O tempo é uma miragem

Este cabrão, de seu nome Eric Sanderson (tradução: Eurico, o filho do Areias), roubou-me a ideia de reconstruir paisagens perdidas, criando-se mapas e imagens com o maior detalhe geográfico, ecológico e fotográfico. E se bem a roubou, melhor a desenvolveu: Welikia Project

Mas prontos. Quero é lembrar à distinta audiência que a malta do TED é bué da inteligente e começou a incluir legendas nos vídeos só para que os povos encontrem ainda mais razões para dizerem mal dos outros povos; como será o caso com aqueles que optarem pela tradução para português do Brasil, a única variante disponibilizada entre centenas existentes numa língua que até se fala em Macau, Goa, Havai e partes de Lisboa.

7 thoughts on “O tempo é uma miragem”

  1. Shark, ó shark, então isso é linguagem que se use num blogue terapêutico como este?

    O mundo está perdido! O mundo está perdido! O rigor do mundo está abalado e abaulado.

  2. Duvido que core, que já fui ver a sua cara, eheheheh. Mas a sua resposta é engraçada.Estava a meter-me consigo, afinal todo o palavrão é palavra e tem razão de ser, certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.