Pedro Silva Pereira não tem medo do passado, é por isso que contamos com ele para o futuro

Arnaut é um espécimen perfeito para se dissecar o cadáver intelectual em que se tornou o PSD desde a fuga de Barroso. Ei-lo aqui frente a Silva Pereira a desfilar abrutalhado a sua impreparação, a sua ignorância, a sua provocatória e obscena paródia a respeito da calamidade em que o País se encontra por exclusiva responsabilidade do seu partido.

Estamos em Janeiro de 2013 e Arnaut permite-se justificar qualquer erro e desvario do Governo com a cassete da “bancarrota”, das “gorduras”, do “regabofe”. Chega ao ponto de subsumir as políticas do Executivo na expressão “ter de se pagar a factura”. Toda a sucessão de acontecimentos e revelações desde Março de 2011 é por ele apagada, ficando só a diabolização do PS. Que credibilidade merece um político que insulta a inteligência alheia com a naturalidade de um troglodita? Em Portugal, muita. Apenas uma minorca minoria tem consciência das consequências do chumbo do PEC IV e da entrega do poder ao casal Passos-Relvas.

Assim como não estávamos obrigados a ter ido para eleições a meio de uma legislatura e a assinar um Memorando nas piores condições possíveis, tendo sido essa a escolha da oposição e do Presidente da República, igualmente não havia só uma forma de cumprir o acordo com os credores, tendo sido esta a escolha do Governo e da maioria. As diferenças medem-se em vidas arruinadas, vidas separadas e vidas destruídas.

Quem se esquecer de como chegámos aqui, para recuperar o slogan dos traidores, vai continuar a ser vítima dos mesmos e do mesmo.

10 thoughts on “Pedro Silva Pereira não tem medo do passado, é por isso que contamos com ele para o futuro”

  1. Ao ler palavras como as suas, Valupi, apetece voltar a acreditar que ainda há “homens” na política. Silva Pereira será um deles. Nunca, como agora, a “má moeda” circulou, forte, na Presidência da República, no Governo e, em larguissima maioria, no Parlamento. Bem queria acreditar que ainda fossemos a tempo de fazer reverter a situação criada pela “má moeda” do cavaquismo todo-poderoso e vencedor em toda a linha. Um Silva Pereira é demasiado pouco para tanto Relvas, à esquerda como à direita. Atenta na nulidade eleita pela elite militante do PS: Seguro! Meu caro Val, isto tira a fé a qualquer um.
    Obrigado pela lucidez das tuas palavras.

  2. isto não foi um debate,foi uma cabazada.silva pereira é um dos candidatos,pois há mais,antonio costa o proprio jose socrates que pode fazer o que mario soares fez quando se candidatou mais do que uma vês a pm.quanto a ministros o governo anterior tem la muitos: santos silva,. antonio mendonça,vieira da silva,paulo pedroso ,ferro rodrigues maria de lurdes rodrigues paula vitorino correia de campos e mais gente desta nova geraçao.há muita relva porque há muita merda a descoberto e que todos os dias somos penosamente obrigados a ver na tv.já agora gostaria que me apresentassem nomes para um governo do pcp ou do bloco ou dos dois em coligaçao para os portugueses saberem o que lhes podia sair na rifa.estou convencidissimo que teriam que recorrer aos “homens da luta”,por falta de gente com credibilidade.

  3. O pior é, como vimos, quem não tem razão, mas muita impreparação grita para silenciar as vozes dos que conhecem e sabem qual é a verdade. O povo só ouve os gritos dos demagógicos.É sempre assim quando aparecem os Arnaut nos media. Os moderadores nem moderam nada e deixam seguir as atoardas. Porcaria de país!

  4. O baronete arnaut é o expoente intelectual do PSD, tem muitos seguidores, lembro
    que na campanha eleitoral foi da “chaminé” dele que saíu a comparação com Drácula!
    Está habituado a ir ao programa do Crespo na SIC-N, onde tem maior “cobertura” e,
    adversários menos empenhados, sendo muitos os dislates que lá vai debitando!
    Hoje em dia só se deixará enganar quem quizer, está provado que não existe um pen-
    samento sobre social democracia logo, até o nome do partido é falso e enganador!
    Deste partido, temos o pior P. R. de sempre e, um des-governo ao mais baixo nível e
    competência desde Abril 1974 !!!

  5. Triste país ao qual cabem em sorte “políticos” destes. Uma verdadeira desgraça a miserável “direita” que este desgraçado tão bem representa e que Portugal desde sempre teve a infelicidade de suportar. Este alarve mente, despudorada e demagógicamente, sabendo bem a incapacitadade de sentido crítico da imensa maioria dos que o ouvem.

  6. Já podemos ver araras e papagaios sem ser no jardim zoologico…basta ver estas araras a falar.
    METEM DÓ espero que votem em branco como eu faço já á algum tempo, para ser representado por energumenos destes mais vale uma cadeira vazia.

  7. O maior erro de Sócrates foi ter cedido e assinado o memorando da troika, porque a verdade é que assinou e não poderia ter assinado. Foi um erro histórico e um estigma que marcará para sempre o PS. O mais preocupante é que o PS, apesar de muito reclamar, não tem uma posição absolutamente clara sobre a demissão deste governo. Veja-se inclusivamente que nesta entrevista, Silva Pereira, quando instado sobre a demissão do governo em caso de chumbo do OE pelo TC diz “vamos ver”, quando se esperaria uma resposta do tipo “independentemente da decisão do TC a demissão deste governo só pecaria por tardia”. Porque vacila Silva Pereira a propósito da necessidade de demitir este governo? Por questões de mera tática partidária?

  8. oh antunes! quem pede a demissão dos governos, duas vezes por mês, são os irresponsáveis do pcp e do bloco e não é por aí que os governos caem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.