O fim do Regime e o começo da dieta

Entre o grupelho de castiços que gastou a hora de almoço para fazer a manifestação mais ridícula dos últimos 30 anos, alguns defendem que o Regime está no fim. Não se sabe ao certo o que eles querem, mas seguramente que terá a ver com a mudança de mão no Poder. Isto das eleições democráticas não lhes serve, eles querem outra solução mais expedita e simples para que os seus amigos ocupem S. Bento, posto que em Belém já lá estão.

Tendo em conta que não devem ter chegado a 40, embora digam que eram 100 seguindo a tradição dos sindicatos, não admira que ao espectacular fiasco tenham juntado a gloriosa argolada: começaram logo, in situ, a dizer que a providência cautelar contra a edição do Sol do dia seguinte provava as suas razões e justa causa. Havia censura em Portugal porque um cidadão tinha recorrido a um tribunal, era a tese. Nessa mesma noite, contudo, começaram a levar nas orelhas dos seus amiguinhos. Pacheco e Lobo Xavier, na Quadratura, disserem que a liberdade de expressão ou de imprensa não está ameaçada, que tal protesto era disparatado. E depois também levaram com variadas vozes na direita, das que ainda não alucinaram, a declarar absurda e de má-fé a acusação de censura a propósito de uma providência cautelar.

O que importa realçar, para lá da magnitude da estupidez e oportunismo senil do movimento Todos pela Liberdade, é a composição social e profissional dos seus mentores e agitadores. Trata-se de pessoas que, nalguns casos, são especialistas em Direito e exercem funções académicas e empresariais de relevo. Dispõem de condições de acesso aos meios de comunicação que o vulgar cidadão não tem nem terá. Os asfixiados da camisola branca são um bando de privilegiados, vivendo com benefícios de classe que estão muito acima da média nacional – tanto a ala reaça como a ala comuna desta mixórdia.

Em resultado dos resultados, aconselho que deixem de tentar acabar com o Regime e comecem uma salvífica dieta. É que estão anafados com tanto desprezo pela democracia, qualquer dia nem uma manifestação à varanda vão ter forças para fazer.

24 thoughts on “O fim do Regime e o começo da dieta”

  1. A simples conclusão a que se chega é que a cor das t-shirts é a correspondência exacta do seu (deles) intelecto.
    Como dizia, ontem, na última página do J.N., o Dr. Marinho Pinto, é a “Bufaria”. Teremos de ser nós todos, a partir daqui a ter medo de falar ao telefone. Não são, afinal, todos esses e os “seus amigos”, que nos possam escutar? Percebe-se bem o intuito deles. É que tudo seja uma “massa amorfa”, para que eles, com a sua alta “liberdade”, poderem fazer o que muito bem lhes apetece.
    Uma pergunta, no entanto deixo. Os Juízes e Magistrados de Aveiro, por acaso já se referiram à fuga das informações? Já confirmaram o teor das baboseiras (que apenas ouvi referir, porque não as li, nem quero ler, para que, como diz o Dr. Proença de Carvalho – que ideologicamente está fora do meu horizonte – não alinhe com irregularidades.
    Aceito que já o possam ter feio, mas não tive conhecimento. Se alguém me puder elucidar, fico grato.

  2. Um dia destes até a “Maria” e as revistas da Disney estão a reclamar que o Estado as está a asfixiar economicamente. Bem vistas as coisas, é só dessa asfixia que a imprensa se queixa.

  3. O Sócrates tem muitos “filhos”. Ainda se fossem de mulheres, vá que não vá. Agora filhos e enteados da politica, só servem para o denunciar e atraiçoar com artigos ou opiniões que não passam de autenticas bajulações ao pai e que quem as lê, só se ri!. É o caso deste blogue. O filho legitimo ou ilegítimo que aqui escreve banalidades, ódios contra a oposição, são bem reveladores do sectarismo das suas opiniões, que nem os verdadeiros vendedores da banha da cobra conseguiriam vender.
    Branquear os actos e as acções do mentirosocrates, numa altura destas, é para além de ridículo, um acto de profunda ignorância e inabilidade na abordagem de questões que deveriam ser importantes.
    Ninguém que vos lê, acredita n que escreveis.
    Tratem com razoabilidade os assuntos correntes da politica portuguesa, e vão ver que aumentam o respeito pelas vossas opiniões.

