Passos com medo de Costa

Esta peça do Bernardo Ferrão – Sai um memofante para o PS – é um exemplo não só descarado como divertido do que é o spin. Este amigo vem repetir o sofisma a que Passos se agarrou para responder à denúncia de Costa: quem é o responsável pela vinda da Troika é quem a chamou no plano institucional, o Governo socialista. Lembremo-nos das declarações de Teixeira dos Santos, Sócrates e Soares, despeja no limite da gargalhada o Ferrão. E, de facto, quem é que as pode esquecer? Quem é que pode esquecer uma das piores decisões políticas de toda a história da democracia em Portugal? Só mesmo a direita e a esquerda pura e verdadeira, a tal patriótica coligação que preferiu afundar o País com o chumbo do PEC IV, a que se seguiu a maior fraude eleitoralista de que temos memória – e podes trazer, ou tomar, o Memofante que quiseres, ó Bernardo, que não se encontra outra maior, sequer parecida.

Ora, estamos perante um cómico de vocação. O caramelo, durante a governação socialista, trabalhava na SIC como “repórter”. A sua única função era perseguir Sócrates e aproveitar as oportunidades onde o então primeiro-ministro respondia aos jornalistas para o insultar e achincalhar. Isso era feito com alguma habilidade para não dar origem a um protesto formal do PS ou do Governo, o que acabaria com a brincadeira. Porém, o sentido das suas questões, e o modo como as colocava, fazia parte de uma encenação que de jornalismo nada tinha, só de chicana. Entretanto, tal como acontece na progressão dos bófias nos filmes americanos, deixou de andar pelas ruas e passou para o escritório. Com o laranjal a tomar conta disto, já não há cá gozações com a gente séria e trabalhadora, sacrificada, que nos governa com heroísmo. Pelo que o Ferrão aparece agora como comentador político, só para malhar na oposição, e presta-se a estes serviços.

O serviço consiste no seguinte: perante a ameaça de que Costa volte à carga com o episódio em que o PSD de Passos preferiu ir logo ao pote em vez de atender ao interesse nacional, e até ao internacional, há que tentar afastar esse tema do próximo debate entre os dois. E porquê? Porque é um terreno onde Passos não tem defesa possível, seja pelos seus actos como pelas suas palavras. E porque é a origem, no espaço e no tempo, da inacreditável deturpação das eleições de 2011, com as consequências inerentes. As suas mentiras, de forma objectiva e trágica, começam com o chumbo do PEC IV. Sobrando algum Memofante para o palhaço de serviço, será até possível repescar as mentiras de Relvas, Passos e Cavaco em cima do vulcão, a jurarem que não tinham sido avisados do acordo entre Portugal e a Europa, e que, por isso, o iam chumbar. No entanto, Cavaco sabia e Passos chegou a reunir-se com Sócrates antes de as medidas serem anunciadas, onde consta que este lhe garantiu poder formar um Governo de coligação com ele ou irem para eleições logo a seguir à aprovação do PEC. A dimensão da velhacaria e perfídia a que chegou a direita nessa golpada só é rivalizada pelo espantoso silêncio que se faz nestas eleições a respeito desses dias de traição.

No excerto abaixo aparece tudo explicado. A hipocrisia do argumentário do PSD para chumbar o PEC e a verdadeira razão que levou Marco António Costa a chantagear Passos – é que o PSD acreditava que Sócrates, caso tivesse o PEC IV aprovado, conseguiria evitar o resgate. Se o conseguisse, o PSD não voltaria ao poder tão cedo.

Recorda lá, no teu pasquim, esta parte da história, Bernardo:

O presidente da Comissão Europeia comunicou privadamente ao líder do PSD que discordava por completo da estratégia do partido depois de Passos Coelho ter anunciado que era intenção dos sociais-democratas chumbar as medidas de austeridade do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) IV, apresentado pelo executivo em Bruxelas em Março. Nos argumentos de Durão Barroso, o pedido de ajuda português era inevitável e devia ser accionado pelo governo de José Sócrates ainda antes do Verão, quando os empréstimos de Junho tivessem de ser pagos pela República. Para o presidente da Comissão Europeia, o PSD poderia abster-se no parlamento na votação do PEC, não se comprometendo com qualquer medida que vinculasse o partido para 2012 e 2013. O congelamento das pensões, por exemplo – o ponto mais controverso para Passos Coelho – só teria efeitos práticos a partir do próximo ano. Viabilizando o PEC e pré-anunciando um chumbo ao Orçamento de 2012, Passos Coelho conseguiria, na opinião de Barroso, evitar um crise política nesta fase, ganhar tempo para que fosse o actual governo a fazer o pedido de ajuda externa e conquistar capital político na opinião pública para precipitar posteriormente eleições.

