O terramoto também atingiu o Twitter

Surgiram vários casos de boatos relacionados com o Haiti propagados pelo Twitter que levaram ao engano cidadãos e empresas nos EUA. De facto, há uma propensão para o retweet de qualquer informação que capte a simpatia, sem exigência de análise ou confirmação, mas o preço a pagar é a propagação viral de eventuais mentiras.

Sim, as tecnologias de comunicação podem ser cada vez mais potentes e sofisticadas, mas é preciso nunca esquecer que a natureza humana tem 150 a 200 mil anos de avanço.

4 thoughts on “O terramoto também atingiu o Twitter”

  1. Grande Valupi. Descobri mesmo agora no Twister que essas acusacoes delirantes que lhe fazem de trabalhar para o Ze e tudo uma impenetravel capa, preta mas nao de Coimbra. Mais de se moverem na noite os espiritos maus. E nao e que os cabroes vao ao ponto de dizer que voce e provavelmente um assalariado da Grande Kabala do Ocidente! Nao lhe vou dar o link porque sei que voce adora filmes do Hitch-Cock. Eheheh, como dizem os zombies…

  2. Eu se fosse A voce ia ao sindicato e obrigava esses meliantes a levantarem as peidas das poltronas e provarem sem sombra de duvida que nao estao do lado do patronato. Foi o que eu fiz quando fecharam a siderurgia salazarista (que, pelos vistos, nao deixou filhos, coitada) e tiveram de me dar quase cem contos de atrasados que se cagaram. E tempo de voce comecar a ganhar o espirito sindical. Muito util quando o Pacheco comecar a vir com as prolixidades caluniosas. E como diz o JCF: Safa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.