O fim da Guerra Fria é que está na origem do Aquecimento Global

Depois de intensas e implacáveis negociações que ocuparam toda a tarde, o Duarte revelou-se imune aos meus argumentos nominalistas, mantendo-me na lista dos perigosos anónimos que ofendem, a soldo do Rato ou coisa pior, dignas figuras públicas. Contudo, admitiu [not] que eu era agora um anónimo que ele conhecia melhor do que muitos nomes do jet set. Combinámos pôr tudo em copos limpos, amanhã, num local secreto algures no Hemisfério Norte.

Lamentavelmente, abateu-se sobre mim negra apreensão. É que à conta de escrever num blogue, e venerar o sr. Engenheiro, saiu-me na rifa um blind date com macho. O castigo está proporcionado. Ainda por cima, a coisa mete apelido estrangeiro. Mas é galo, grande galo, porque aposto que quem ostenta Schmidt no cartão, num Portugal trigueiro, está servido de um lote de amigas de fechar o comércio. E nenhuma delas estará presente, mais uma vez se comprovando a imperfeição do mundo e a injusta distribuição dos recursos naturais. Enfim, o que vale é que também não irei lá, vai o Valupi.

13 thoughts on “O fim da Guerra Fria é que está na origem do Aquecimento Global”

  1. Val

    Responda-lhes com estes versos do Rodela.

    Tenho os sonhos embargados,
    Mas não deixei de sonhar…
    Quero assanhar os pecados
    De quem me tenta calar.

    Vai ser dificil calar-me
    Eu tenho a lingua comprida…
    E para quê liquidar-me,
    Não valho a bala perdida?!…

    Dediquei sempre aos meus sonhos
    Os momentos mais risonhos,
    Que esta vida me ofertou,

    E nunca me arrependi…
    Foi por eles que nasci,
    É por eles que aqui estou!…

  2. Valupi,

    o que é que o gajo quer fazer depois de te conhecer pessoalmente? De que é que isso lhe serve? Vai poder depois dizer que afinal o filho da mãe que tem o despudor de dar os nomes aos bois também tem nome?Tu vê lá, se quiseres a malta vai fazer plantão nas redondezas.

    Olha diz-lhe que te chamas Klaus, assim ele fica mais meigo, sempre teriam a ascendência alemã em comum :)

  3. Edie, o Duarte revelou-se um cavalheiro. Discutimos a interessante, e melindrosa, questão do anonimato e das identidades, e concluímos pela vantagem em ter o tal encontro que nasceu desta troca de galhardetes.

    É só isso.

  4. Mesmo assim acho que devias dizer o que é que a gente pode fazer se, por acaso, não apareceres por cá amanhã. Se ele levar as amigas e vires que estas em desvantagem, apita.

  5. vocês desculpem , eu sei que é feio , mas não resisto

    oh pai , oh pai !!!o zé chamou-me mariquinhas!!
    e tu , filho , deste-lhe um murro?
    oh pai….ele é tão lindo…

  6. antonio, nesse caso, se vais lá estar por perto, só pode correr bem. Quanto ao “tu”, é assim que falo com todos, como tens reparado. Fica à-vontade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.