31 thoughts on “Nas muralhas da cidade”

  1. Fui ler de novo para me certificar que não estava a ser injusto. Quanto ao fundo, por obséquio, publica todos os textos interessantes que encontrares sobre os excessos cometidos por juizes. Ninguém nega que eles existam, nem que seja legítimo e importante preocuparmo-nos com eles. Mas o texto que assinalas não tem nada a ver com isso. Trata-se de um alinhamento de chavões idiotas sem nexo nem gramática :

    A frase do título não está sequer construída. Parece anunciar uma crítica ao direito dos magistrados criarem sindicatos, mas afinal, o resto apenas critica as afirmações de um responsável sindical, o que é outra coisa. Que afirmações ao certo ? Não dá bem para perceber porque eu não assino o Público (e o autor, à boa maneira tuga, dispensa lembrá-las, é suposto o leitor saber), mas tanto quanto vejo, estamos a falar de uma proposta de lei a submeter atravês de um grupo parlamentar. O facto de cidadãos, ainda que sejam magistrados, pedirem aos deputados eleitos para legislar é um atentado à separação de poderes ?!? Depois temos as habituais simplificações : quem pede meios de inquérito reforçados contra a corrupção é imediatemente suspeitado de querer atentar ao Estado de Direito e os juízes que se atacaram às fraudes cometidas por Al Capone são perigosos discípulos de Proudhon que são contra a propriedade privada… Como é simples a vida para esta gente. E finalmente, horror ! Big Brother ! Fascismo ! O responsável diz (pelos vistos) que, para os políticos, não basta declararem o património, ainda têm que dizer de onde vem… Estará esta alimária ao corrente que os bancos pedem a qualquer cidadão justificações para transferências importantes ? Pelos vistos não.

    Mas opinar, opina. Outra pérola : “Não resistiu a juntar-se aos ataques ao Governo no termo do mandato do presidente do Tribunal de Contas”. Hem ? Ataques ao termo ? Ao mandato ? Ou será ataques à decisão de nomear um novo presidente, como se depreende da frase seguinte, mas nesse caso não são apenas ataques ao governo. Enfim, penosamente, chegamos à conclusão, que é a única ideia clara, e que é um slogan : “abaixo a república dos juízes”. Claro que sim. Fora com ela. Marchemos então ! Onde, ao certo ? Bute manifestar em frente do STJ ? Para protestar contra o quê ? Ninguém sabe ao certo, nem interessa.

    Habitualmente, vales mais do que isso, Valupi

    Boas

  2. “Estará esta alimária ao corrente que os bancos pedem a qualquer cidadão justificações para transferências importantes ? Pelos vistos não.”

    pelos vistos está e tu tamém, mas só quando te convém. a primeira desculpa do ministério público para justificar a investigação ao sócras, que já durava há uns anos, foram umas tranferências bancárias suspeitas, porque tinham valor superior a € 5.000, entre a conta da mãe e do filho que a cgd comunicou ao ministério público. tá bom de ver que o ministério público dever tar entulhado de denúncias destas. como o gajo justificou os movimentos, passaram à fase seguinte: se não foste tu foi o teu amigo e agora é preciso provar que o gajo tem testa de ferro. o juíz soares é bem claro ao que vem:

    “A nossa proposta foi no sentido de fortalecer o mecanismo de declaração de rendimentos. Isto, porque aquilo que está previsto hoje não é suficiente. Vamos imaginar que no exercício de um cargo público consigo arranjar uma maneira de ter 10 milhões de euros e não tenho esse dinheiro em meu nome, como é evidente. Vou ter de arranjar um testa de ferro. Com o mecanismo que nós temos hoje, essa pessoa não pode ser punida, porque o que está na lei 52 de 2019 é que só há crime de desobediência se a pessoa for notificada para apresentar a declaração ou para a corrigir. Mas, se as autoridades não sabem que a pessoa tem dinheiro ilícito, naturalmente, não a vão notificar”, esclarece Manuel Ramos Soares tvi 22/3

    o que o gajo quer é autorização para engavetar políticos que o incomodam, se quisesse combater a corrupção amandava-se ao off-shore da madeira e nem precisava de alterar a lei.