  4. Engraçado… Apesar de ter uma opinião contraria à sua, respeito a sua opinião. Desgosta-me ver quão democrática é a estirpe que se opõe a Sócrates. Zecazimbe se uma opinião contraria à sua não lhe merece respeito, porque deveremos demonstrar respeito pela sua?

  5. Caro José Gil
    São as evidencias… as evidencias dão-me razão. A razão que este blogue escamoteia sistematicamente.

  6. Portanto as evidências, para si, levam a que não respeite uma opinião contrária à sua. Correcto. Então porque vem aqui opinar? Está a ver se os outros mudam de opinião, só porque fez as afirmações que fez? As evidências mostram que pessoas como o Zecazimbe têm falta de competências democráticas, falta-lhes perceber o que é isso da democracia e do direito à opinião. Se quer tentar influenciar outros para a sua forma de ver o mundo, então tem de fazer melhor. Dizer ao que vem e de onde vem. Chegar e somente dizer que por terem uma opinião contraria à sua, estes não lhe merecem respeito, é um dos sintomas que apresentam aqueles que ao fim de 35 anos ainda não perceberam o que é um regime democrático

  7. José Gil
    Então você acha que escrever sempre artigos a colocar-se sempre do mesmo lado, é um acto de democracia? É esse o seu conceito de democracia? Faça o favor de rever o seu conceito de democracia, Mostre-me um artigo em este blogue dê razão à oposição. Mostre-me!

  8. Já comprei uns garrafões de água (liquido incolor de baixissimo, zero mesmo, teor alccolico e uns pacotes de bolachas.
    Com o pessoal que vai comparecer na manifestação de apoio ao sócrates o País vai parar e há que estar preparado.

  9. Então para si ser democrata é ter uma opinião tipo cata-vento. Umas vezes sopra para um lado, outra sopra para outro. Continuamos a falar sobre a opinião de uma pessoa, que tem todo o direito a escrever, num espaço que aliás é seu, as opiniões que quiser. Tal como o zecazimbe tem o direito de dar a sua opinião, contrária ou não, (coisa que lhe é permitido pelo autor do blogue) e até mesmo vir aqui dizer que a opinião dos outros, porque contrária à sua lhe merece menos respeito.

  10. Pelos vistos você ainda não percebeu. Os blogues democratas têm opiniões independentes. Umas vezes dão razão a uns, outras dão razão a outros. Não é isto que se passa com este blogue. Se o blogue é do PS, então que o assumam, e coloquem no titulo: / PS. Assim ficamos esclarecidos. Pelos vistos para você, a democracia é ter sempre a mesma opinião, ou escrever aqui coisas defendendo sempre o mesmo lado, no caso a linha ideologia do PS. Às vezes, poucas vezes, o blogue tem razão no que defende, mas a maior parte das vezes e sectário demais. Isto não é uma questão de democracia. O problema que se coloca nesta altura, é o facto, de se viver, desde que o Sócrates assumiu o poder, numa democracia, em que é forte com os fracos e fraco com os fortes . O problema é que esta politica neo liberal que impôs ao nosso país, levou-nos a asfixia em que vivemos, levou-nos a que, na administração publica se viva um clima de terror, em que quem não bajular as chefias não é promovido e é sistematicamente preterido e estrangulado, com o” modus operandi” desta governação e desta pseudo democracia, que pelos vistos você defende.
    Sobre esta realidade, este blogue não escreve, escamoteia. Isto é a sua democracia? Sobre isto o blogue debate e rebate a favor da actual governação. Este tipo de blogue não visa a democracia. Visa tão só defender o actual governo independentemente de governar bem ou mal sob a capa de independente, está dependente deste governo. Não é por acaso que é acusado de ser gerido por rapazes da área do poder. Isso não é mal nenhum. O mal está em não assumirem essa condição.
    VOCÊ ACHA QUE PORTUGAL SE PRATICA A DEMOCRACIA? NUNCA PORTUGAL VIVEU UM PERIODO DE TÃO POUCA DEMOCRACIA COMO O QUE SE VIVE HOJE. MESMO NO TEMPO DE SALAZAR EM QUE A DEMOCRACIA ERA REPRIMIDA ÀS CLARAS, HOJE A DEMOCRACIA TEM UMA CAPA QUE NOS ESTRANGULA ÀS ESCONDIDAS.

