Paula Teixeira da Cruz, um exemplo a seguir

A Ministra da Justiça fez a maior reforma dos últimos duzentos anos. Em resultado dessa homérica obra, a Justiça portuguesa recuou dois mil anos. Os processos pura e simplesmente desapareceram do mapa à escala nacional. Que fazer a seguir? Uma ministra normal, sem o estofo desta, teria pedido a demissão, e só depois pediria desculpas. Mas isso seria uma atitude típica do tempo em que reinava a impunidade. Pelo que Paula Teixeira da Cruz começou por pedir desculpas e depois resolveu impor a si mesma o maior castigo imaginável para tamanha irresponsabilidade: pedir a um socrático que a viesse salvar. E ele veio, e ele retirou a Justiça do caos.

Agora só falta aplicar a mesma solução nas restantes áreas governativas, começando pela Educação de forma a evitar que apenas no terceiro período todas as escolas tenham todos os professores. Ao contrário do que disse essa espécie de Presidente da República, problemas como estes não são “recorrentes“. Problemas como estes que conhecemos em 2014 são originais e pressupõem um uso da matemática que transcende a racionalidade humana. São o fruto da “revolução liberal” que veio para acabar de vez com o Estado, e cuja doutrina um dia – um dia! – ainda fará escola numa universidade em Cabo Verde.

11 thoughts on “Paula Teixeira da Cruz, um exemplo a seguir”

  1. Claro que cavaco, em desespero de auxílio ao governo incompetente, tinha de mentir também com quantos dentes tem na amarga boca.

    A verdade é que RECORRENTE é a sua falta de carácter.

  2. portugal na bolsa,foi o pais com mais quedas nestes ultimos dias.ontem e hoje perdeu cerca de 7%.isto quer dizer que os investidores tambem já não acreditam na politica de passoscoelho e por isso fogem de portugal. a justiça deu mais um bom post a valupi.a ministra, não sai, por que pensa, que ainda está a fazer justiça na tv, tendo como advogado de acusação ,miguel sousa tavares(o homem que para vender um livro,deu a vitoria a passos coelho no debate com socrates nas últimas eleiçoes) por ultimo,cavaco silva é um homem pouco serio há muitos anos.não me lembro, e com menos meios informaticos que tal tenha acontecido nos ultimos 30 anos.

  3. como responderia a este comentario?
    Francisco Sousa ·
    Os Países mais democráticos e desenvolvidos do mundo, não têm como regime o socialismo. Por isso são efectivamente desenvolvidos. Dou como exemplo alguns países, como em quase toda a Europa democrática, EU, Canadá, Japão Coreia do Sul, Austrália e muitos outros. Ao contrário Países onde perdura o socialismo ou a esquerda, é só miséria, pobreza, fome e desgraça. Em Portugal estamos em período de austeridade, motivado pelo despesismo socialista a troco de votos. Este governo está a governar e a corrigir as asneiras socialistas que nos têm desgraçado nos últimos 40 anos. Chega de tanta asneira e espero sinceramente que o povo nas próximas eleições esteja atento e não se deixe enganar novamente por banhas da cobra que estão mais em defesa do partido do que o País. PARA BEM DE PORTUGAL.

  4. Fernando, de certeza que só chegaste agora cá a Portugal e acreditaste no que disse a trempe passos/cavaco/portas. Se cá tivesses estado há mais tempo só a má-fé te poria a debitar as parvoíces que escreves.

  5. ” E ele veio, e ele retirou a justiça do caos”
    Muito bom. Sendo verdade, a frase transportou-me para a religiosidade.

  6. A PTCruz tem toda a razão: não devem existir registos históricos nos últimos 200 anos que a Justiça tenha estado parada tanto tempo como o que vai estar agora.

    E o NCrato até é muito honesto: -Se não consigo resolver a fórmula da contratação passo a bola para os directores de escola. E se não conseguirem resolver os problemas até segunda-feira demitem-se. Ou demitir-se-ão. E aprendi muito nestes três anos, retirem-me setecentos milhões no OE15 porque para o ano a escola pública só vai começar em Janeiro. Ah… e 0,1% no orçamento do ensino superior para eles perceberem que não me enganei este ano quando lhes cortei 30%.

    Existe um equívoco que recusamos admitir de há três anos a esta parte e que muito nos ilude: o PPCoelho não é deputado mas também não tem trabalho remunerado. Ele limita-se a colaborar na ONG – O Não Governo da SÂOBENTOFORMA. Recebe as deslocações em económica e uma pequena avença para, de vez em quando, poder pagar o café e o queque à Angela e ao Durão.

    Se é verdade que o PPC nos vendeu rato por coelho, convenhamos que a sua estratégia resulta de uma esperteza racionalmente elaborada: afinal para quê instalar universidades e outras infra-estruturas em África, na Ásia ou noutro lugar qualquer (como supostamente pretendia a TECNOFORMA) se temos isso tudo aqui? É só convencer os chineses, os africanos, os sul-americanos e quaisquer outros interessados a comprá-las. E ainda damos vistos gold para a UE.

    Já o Cavaco, mais dedicado à economia, preferiu optar pela OPA – O Presidente Amnésico da BELÉMFORMA: em menos de dez anos já esqueceu aquela história que eletanto gostava de contar para outro a executar: a moeda. rebébéubéu… existe a boa e a má. rebébéubéu… e a boa expulsa a má. Rebéu!

  7. Ó Fernando estás a chamar socialistas ao jardim, ao cavaco, ao oliveira e costa e a todo o gang que comeu na sua gamela?

    Se não fosse ridículo até davas vontade de rir…

  8. fernando,vai para o hospital pois deves estar com ébola! já não dizes coisa com coisa.os regimes ditos socialistas nunca existirem,o que houve foi embustes como este que estamos a viver.o ps não deixou divida,o psd+ cds+bloco e pcp é que quizeram que ele deixasse ,, e por isso interromperam o mandato do governo socrates quando ainda faltavam dois anos para terminar os 4 anos para o qual foi eleito com o voto do povo? vamos ver se percebes:vais ao banco e pedes um emprestimo para comprar a tua habitação.o banco dá-te a massa e tu compras casa a pagar em 4 anos,ao fim de dois anos és atropelado por quatro fdp de 4 partidos diferentes e morres:pergunto,de quem é a responsabilidade pelo não pagamento da divida? o atropelado ou quem o atropelou? vês co sabes! termino com esta questão. se o parlamento por motivos que até se justificam chumbasse o governo actual e ele pudesse cair.sabes qual era o valor da divida publica que os portugueses tinham que pagar? 135%do pib e estamos muito bem .na bancarrota estavamos em 2011 com uma divida publica de 94% do pib. o problema em 2011,foi a divida privada dos bancos que já não tinham condiçoes de se financiar lá fora. Nota: o grave, é que houve eleiçoes, porque passos coelho cedeu à chantagem do “caga-tacos” do marco antonio, quando o encostou à parede para lhe dizer: ou há eleiçoes no pais ou no partido.passos, teve medo de ir a votos no partido e fodeu o pais!

  9. … e o professor Grancho que foi apanhado a copiar?!… este incompetente também nunca me enganou. RUA COM ELES!…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.