O Bloco, um erro ao serviço da pior direita

Um dos erros do Bloco foi ter subestimado a força que teve a direita na batalha do senso comum. A direita ganhou a batalha do senso comum. As pessoas passaram mesmo a acreditar que viveram acima das suas possibilidades.

[…]

Acho que o Bloco cometeu erros, pagou por esses erros, é assim em democracia e não vejo isso de forma dramática. Um deles foi não ter reunido com a troika (em 2011, quando se negociava o programa de assistência).

Marisa Matias

__

A história do Bloco, depois de terem alcançado o incrível feito de superarem o PCP nas legislativas de 2009, parece feita de erros atrás de erros. Para quem se recordar do discurso de Louçã nessa noite eleitoral, não custa muito a descobrir a origem de tanto erro junto. É que a megalomania nunca foi boa conselheira.

Só é de lamentar que nessa cascata de erros o Bloco tenha sido bem mais do que apenas imbecil. Foi um activo e entusiasmado cúmplice da estratégia da mais violenta direita que apareceu em Portugal após a instauração do regime democrático. E continuam dispostos a repetir a façanha.

4 thoughts on “O Bloco, um erro ao serviço da pior direita”

  1. o maior erro do bloco (louçã) foi convencer-se que era capaz de destruir o ps e ficar com os votos. esqueceu-se que o pcp já tivera a mesma ideia apoiada pelos mesmos (direita) e que não resultou. agora contam estórias de vendedor de usados quase novos muito económicos que não gastam pinga d’óleo entre revisões (eleições).

  2. O BE fez o papel do PRD dos finais dos anos oitenta. Vai acabar como o PRD. A direita ficar-lhe-‘á eternamente agradecida. Bravo, Louçã & C. O salazarismo cavaquista agradece. Em cada bloquista há um inimigo efectivo do 25 de Abril. O resto são palavras. O resultado está à vista de todos: a direita absoluta no poder a destruir tudo o que cheira a Abril. Os louçãs bem podem dizer que não era isto que queriam, mas foi isto que deram ao país, alinado-se, colando-se, dando tudo para derrubar quem ainda lutava pelo Estado Social. O PCP limitou-se a ser o que sempre foi: o principal inimigo dos democratas de esquerda.

  3. O grande ex lider do BE continua a não aprender com os seus
    erros, ainda hoje em dia como comentador na SIC-N, tenta
    defender o seu desvario aliás, desde um frente a frente com
    José Sócrates na TV no período de campanha em que, foi em-
    brulhado em papel de seda, nunca mais foi o mesmo e perdeu
    a noção da realidade daí a sua luta contra o PS e pior, a sua
    criação de uma liderança bicéfala para o agrupamento … hoje,
    valendo menos de um quarto do que já valeu!!!

  4. As viúvas do Socrates não são muito diferentes do Nuno Melo, Bla Bla Bla.

    O PRD foi uma criação do Eanes, apoiada por muita gente do PS lembram-se, o Bloco de Esquerda é o herdeiro de forças politicas, que desde antes do 25 de Abril lutam por uma sociedade mais justa, e SOCIALISTA , coisa que o PS há muito esqueceu, por isso o Bloco continua a existir.

    Quanto ao famoso debate entre Louça e Socrates todos nos lembramos , que Socrates meses depois punha em prática , algumas das medidas que mais criticou nesse debate,

    Mas do Pinóquio já todos sabemos com que contar.

    E o Bloco não precisa de mexer uma palha para , como dizem, destruir o PS, afinal quais são as diferênças de fundo entre os dirigentes do PS e o PSD?

    Ambos são TITERES da Merkel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.