“Mas Passos Coelho estava a ser pressionado internamente”, disse ao i fonte próxima do presidente da Comissão Europeia, “e respondeu que não havia garantias de que o governo fosse mesmo pedir ajuda”.

Durão Barroso pressionou Passos Coelho para aprovar PEC IV

40 thoughts on “Passos com medo de Costa”

  1. Mas…os responsáveis pela vinda da tróika não serão TODOS os que tiveram PODER executivo (e legislativo) antes deste PSD? E, já agora, tudo plasmado na BULA do TRATADO de LISBOA? Porque se continua a discutir Sócrates, que já mentiu e está na calha para uma acusação?

  2. O jornal Expresso transformou-se num Povo Livre com mais páginas. O centro-esquerda em Portugal vai ter dificuldade em criar um corpo contínuo de interpretação do quotidiano enquanto não criar um meio (jornal, canal de televisão, site,…) para fazer contraditório à coutada de direita oportunista instalada no Expresso, Observador, Correio da Manhã, Sol, Sábado e i, e RTP. Ter meia dúzia de colunistas por ali espalhados para disfarçar não chega.

  3. Valupi, explique aí, como se o povo português fosse tótó, onde se ia arranjar dinheiro para pagar as pensões e os ordenados da função pública, daí a uns dois meses, dado que ninguém emprestava um centimo ao Estado ???

  4. Ó campus

    Você é burro ou quer fazer dos outros burros ????
    Ó homem quem ia emprestar o dinheiro eram os mesmos, mas SEM MANDAREM para cá os fiscais de 5ª categoria, aquele senhor escurinho e mais uns de pastinha que vinham aí pavonear-se e corrigir a folha de Excel ao Gaspar.
    Ah e claro, …sem o governo da Coligação que insistiu em IR ALÉM DA TROIKA e espatifar esta merda toda, e o desastre só não foi pior porque houve uma coisa chamada Tribunal Constitucional, senão estes imbecis tinham estuporado o país por 200 anos !

  5. Ó Campus

    Você conhece um país chamado ESPANHA ? e um outro chamado ITÁLIA ?
    Tinham um buraco MUITO MAIOR e conseguiram tapá-lo sem chamarem a Troika.
    Porque é que terá sido ?
    Será porque lá não tiveram TRAIDORES Á PÁTRIA ao nível que tivemos em Portugal ?
    O que é que você acha ?
    Você consegue alinhar 2 neurônios para fazer raciocínios simples ?

  6. campus,
    Nós ainda não sabemos se o povo português é tão tótó como você. Mas falta pouco para saber.

  7. Não há dúvida José Sócrates tem dado de comer a muito medíocre, este
    bernardo não passa de um chico esperto, com um razoável indíce de ca-
    botinice ou então é muito limitado nas suas exposições!
    Lamentávelmente, o maior culpado por se ter chegado a uma mistifica-
    ção tão grande foi o próprio PS com a “cegueira” do Tózé Inseguro e sua
    corte de jotinhas grandes defensores da transparência !!!

  8. à questão de quem chamou a troika só há uma maneira de responder:

    3 resgates, 20 hospitais, 200 escolas secundárias ou politécnicos, 10.000 Kms de autoestradas, 200 piscinas locais ou pavilhões gimnodesportivos, 1000 rotundas para suprimir semáforos, 1000 fogos de habitação social, etc. etc. A forma coerente de combater essas politicas do PS é, para quem não concorda, ir só aos hospitais do tempo do salazar, não andar nas autoestradas feitas no tempo do PS, nem frequentar escolas, piscinas, etc, feitas durante os governos PS. Isto é, Voltar a 1974!

