Paulo Rangel e a asfixia sexual

«"Hoje é mais fácil", diz Paulo Rangel sobre a sua assunção como homossexual em 2021. Esqueceu-se de dizer porquê. Numa entrevista em que falou sobre a necessidade de aprender a pedir desculpa, não lhe ocorreu reconhecer que se hoje é mais fácil, para ele e para todos os homossexuais portugueses, se o país mudou, não foi graças à sua ação política.»

Paulo Rangel e a luta pela igualdade

Paulo Rangel vai ser o próximo infeliz a tentar aguentar o PSD enquanto Passos Coelho tenta aguentar-se como messias à espera que Costa saia da arena das legislativas. Não há mais ninguém, mais nada, no laranjal. 15 anos de ubíqua indústria da calúnia, golpadas mediático-judiciais e traição ao bem comum trouxeram os direitolas a este deserto sem oásis.

Ora, quem é o Paulo Rangel, politicamente falando? Trata-se de uma das mais tóxicas personalidades da direita portuguesa, uma picareta falante que não tem qualquer ideia para benefício dos mais carentes ou da classe média que seja possível recordar. A sua práxis como figura grada do PSD consiste numa obsessiva e chungosa litigância – a qual define não só o seu modo retórico como a sua valia cívica. É um sósia mental do Nuno Melo, ambos incapazes de pensar a comunidade para além do niilismo que reduz a política à luta tribal do poder pelo poder, e onde a regra de ouro é o apelo ao ódio.

Agora que a sua sexualidade foi usada para um ataque político canalha, e que a vítima deu um golpe de judo no atacante, convém registar que o mais importante do episódio não está no que foi capaz de dizer a respeito da sua orientação sexual. O mais importante é o que continua a calar a respeito do seu erotismo populista, como inveterado hipócrita que é.

E consiste nisto: se o deixarem, vai foder-nos.

18 thoughts on “Paulo Rangel e a asfixia sexual”

  1. “Agora que a sua sexualidade foi usada para um ataque político canalha, e que a vítima deu um golpe de judo no atacante…”

    não está provado que não tenha sido encenação para lançamento da sua candidatura. só entubaram um vídeo do gajo supostamente bêbado em bruxelas e ninguém investigou quem foi o autor da brincadeira. se havia explicações a dar seria sobre a bebedeira. as explicações sobre a sua homossexualidade só têm lógica quando aparecer um vídeo do gajo a levar no cu. essa conversa é boa para atrasados mentais que andam com o correio da manhã debaixo do braço à falta de argumentos para fazer campanha pela direita.

  2. concordo com tudo , mas não percebo isto “a sua sexualidade foi usada para um ataque político canalha”. é por causa do que o Magalhugo disse ? não faz mal ser gay , mas faz mal ser masoc ? qual é o critério para distinguir as práticas sexuais boas das más ? pensava eu que era unicamente a falta de consentimento …mas parece que há mais alguma coisa. é o quê?
    de todos modos tendes memória curta , pq há muitos eurodeputados que é tudo ao molho e fé em Deus :

    https://www.elmundo.es/internacional/2020/12/01/5fc62cce21efa05e678b4663.html

  3. 1 – rangel como qualquer outro cidadão europeu tem direito à orientação sexual que lhe apetecer e fazer o que quiser com o seu corpo sem ter de prestar satisfações a ninguém nem ver os seus direitos diminuídos por isso.

    2 – como cidadão português e europeu tenho direito de saber, face aos rumores confirmados pelo euro deputado, se o mesmo foi eleito para ir fazer turismo sexual & copos para bruxelas ou trabalhar no parlamento europeu, pois até agora o único trabalho reconhecido foi vagabundagen e uns ganchos nas têves a chafurdar na vida dos opositores, coisa de que agora se queixa.

    3 – como contribuinte português e europeu tenho o direito de desconfiar e perguntar se a vida íntima do deputado é suportada do seu bolso ou entra como despesas de representação. lembro que o ministério público investigou o uso dos cartões de débito de anteriores governantes sem motivo aparente.

    4 – se o eurodeputado rangel, durante o período de confinamento, frequentou em bruxelas algum clube de bdsm e se praticou actos sexuais respeitando a distância social e o uso de máscara ou se esteve nalguma festa clandestina e teve que fugir pela janela quando a polícia apareceu.

    5 – se tem algum processo de infracção por incumprimento das regras covid em bruxelas.

    6 – se alguma vez esteve de quarenta ou suspeito de infecção covid.

    desde que não seja eu a pagar e que o gajo não ande para aí a infectar o pessoal com as suas libertinices tou-me borrifando para a gastronomia sexual do moço.

  4. 7 – Esqueci-me de dizer que, sendo eu um paneleiro praticante, tenho todo o direito de chafurdar num post Valupiano digno da mais saborosa merda que me tem sido dada a provar.

    E ai da Fernanda Câncio e da Isabel Moreira se se meterem ao barulho, suas cabras!