  3. Dasse …
    Já estão a falar de mim de novo ???
    *** O respeito que é devido ao venerando desembargador perde-o o sindicalista, arrastando na sua reiterada colagem à direita a isenção que é atribuída aos juízes. Alguém lhe devia lembrar que não foi sufragado em eleições, que as suas opiniões estão sujeitas ao crivo da opinião pública e, como as de qualquer político, ao escrutínio dos cidadãos. ***
    Ora aqui está uma coisa que me soa bem : a sujeição ao escrutínio dos cidadãos.
    O meu parente afastado, o Isaltado de Orelhas, foi condenado e cumpriu pena, penso 1 de 2 anos . Depois saiu e candidatou-se novamente . Foi sujeito ao crivo, escrutinado e descortinado – três tipos de tortura, contando com o crivo, coisa horrível, quase como a tortura medieval de hanged drawn and quartered, – e os orelhudos elegeram-no . Um meu outro parente afastado, esse foi posto de lado pelo mendes petit-patapom mignon mas candidatou-se como inde pendente por Engomar e também ganhou .
    O Povo é soberano, tá-se bem .

  4. poizé, chama-se democracia. mas não estás sózinho, o ventrujas vai privatizar a corrupção e só exercem os mais habilitados.

  5. “Falo dum texto. Falas do Socrtaes. Como de costume. Not my point.”

    o testo de que falas comenta a panela onde foi cozinhado o processo marquês e do novo lubjomir que pretende alterar a receita para continuar a vender a mesma merda. como de costume não é nada contigo e só vieste ver a bola, levaste com ela no foçinho e assobias para o lado.

  6. tu dizes coisas avulsas sobre generalidades poeticójurídicas e sonhos húmidos em particular, eu argumento o que me parece mais adequado como resposta.

    SUPREMO CONSIDERA JUIZ SÉRGIO MORO COMO PARCIAL NA CONDENAÇÃO DE LULA DA SILVA
    https://tvi24.iol.pt/internacional/brasil/juiz-sergio-moro-suspeito-de-parcialidade-na-condenacao-de-lula-da-silva

    por cá ainda não aconteceu nada ao justiceiro calex, mas como tem umas penas chamuscadas e já não interessa ao processo, o protagonista em regime de substituição entrou de serviço para conter os danos do abalo sísmico que aí vem com o processo marquês.

  7. Inacio,

    Como prova o Galileu, o Universo, que é o que tens na cabeça, anda todo ele em volta do Socrates. Isto nem se discute.

    Acontece que não falei do Universo, mas apenas dum texto, que fala de declarações de um representante sindical, magistrado, as quais versam aparentemente sobre uma proposta de lei a submeter ao parlamento. Eu sei que isso não é facil. Tens de identificar grupos de letras, que formam palavras, as quais são ordenadas em frases destinadas a fazer sentido. Tens de ler de cima para baixo e da esquerda para a direita. Com paciência vais acabar por conseguir. E’ um facto que o autor da peça não ajuda…

    Beijoca

  8. agora és porta-voz e tradutor daquilo que o soares diz.
    tá bem. atão e para que é que serve a proposta do gajo? ele já explicou e eu já botei aí acima:

    “A nossa proposta foi no sentido de fortalecer o mecanismo de declaração de rendimentos. Isto, porque aquilo que está previsto hoje não é suficiente. Vamos imaginar que no exercício de um cargo público consigo arranjar uma maneira de ter 10 milhões de euros e não tenho esse dinheiro em meu nome, como é evidente. Vou ter de arranjar um testa de ferro. Com o mecanismo que nós temos hoje, essa pessoa não pode ser punida, porque o que está na lei 52 de 2019 é que só há crime de desobediência se a pessoa for notificada para apresentar a declaração ou para a corrigir. Mas, se as autoridades não sabem que a pessoa tem dinheiro ilícito, naturalmente, não a vão notificar”, esclarece Manuel Ramos Soares tvi 22/3

    a quem é isto serve e se aplica neste momento? bom de ver que serve para explicar a falência do processo marquês. só espero que o salgado não seja patrocinador do próximo congresso em vilamoura (escusas de procurar vestígios do congresso de 2012, que os gajos já fizeram limpeza no site e na net).