    Mas Costa não tem tomates para responder assim, se bem que esta seja a formaa correta de passar a mensagem ao povinho que só lê o Correio da Manhã e só vê a Casa dos Segredos…

  9. A menina jasmin, é socialista e ainda por cima racista. Então a menina acha, que iam mesmo emprestar o 92 milhões de euros, assim sem mais nem menos? Os mercados iam logo baixar os juros para um país ainda mais individado. O mundo do socialismo é mesmo o paraíso na Terra, Sócrates e o nº2 Costa uns anjos que nos trarão a felicidade eterna.

  10. Galuxo,

    Olhe que o campus não tem nada de tótó. O problema é que o mundo está prenhe de campus. Há campus por tudo o que é lado. Esta noite mesmo teremos uma campus-ferreira em mais um frete aos do costume. O bastante para os incautos alinharem com os tótós. É isso que os campus querem. Alimentar os néscios com simplismos redutores. E até o conseguem. Sobretudo em ambientes onde os fundamentalistas da liberdade e da independência não entendem que há alturas na vida em que não tomar um partido é tomar partido contra a liberdade e a independência.

  11. Sócrates: «Não estou disponível para governar se FMI vier» (19.03.2011)

    dsm, por essa frase se vê a estaleca do mentiroso, então porque se candidatou para governar com o FMI em Portugal ?

  12. Manolo Heredia, não sei como é em Espanha mas em Portugal tem razão, 3 resgates pedidos por PS, quanto aos numeros de piscinas, rotundas e habitação social se estiverem corretos, tenho a dizer que quem os constroi ou apoia são as camaras municipais, cujos presidentes são na maioria do PSD. Quantos ás vias de comunicação não sei se ouviu falar de Cavaco Silva como 1º ministro que deu o maior impulso na politica de estradas e auto estradas.

  13. É um erro muito grande pensar-se nestes aprendizes do neo-liberalismo só sob o ponto de vista económico porque na verdade arrasam tudo à sua volta. Nomeadamente qualquer valor mais nobre. Nós acabamos todos de ouvir o candidato Coelho cheio de vontade de ir litigar judicialmente com o PM Coelho. Na verdade e pelo que se tem visto a mentira é mesmo algo intrínseco. Faz parte do jogo! E o Catroga já assegurou à partida que desta vez não estamos a lidar só com canalhada como o Santana. Capaz do episódio triste com o Diogo Infante. Intelectualmente são todos corruptos. Ao ponto de venderem a própria mãe se for preciso. Ou também alguém se lembra de alguma imagem mais degradante nos últimos anos que a Maria a lamber as botas ao rodinhas na Europa? Comparado, não admitirem agora o que fizeram em 2011 ou até aonde estão dispostos a ir em 2015 é uma brincadeira de crianças.

    Ouve-se dizer muitas vezes que há um ano atrás ninguém era capaz de apostar outra vez na Coligação. E o que é que aconteceu de novo de lá para cá? O caso Sócrates! Nem têm mais nada para dizer e vão-se agarrar a essa produção fantasma até ao fim. E infelizmente também já se percebeu que é mais que suficiente para não levarem a tareia que muitos prevíamos há um ano atrás. Sobretudo por isto é que a alguém que até integrou o elenco ministerial não basta dizer: – “à Justiça o que é da Justiça”. O tanas e pode valer umas eleições! Sempre houve questões de sim ou sopas. Eu pessoalmente até estou convencido que nem demarcar-se totalmente de Sócrates penalizava tanto Costa. Custa muito que o PS nunca tenha sabido lidar com esta maltinha mentirosa por natureza. E o mesmo no que à questão fulcral destas eleições diz respeito. E desde o princípio.

  14. JRodrigues, agora temos temas tabús ? Os socialistas querem que os jornalistas os consultem antes para darem o seu acordo, quanto ao tema e ás perguntas? Compreendo que o Costa só admita ser levado ao colo pela boa imprensa, mas também tem de mostrar a sua razão em situação adversa e não pode tratar os jornalistas como trataram o Diretor adjunto do Expresso

  15. campus, em 2011 o Estado português recebeu mais dinheiro do que aquele que gastou com a gestão de si próprio. Isso quer dizer que havia dinheiro para salários e pensões, não havia era para o serviço da dívida. Dívida essa que a direita portuguesa fez tudo para aumentar e cuja subida de juros era recebida em triunfo, por se ver nela uma arma para derrubar Sócrates.