  11. zecazimbe fez uma boa intervenção em respsta directa a José Gil: relata uma das facetas da coisa. A realidade tem várias facetas, não obstante nunca houve tanta comunicação.

    Eu agora ando de moderador, facultativo.

  12. Zeca, acho que está confuso. Mais uma vez lhe digo, ainda bem que essa é a sua opinião. Não discuto se concordo com a sua opinião ou não, ou até mesmo se este blogue é independente… Quer seja ou não, o autor tem o direito de fazer como lhe apetecer. O Espaço de opinião é dele, quer você concorde com ele ou não.

    Zeca a seguir quero ver o senhor mandar o e-mail ou carta registada às empresas de Comunicação Social detidas na sua totalidade por membros de partidos políticos a exigir-lhe o mesmo que exige ao Val. Que assumam as suas cores.

    O resto é a sua opinião e tem direito a ela, apesar de não concordar com ela. Respeito-a mas não concordo.

  13. Quem começa a ficar confusa sou eu. Mas, afinal, quantos Aspirinas há? No que conheço não costumo ver elogios à linha ideológica do PS nem às políticas do Governo, até li um ou mais comentários do autor a dizer que não votaria PS e porquê. Será que existe algum arquivo secreto do Aspirina ao qual não tenho acesso?

    Gostava que alguém me indicasse, por favor, um blogue onde se elogie a actuação da oposição. Conheço alguns de pessoas assumidamente de direita, mas só lá vejo ataques ao Governo e, sobretudo, ao primeiro-ministro, elogios à oposição…

  14. Dona Guida está a brincar certamente
    neste dia de carnaval
    sabe bem que o socrates mente
    e ninguem lhe leva a mal (a si).

  15. vasco, que divertido, a rimar
    o seu comentário só tem um senão
    nem a sério nem a brincar
    indicou um blogue a elogiar a oposição :))

  16. O ilustre “zecazimbe” que nos indique, então, Artigos do Pacheco Pereira a elogiar o Sócrates, do José Manuel Fernandes a criticar o Cavaco, do Vasco Graça Moura a dizer bem do Governo, ou mesmo do António Barreto a desancar a Extrema-esquerda. Ou algum escritinho de algum destes putos mal-criadões e insolentes do “blogues” (ou até do próprio eclético “zecazimbe”) a rosnar aos líderes do PSD! Vá lá, surpreende-nos pázinho, ao menos uma vez…

  17. Sim a classe política é sem dúvida merecedora dos nossos elogios (NOT!)…
    Como é o Vitor Constâncio na sua brilhante participação à frente do Banco de Portugal e a caminho do BCE…
    Como merece os elogios, Cavaco na sua imparcialidade de chefe de estado!
    Como todos devemos elogiar as lideranças que condicionam o nosso dia a dia, com decisões impensáveis e incompetência sem limites…
    No fundo o que falta à Democracia em Portugal é que em vez de criticar, deverìamos todos submeter-nos à práctica do elogio sistemático…
    Quanto à mini manif, já aqui disse que não era manifestação para quem trabalha e aufere o salário mínimo… Quem lá foi, já é “gordinho” e está à espera de engordar mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.