  9. tu é que tens aversão ao português. tiques de aveque e ataques de tosse corporativa bafiósalazaróide.

  10. “Com o mecanismo que nós temos hoje, essa pessoa não pode ser punida, porque o que está na lei 52 de 2019 é que só há crime de desobediência se a pessoa for notificada para apresentar a declaração ou para a corrigir.”

  11. o problema é sempre a lei ou falta dela.
    nunca há incompetência ou encomendas, são todos muito esforçados, não tiram férias, mal pagos (qualquer primeiro ministro ganha quase tanto como eles e só comete crimes de corrupção). só há uns atrasozitos no aviar dos julgamentos, mas isso é por falta de mão de obra, viaturas, verba para tradutores & renova para afagar as hemorróidas.

  12. o problema é o legislador legislar em causa própria…estou mesmo a ver os políticos a legislar de forma a que os seus esquemas sejam descobertos depressa e bem. estranho , tanta ingenuidade. basta pensar na maravilhosa carreira docente , fabricada pós 25 de Abril , quando a maioria dos deputados era professor. agora , que a maioria é “jurista” , sabe-se lá o que fabricam.
    o sindicalista só faz o que deve fazer , proteger a malta.

  13. A justiça funciona; um belo exemplo é ver um sucateiro, Manuel Godinho, condenado a 18 anos de prisão e um Vara com pena exemplar de 5 anos; mereciam, porra, andar a justiça a vasculhar cartões de credito de um governo inteiro e verificar que eram muito mais sérios os investigados que os investigadores tem um preço; como no Brasil!

  14. Agora que eu ia falar no assunto para que serve um Sindicato só falam de enriquecimento ilícito e que os deputados e governantes enriqueceram e assim continuam por enriquecimento ilícito. Lá venho eu chatear e dizer o que os seres super dotados com capacidade para falarem como a Pitonisa negam é que me parece que quem tem de provar que o meu enriquecimento em ilícito não sou eu. Se eu tiver 5 carros topo de gama, 6 apartamentos de luxo e ganhar 900€ deve ser fácil provar que aquilo não foi comprado com tão fraco rendimento. Mas posso ter quem banque aquilo tudo porque quer (aqui a porca começa a torcer o rabo). Há muitos anos eu estava ao nível de rendimento dos 900€ de hoje. Colegas de Secção , quando eu disse que ia comprar um andar em tal sítio,interrogaram-me como tinha eu dinheiro para isso, respondi o melhor que consegui depois de engolir em seco e não a mandar para bem longe: é que eu tenho encantos ocultos. Já agora voltando aos Sindicatos, que nasceram para defender direitos laborais, vencimentos, horários, condições de trabalho, conflitos com os patrões, há muito que se dedicaram a fazer política e a influenciar decisões políticas portanto o Sindicato dos Magistrados não faz bem mais bem menos do que isso. Antes de terminar uma pergunta simplória, mas um órgão de poder pode ou deve ter um Sindicato?

  15. o cindy calista faz trabalho de pedicure, trata das unhas encravadas e tira os calos da corporação. o resto são extras para compor os 7.000 + despesas x 14 garantidos para ser orgão de soberania com direito a fazer greve, ameaçar governos, mandar bocas sobre processos em curso, comentar nas televisões, negociatas e borlas nos futebóis, tudo actividades isentas de impostos configurando aquilo que eles chamam de corrupção dos gajos que lhes vão parar à mão.