    Talvez não saibas, porque és realmente bronco, que um dos mais furiosos talibãs do empobrecimento a mata-cavalos, o António Borges, era o chefe do FMI para a Europa. A golpada foi feita em Portugal e fora para que a pressão dos juros da dívida fizesse com que Sócrates capitulasse. No entanto, ele conseguiu um acordo com Merkel e todos os parceiros europeus, incluindo a Comissão Europeia e o BCE, que teria permitido uma solução à espanhola para o problema português. Como essa solução inviabilizava a ida ao pote de Passos e camarilha, e como Cavaco estava doido para crucificar Sócrates, aconteceu o que aconteceu.

    E os broncos como tu aplaudiram.

  16. e o entrevistador da RTP Vitor Gonçalves e agora a Fatima Campos Ferreira para não falar de José Rodrigues dos Santos.

  17. E PRONTOS, não se pode falar em Sócrates. Não se pode, prontos.

    VEJAM A BURRA a mandas o Campus alinhar os neurónios! Aquela gaja que nem com alinhamento tipo impressora « lá vai». Caramba. É BURRA a valer. Não dá duas para a caixa, a gaja que diz que é LIXENXIADA e LIXADA da cabeça e da cabaça.

    Mais um pouco, ó CAMPUS, e és CEGUETA, tás a ver? E, toma cuidado, que os gajos são mais sensíveis que as mulheres com as regras, pá. Não digas que não te avisei. COMUNAS. Defendem o indefensável. COMUNAS sem norte, batoteiros.

  18. Valupi, esteja descansado, que o pote que o …….( não misturo politica com justiça), e os seus camaradas raparam até ao fim,agora já está cheio outra vez.

  19. Ena pá. Sócrates está a ser crucificado. Quando será a celebração da PAIXÃO de SÓCRATES? Anyone please…? Tem lugar a hóstia, ou em vez disso, come-se uma pizzazita pequena, hum? Com um copo vermelho ao lado , sobre uma toalha que não tem nada a ver com os milhões que imputam ao homem? Há lugar a confissão ou pode-se dizer logo« já nasci santo e taumaturgo?»

  20. Ora quando estes gajos DISCUTEM TROIKA e EUROPA, esquecem o essencial – o que lhes subjaz, em ECONOMIA ( e, já agora, também, JUSTIÇA). Um pouco como discutir o que se vê, sem lhe tomar as fundações….LOL. É só cantar e rir…e ainda se queixam do que e muito bem ANTES se dizia «lá vamos, cantando e rindo»…

  21. Na verdade, quando se discutem cortes com o POVO, devia começar por se DISPENSAR os PROFESSORES ( a alguns, o ex 44 chamou hipócritas, claro). A medida de substituição é tão simples como o FAX – é barato, hum, é capaz de ser gratuito se estiver incluído num desses PACOTES TELEPÁTCOS para o povaréu.
    O aluno universitário português não precisa de se deslocar à instituição, não precisa de estudar e, por conseguinte, não precisamos de PAGAR a PROFESSORES. Temos fax e selfies…no final, são todos engenheiros e dótorres, tipo gajos do leste europeu….

  22. Campus [14/09/2015, às 15:28]
    Naquele contexto, «disponível» significa «com disposição para», e, neste contexto, disposição quer dizer «tendência; inclinação; […] intenção; vontade».
    Portanto, quando alguém diz, em 19/03/2011, que não está disponível para, quer dizer que não sente/tem, em 19/03/2011, tendência/inclinação para ou intenção/vontade de.
    (Também podia aproveitar o ensejo para tentar explicar-lhe por que razão, por exemplo, a expressão «nem pensar!» não é uma mentira necessária, mas fica para o ano. Daqui a dois anos explico-lhe a diferença entre uma meta e uma promessa.)

  23. Tem graça. A situação política de Portugal em 2011 é muito idêntica à que o Brasil vive neste momento. Um governo de esquerda tenta cortar nos gastos e aumentar receitas e os supostos representantes da direita tudo fazem para aumentar despesa e cortar em impostos, cantando hurras a cada sinal de deterioração da economia. Até num lado e noutro é difícil saber onde a justiça mais condiciona o curso político. Irmãos até na velhacaria.

