Neurónios à obra

Se existir alguma réstia de racionalidade no eleitorado português, Passos jamais ganhará umas próximas eleições, seja para o que for, regressando à sua invulgar carreira de gestor nas empresas do Ângelo após as próximas legislativas. Portas irá abandonar a política assim que sair do Governo e voltar ao jornalismo ou entrar na indústria da política-espectáculo para rivalizar com o Marcelo e o Pacheco. E quanto ao dr. Relvas, saberemos dele apenas pela volumetria dos negócios que continuará a fazer por aí, por ali e por acolá.

Como ninguém espera nada do Seguro, mesmo que dê por si com o poder no colo, no que podemos começar já a pensar é nesta heróica questão: que tipo de ideias e de pessoas queremos ter no próximo Governo?

A democracia fez-se para isto mesmo, esta criatividade libertadora. E, quem sabe, algo nunca antes visto apareça e sobreviva ao medo, à ignorância e ao cinismo.

9 thoughts on “Neurónios à obra”

  1. Vamos ver se o actual SG chega a eleições. Se chegar ganha. Espero que escolha os melhores e não os que lhe são mais fieis.
    Uma coisa é certa, nunca o PS conseguiria, mesmo que por absurdo quisesse, reunir uma equipa de elementos tão fracos como a que compõe este governo.
    Onde iríamos desencantar equivalências para o ministro Álvaro, para a parcialmente justa Teixeira da Cruz, para a mui cristã Cristas ou para o Mota das esmolas?
    Ou para o caríssimo protótipo Gaspar o ministro que mais errou e menos acertou, em toda a História de Portugal?
    Já o Passos e o Relvas são , juntamente com Jardim e aquele gajo de barbas que os representa no “governo sombra” da TSF, seres de produção patenteada e exclusiva do PSD.
    O pior do PS é , de longe, melhor que o pior da direita. Seguro incluído.
    Arrisco um nome para a equipa das finanças: João Galamba.

  2. quero daquelas! essas mesmas: pessoas – aquele pacote inteiro cujas preocupações, e aspirações, se focam no que é ser vivo. ser vivo não é respirar. mas até para respirar é preciso ser vivo.

  3. oh bécula! tu queres é uns gajos de bata branca que te sodomizem num hospital para desaparafusadas, mas nem nisso tens sorte.

  4. Nunca gostei do Seguro. Mas agora a coisa começa a ficar muito preta. Suguro dá a impressão que está a deixar o PPC “governar” e que depois o poder lhe cairá nas maos. Mas desengamnem-se o que pessam que vai repor o que foi destruido. A suprema hipocrisia está em não frazer oposição e deixar o pais ser destruido. Um nojo! Se for ele o SG do PS,omigo não conta. É igual como o PPC, sem tirar nem por.

  5. Ola,

    Ja não me lembro bem, o ideias é o cunhado do Seguro (o que costuma usar gravatas berrantes), ou é antes aquele fulano baixote que namorou uma sobrinha da Ana Gomes e que, se não me engano, apoiou a candidatura do Assis (depois de acabar com o namoro) ?

    Boas

  6. .Há cada vez menos homens a gostar de mulheres, otimo! Temos mais opçoes. Para alguns “machos latinos” da nossa praça as mulheres só servem para o maltrato.

  7. . ouvi a entrevista de jose seguro,acho que não esteve mal.lamento é a sua recusa em falar do passado,mas é dificil para quem nunca esteve de acordo por mera questão pessoal.eu se fosse lider da oposiçao hoje no parlamento tinha dito: senhor Pm ministro para falar do passado, tinha que dizer o que foi a vergonha da sua campanha enganando os portugueses para alcançar o poder e tambem (ele disse isto ontem) toda a campanha levada a cabo ao lado do bloco e pcp e cgtp contra todas as reformas na saude,educaçao,e funçao publica.Lembrar tambem o roubo no bpn e bpp e o desvio sem fim à vista das contas da madeira.Nota: os paineleiros que ontem comentaram a entrevista,dizem que passos coelho ainda não fez reformas mas queriam que o lider da oposiçao as tivesse apresentado como se estivesse a governar.lamento a postura reacionaria de paulo baldaia que foi assessor de jorge sampaio, mas para manter o tacho para ele e mulher faz o papel de moço de recados de joão marcelino.

  8. Nem jótinhas inseguros, nem amestrados “quadraturos” do Relvas, nem asquerosos que dizem que se demitem da bancada parlamentar se a PT não puder antecipar dividendos para não pagar impostos.

    Pode ser? Sobra alguém do PS?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.