  16. mas se a senhora tiver uma empresa a facturar 100 mil euros / ano , suponhamos , e não tendo outros rendimento , comprar um rolls royce e uma casa de luxo , pode ficar descansada que logo o fisco lhe bate à porta a pedir-lhe provas de como arranjou a massa e a atribuir-lhe vendas por métodos indiciários que só valem para o carapau.

  17. 100 mil por ano dá para untar com 3%,depende se compra em nome da empresa ou em nome individual, se compra apronto pagamento, a prestações ou leasing e fico por aqui para não dizer mal do pessoal das finanças. inda agora almocei com um vendedor de imobiliário e um de bmws pretos a gásoil, o primeiro dizia que nos saudosos tempos em que se vendia qualquer barraco os juízes só faziam a escritura pelo valor do empréstimo o resto ia por fora e outro queixava-se do chefe das finanças que queria trocar de carro e mandava lá a inspecção de véspera para valorizar a troca.

  18. umas definições básicas , porque a não ser que se constitua a tal republica de juízes , o poder judicial está “subordinado” ao poder legislativo posto que :

    ” É exercido pelos juízes e possui a capacidade e a prerrogativa de julgar, de acordo com as regras constitucionais e leis criadas pelo poder legislativo em determinado país. ”

    além do mais :

    “A principal função do Poder Judiciário é defender os direitos de cada cidadão, promovendo a justiça e resolvendo os prováveis conflitos que possam surgir na sociedade, através da investigação, apuração, julgamento e punição”

    ora , os juízes não passam de funcionários ( de aí o sindicato) que põem em prática o que emana do poder legislativo. e , tendo em conta os objectivos do seu trabalho ” promovendo a justiça e resolvendo os prováveis conflitos que possam surgir na sociedade…” é normal que perante as novas formas de criminalidade económica pretendam ter outros meios de investigação adequados aos tempos globalizados e tecnológicos e que queiram ter instrumentos que lhe facilitem o controle da possível corrupção dos donos disto tudo porque quem lhe paga o alto salário , nós , assim gostaríamos que fosse.

  19. “ poizé, chama-se democracia “
    e qual é o problema, eu sou altamente adaptável, sobrevivo com qualquer sistema político, e depois ele há sempre novas oportunidades e novas fronteiras
    “ o ventrujas vai privatizar a corrupção e só exercem os mais habilitados .”
    então até agora era só pública ?
    e quem vai emitir as certidões de habilitações ? O ministro do meio-ambiente, da envolvente e da transcrição sinergética ? Explica lá quem !
    Eu não vos percebo, caralho, qual é o problema ???
    Entrou com tanto, ganhou tanto quanto, e saiu com tanto como .
    até a minha sopeira sabe fazer estas contas .
    Se entretanto amontoou tantissimo, tudo tem uma solução e uma explicação !!!
    coloca um anúncio no olx a dizer “compro bilhetes de lotaria premiados” . tá feito . isto sempre se fez ! é mais antigo que o cagar .
    E depois há também aqueles, como eu, que por feliz destino do acaso, são beneficiados por gajos e tipos, que se enganam nas transferências inter-bancárias e transferem o dinheiro para a minha conta . Não vais ser tão ranhoso ao ponto de dizer que fizeram isso para me incriminar, pois não ?
    Eu raramente confiro os meus extractos . e um outro até tinha a conta a descoberto .
    E não obstanto, o dinheiro chovia . e sem passar pela conta . Havia alguma necessidade de molhar a conta ?
    Agora sinceramente, não estou a ver qual o interesse de tantas leis e tantas mexidas legislativas, às tantas ainda vão inventar o crime de votante em potencial corrupto, na modalidade tendencial, sub-categoria prudencial, aonde é que isto vai parar caralho ??? vai ser um sarilho de todo o tamanho, então é que a doutrina se vai dividir …
    em suma, já não se pode gamar honestamente e em paz, pois se até um gajo eleito democraticamente é já objecto ( e também é abjecto! diga-se de passagem ) de um impichema por parte de uma pedra-pomes que lhe quer retirar o mandato e ilegalizar retroactivamente um partido !!!