  24. Ó Numbeijonada

    Se eu sou burra tu és um camelo, e com o depósito cheio de vinho !
    E vai chamar gaja à senhora que te pariu, e que mais lhe valia ter abortado !

    A dupla de estarolas foi mais uma vez recebida a preceito pelo povo em Aveiro.
    E o que fez: refugiou-se entre os que já estão em êxtase, com os olhos postos em alvo, e Passos fala de cabras e de cabritos (não sabe mais), e Portas fala do Lobo Mau.
    Mas azar o deles, o capuchinho vermelho nem sequer entrou na sala !

  25. Ó cegueta

    Tu és estupido ao ponto de vires aqui defender que não aceitas que os teus alunos te enviem os trabalhos efectuados por e-mail e que não fixas “dead-lines” ao Domingo ?

    Mas isto era se não fosses um camelo, e tivesses estaleca para seres Prof. Doutor, claro !
    Nesse caso terias alunos e saberias do que estarias a falar, seu fascista !

  26. “… e o entrevistador da RTP Vitor Gonçalves e agora a Fatima Campos Ferreira para não falar de José Rodrigues dos Santos.”
    oh parolú’s! vamos fazer duas coisas, um suponhamos e que somos todos burros:

    o vitor gonçalves era sobrinho do teixeira dos santos, a fátinha mana do joão cravinho e que o orelhas pisca o olho direito à esquerda fazendo broches à neo-conice.

    era um falatório do caraças, távam todos feitos com o sócras e ainda eram capazes de dizer que o ricardo do expresso andava a fazer campanha para o costa da câmara ser presidente desta porra.

  27. A BURRA zurra naturalmente e não entende que quem anda no deserto é ela – a BURRA, com bossas de camela, como foleira e COMUNA que é! COMUNA! LIXENXIASTE-TE à distâNXIA também, sua BURRA!
    COMUNA bigoduda. Olha que CURIOSO, esta BURRA vir falar de ALUNOS.

  28. diz a BURRA
    «Se eu sou burra tu és um camelo, e com o depósito cheio de vinho !
    E vai chamar gaja à senhora que te pariu, e que mais lhe valia ter abortado !»

    GAJA é aquela que te deixou escorrer pelas pernas abaixo, com coliformes e quase te mandou para o lixo se não tivessa havido uma alminha bondosa.

    Quem me pariu foi uma SENHORA, o que tu NUNCA serás na vida ( olha só a tua forma de expressão, sua BURRA).
    A BURRA anseia pelo lobo mau…fogo, com esse linguajar, como não serás tu na verdade, ao ponto de pores um bandido a fugir de ti…como o XUXA mor. Conhecendo o Touni como conheço, o gajo afastar-se-ia e chamaria alguém à parte para afastar a inconveniência, seja, tu – BURRA.

  29. E já agora, BURRA, VINHO é do melhor que há! De facto, para alguém te aturar tem de beber uma bela copázia para te poder responder – há porém quem beba inteligentemente – EU, e por isso, lamente que BURRAS como tu, ao primeiro trago, escoiceiem acometidas de desnorte.

  30. lena, essa pessoa está reduzida a esse registo infantilóide, em versão psicótica, porque é a única forma de que dispõe para ir captando a atenção de quem passa. Como poderás constatar, quem alinha na brincadeira aceita, e até gosta, do estilo.

  31. “ao ponto de pores um bandido a fugir de ti…”

    Valupi, acho que é a 2a ou 3a vez que lhe dirigo a palavra e faço – o porque discordo frontalmente que chame “pessoa” a um monte de merda.

  32. Valupi,

    “lena, essa pessoa está reduzida a esse registo infantilóide, em versão psicótica, porque é a única forma de que dispõe para ir captando a atenção de quem passa. Como poderás constatar, quem alinha na brincadeira aceita, e até gosta, do estilo”

    Também se não existissem estas prosas, ainda que um pouco mais inflamadas do camarada em questão, isto pareceria uma missa de apoio aos “socialistas”…

  33. Valupi, rói-te pá…tens de quebrar espelhos, caso contrario vês-te em toda a tua extensão. Queres discussão séria, faz artigos sérios e deixa de ser bipolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.