5 thoughts on “Nas muralhas da cidade”

  1. o quimtereça é o barulho que produz e confusão organizada que dá, já se gabam de ter sido o primeiro e único partido que rejeitou “a remoção dos ovários” em congresso. portantes nova fórmula semântica de democracia, humanismo e liberdade de expressão que o ventiras copiou da trumpalhada para lavar a cabeça dos que não tem nada lá dentro.

  2. Se o Ventiras não foi ilegalizado como devia ter sido no devido tempo, não vejo porque não o fazer agora, já que estas pretensas iniciativas que atentam contra qualquer ser humano são inconstitucionais. Logo se o partido como continua a demonstrar na deriva populista de ideias sem nexo importadas de outros populistas e que são contrários tanto à ética como à filosofia e leis da nossa república, a única e óbvia solução é ilegalizá-lo, para que ele possa dizer na rua as anormalidades em que nem ele próprio acreditará e assim o povo finalmente perceber que a retórica primitiva excessiva do uso da palavra vergonha era um embuste que ele pensava que repetido muitas vezes assim iria convencer muitos possíveis eleitores. Os seus eleitores, coitados acreditaram que os sabões para limpar a impureza na politica do Ventura eram reais, quando afinal são importados e de imitação, logo devem ir direitinhos para o lixo. Portugal não precisa de certos tipos de lixo na sociedade política e na restante, este deve ser sempre eliminado pela raiz.
    Mas atenção Portugal tem um problema grave que já existe há muito tempo, em geral existe a perceção de o que vem lá de fora é melhor do que o nosso, tipo que a democracia americana é perfeita e por isso a nossa devia ser uma fotocópia, engraçado, mas tem sido esse ao longo de décadas o grau de comparação para se perceber quanto anos de diferença temos em relação a eles, lol. Acho que isto ainda persiste, porque os portugueses gostam tanto da América, que querem cá ser a Califórnia da Europa, então por esta ordem de ideias, Califórnia já somos (é só surfistas e barbies louras), só falta sermos invadidos por partidos populistas, um já existe e é de direita (o republicano). para quando o de esquerda (o democrático). lmao :P:D E claro quando também já temos um “oligarca” do norte, que bom, a ajudar com esmolas milionárias ou seja com uma fundação (isenta de impostos) milhares de futuros estudantes, isto é a dream come true, ou seja só falta criar-se o Sonho Português, peço desculpa pelo erro, hoje em dia deve ser em inglés, senão o fato marketing é nulo, então Portuguese Dream. Já agora os nossos filhos não dão muitos erros ortográficos a português, pela simples razão que o acordo ortográfico lhes facilitou a vida e claro eles passam a vida a devorar livros, em vez de usarem telemóveis e outras porcarias tecnológicas, e claro o inglês pelo andar da carroça, das próximas gerações provavelmente e gradualmente irá substituir o português lá está pelo fator capitalista, que come as matérias primas externas, culturas externas, e tudo o vá gerar mais bucks, vai aos poucos comendo tudo devagarinho até finalmente daqui a longos anos ser tudo tipo clone, porque formatar o ser humano é a melhor forma de o dominar, e que eu saiba países independentes hoje em dia contam-se pelos dedos de uma mão. Claro a formatação do ser humano ou lavagem ao cérebro que durante largas décadas foi feita através da TV, massmedias, rádio, internet, ou seja existe o emissor que formata e o recetor que ouvindo, lendo ou vendo, nunca pensa, apenas recebe a data que se vai acumulando e com o passar do tempo, vai influir, por exemplo na marca das cuecas, isto é em coisas importantes, já que esta lavagem ao miolo tem a finalidade de criar mais uma ovelha consumidora (dummy) que assim fica viciado no sistema capitalista e alegremente alimenta em ciclo vicioso o mesmo até falecer com a missão cumprida, porque era muito “feliz”, claro que se a ovelha pensar e sei lá, começar a educar-se, ou seja a ler livros, ouvir música e perceber a poesia da mesma, usar a internet não de forma passiva mas com objetivos concretos, essa mesma ovelha poderá não ser uma consumidora feliz mas provavelmente deixará de ser ovelha e consumidora de uma vez por todas. lol
    Ou seja na vida como em tudo existe milhões de opções, se formos sempre imitar aquilo que vimos, ouvimos ou lemos, não estamos a perder tempo, mas o importante, é, e isso é possível ser-se original primeiro consigo próprio e depois onde se quiser, é uma experiência mais realizadora, já que quando agimos como uma ovelha consumidora estamos literalmente a adorar o vazio e a deixar-nos corromper pela perfeição ou padrão criado para impressionar e assim fascinar e claro criar empatia visual, só que os olhos que eu saiba não pensam, estimulam o cérebro, e essa mecânica seja com as fotos seja com os vídeos é um vício complicado para o ser humano, tipo ciclo vicioso que se entranha e só desaparece quando a ovelha percebe que desde pequena é manipulada desta maneira simples. Os nazis criaram o 3D não sei bem porque o fizeram, já que só muitas décadas depois veio a ser implementado. Mas foi sem dúvida importante para o mundo das artes a criação tanto do cinema como da fotografia, só que como disse anteriormente, todos nós como país preocupados com os populismos, fascistas, comunistas e todos os regimes totalitários, temos que ter em consciência, que esta manipulação visual que influenciou as gerações criando os primeiros consumidores em massa aquando do aparecimento da TV, evoluiu e de que maneira o que contribui de forma descarada para a geração ignorante que vota nos populistas e que claro no futuro, para que isso não aconteça devem-se sensibilizar apelar à consciência de todos para se evitarem males maiores. É o que dá as influências comerciais, primeiro via TV, Rádio agora via Internet.

  3. Castração física?
    De início era cadastraçao química ( whatever isso seja ) .
    Parece que já estou a ver a proposta de lei : primeira violação, corte de um testículo, segunda violação, corte do segundo testículo, terceira violação, corte do terceiro testículo . E por aí adiante .
    Teria que ser assim para respeitar as boas regras do gradualismo penal .
    Sabendo-se que a pedofilia é em muitos casos de cura impossível, e que a esmagadora maioria dos pedófilos, é reincidente, ia ser uma roda viva de transplantes, para ir tornando possivel os novos cortes ( nem sei se o transplante de colhões é possível ) . Caso seja possível, o choné Aventura vai porventura solicitar o transplante de uns colhões de boi para ele – cabeça de burro, já tem .

    Num outro registo e se a moda pegasse, teríamos o PAN a interditar a matança de porcos para a obtenção de presuntos .
    Em alternativa, teríamos a amputação de uma perna apenas, e o porco sobreviveria com uma prótese.
    Iríamos assistir ao espectáculo de ver porcos de bengala, ou sei lá, de cadeira de rodas .

    Haja paciência …

  4. era mais eficaz como castigo dissuasor 10 marteladas nos ditos cada vez que fossem apanhados a tentar prevaricar com crianças.

  5. Retirar à força uma parte do corpo é um acto horripilante e abjecto. Retirar o corpo todo não será mais ainda? Pode-se olhar com indiferença para 1 aborto realizado para cada 4 nascimentos? 20% de abortos repetidos é igual ao litro? Muralhas da qual cidade? Daquela onde quem ousa provocar alguma reflexão sobre a naturalidade com que se mata um filho é imediatamente atirado aos leões?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.