  5. “Quando Aguiar-Branco foi nomeado Ministro da Justiça do XVI Governo Constitucional (PSD/CDS-PP), este indicou Rangel a Pedro Santana Lopes, para ser Secretário de Estado Adjunto da Justiça do mesmo governo.”
    “Depois da queda do governo de Santana Lopes, Rangel foi incluído nas listas do PSD para as legislativas de 2005.”
    José Sócrates sobre Santana Lopes: “Na televisão insinuou num debate que eu era homossexual, queria que eu dissesse que era, era isso que ele queria. O bandalho! E com o Diogo Infante, pessoa que nunca conheci e com que nunca falei na minha vida!”.
    ????

  6. Eu pecadora me confesso não vi/ouvi a entrevista. Tal como em outros comentários, não só nos meus, atiro sem conhecer a matéria em causa. Só que neste caso sinto-me a vontade pois de matéria em causa ninguém fala, ou porque não há por Rangel não ter dito nada de novo, ou porque a entrevista foi transformada numa espécie de uníssono Ooohhh como se a homossexualidade de Rangel fosse algo de desconhecido a ter que ser trazido para a discussão. Gente a homossexualidade é um não assunto, quem vier mandar bocas a José Magalhães fica mal visto. Rangel não peca por ser homossexual peca por ter o costume de zurzir os opositores do alto da sua vozinha nasalada. Por ser percursor no discurso da direita mais trauliteira e que agora se anda a chegar ao Chega. José Magalhães caladinho eras um príncipe

  7. Porque é que é um ataque político canalha?
    Ele é um dos políticos que mais ataques canalhas faz aos adversários, e agora fica ofendidinho é?
    Deixemo-nos de hipocrisias, ele pode ser bêbado, pode ser homossexual, pode ser drogado, pode ser o que ele quiser, não pode é utilizar o cargo para enxovalhar Portugal. Se quer fazer essa vida, saia da política e não ande a desbaratar os dinheiros públicos em bares gays.

  8. Vou fazer uma confissão e espero recompensa: sou lésbico, toda a vida fui lésbico e hei-de morrer lésbico. Gostaria de bater a bota a lesbicar, mas o mais provável é bater a bota a mijar nas botas. Adeus, mundo cruel! Quer-se dizer: adeus, mas não para já.

  9. Do Rangel só recordo um discurso empertigado com que emporcalhou as comemorações oficiais do 25A na AR. E também umas ignóbeis porcarias que disse no parlamento europeu, já nem sei sobre quê. Se o laranjal só tem esta ratazana para substituir o Rui Rio, é a última miséria.
    Irá o PSD morrer às mãos dos abortos políticos que criou nos últimos 20-30 anos, como o Coelho, o Rangel e o Ventura?

  10. duas pessoas ( V & Cancioneiro ) a aproveitarem uma coisa que não interessa para nada, apenas para virem verrinosamente atacarem um fulano, e fazendo-o de modo a tentarem fazer passar a ideia de que não o estão a fazer .
    A seguir, virá Passos declarar que é careca . O que é publico e notório.
    Vai o Cancioneiro então dizer que é um hipocrita porque nunca fez nada em prol da investigação relacionada com o tratamento capilar ?
    Ora precisamente ele, que praticou uma política de pôr os cabelos em pé ?
    Haja pois, mais cuidadinho com aquilo que se escreve .
    Ioda-se, as coisas que um gajo aprende aqui …

  11. A ociosidade é uma coisa muito triste, e induz altos eruditos a pensar em cabeças carecas, ou ainda, a pensar com a cabeça careca, sobre os direitos das minorias em democracia! Não leu o artigo da FC…depois é isto, ou seja, nada….

  12. enquanto se fala aqui destas pintelhices, nao se fala do essencial, que é aquilo que o Vamoláver pode e deve fazer ( que políticas) para colocar o PS no rumo e no lugar de um partido genuinamente de esquerda e não um embuste do género PPD versão b.
    se se conseguir esse desiderato o Aventura desaparece e o populato (congénere lusitano do emirato) Aventurista desaparece.
    quando e se se conseguir isso então terei todo o prazer em vir aqui e satsfeito.
    infelizmente, a saga continua, agora é o que ficou de Sampaio …
    Em fim …

  13. É verdade Júlio; foi o discurso na AR e depois mais ou menos repetido na UE em forma de menino-queixinhas acerca da asfixia democrática que fez delirar o mundo dos media e o Pacheco Pereira, agora também queixinhas de medroso devido ao radicalismo xunga que ajudou a criar.
    Afinal, sabe-se agora, que o que o afligia era um outro certo tipo de asfixia não política mas pessoal; ele não confundia os tipos de asfixia mas quis deliberadamente fazer inversão de sentimentos como é próprio dos pequenos batoteiros políticos sem escrúpulos.

  14. Sempre foi um histérico e um caluniador profissional, nunca lhe vi um rasgo de inteligência política. O PSD só tem gente “desta”, sem ideias, sem saberem o que é oposição política…… a opção sexual é lá com ele…..não preciso de saber os pormenores sórdidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.