis. questões de gosto que a tua estupidez não atinge.

  8. a minha estupidez focou-se no que, para mim, é essencial: no amor e na alegria pela vida. e pelos pormenores que lhe saem dos dedos para nos entrar nos ouvidos e na pele da alma. ó. :-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.