    PS : se tivesse entrado com tanto, ganho tanto, amontoado tanto e saido com tanto, então não tinha ganho ganho absolutamente nada . E provavelmente tinha até perdido dinheiro como é conversa habitual dos que dizem que ir para a política só traz prejuízo. eu a um político desses, sinceramente, não lhe emitia declaração de habilitação . tanto trabalho para pouco tento .

  20. “Os órgãos de soberania são o Presidente da República, a Assembleia da República, o Governo e os Tribunais.“

    E o diário da república, não se esqueça disso !

  21. “então até agora era só pública ?”

    o soares acha que xim, não fui eu que disse isto: “Vamos imaginar que no exercício de um cargo público…”

    “e quem vai emitir as certidões de habilitações ? O ministro do meio-ambiente”

    isso foi no tempo do amilcar theias e do arlindo cunha que só passavam licenças de exploração de inertes a quem abrisse conta no bpn. num governo ventrujas é capaz de ser da incompetência da maria vieira.

    “… transferem o dinheiro para a minha conta . Não vais ser tão ranhoso ao ponto de dizer que fizeram isso para me incriminar, pois não ?”

    claro que não e muito menos por um agente da judiciária. se fosse meter droga num bolso para justificar a prisão do gajo ainda se compreendia.
    https://desporto.sapo.pt/futebol/primeira-liga/artigos/paulo-pereira-cristovao-deposito-na-conta-de-cardinal-foi-feito-por-adepto-ferrenho

    o resto já foi explicado aí acima várias vezes, chama-se lei 52 de 2019 e vai ser justificação para o falhanço do processo marquês e o sucesso da falência do bes que nunca investigou as relações do primo com o coelho e a estória que este contou ao possoilo.

  22. acho que não, vi assim muito por alto mas fala na conduta .
    conduta, compota e herdade do malfeitor são todas propriedades do gajo do BES . tá lá tudo bem explicito .
    e depois a lei não aproveita nada ao socrates porque não tem marcha atrás . socrates não está à frente da lei . do que ele é acusado não foi há uns anos atrás ? esta lei não contempla coisas que ele ainda não praticou uns anos hà frente . infelizmente, não beneficia . eu sempre disse que o contribuinte português é um desgraçado, só tem obrigações declarativas e contributivas . queriam estender essa violência toda aos honrados titulares de cargo, claro que se estes não arranjarem um pé de meia não vão a lado nenhum . felizmente sempre tivemos a maior compreensão por parte de soares, a par de ascensão e esteves . formaram um trio formidável na defesa da honra dos altos cargos, foi uma pena não se terem juntado ao padre anchieta e formado um movimento pela dignificação da jaguatirica, este sim, um ser perseguido e com belas manchas no cadastro .

  23. “… e depois a lei não aproveita nada ao socrates porque não tem marcha atrás…”

    não é para o socras aproveitar. o soares é que se aproveita da lei para justificar o falhanço do ministério publico no processo marquês e realizar o grande desejo da corporação, um organismo burocrático de funcionários públicos que escutam pessoas, analisam extratos de conta e ficcionam crimes por denúncia anónima ou encomenda, a reivindicação sindical que a classe considera ideal e adequada para teletrabalho em em pandemia e “aos tempos globalizados e tecnológicos”, como sugere o simplista das 18:46.

    sobre assumptos de marcha atrás é consultares o pascóvio, que tem trabalho científico e publicado sobre o tema “reverse engeneering”. eu é mais kultura destroçe…destroçe e moedinha se o carlitos for eleito.

  24. simon says que es um formalista teórico para o que te convém. na prática , da aí suspirarem por maiorias absolutas , o único poder com poder é o executivo , que manda os boys votarem yes às suas iniciativas legislativas , se não querem perder o lugar nas tetas, e por isso os deputados não passam de caniches amestrados nas jotas. também dá jeito um pr xoné ou da mesma cor.
    pode ser que os votantes comecem a fragmentar o bloco que nos arrasta para o fundo há que anos e leis como a do enriquecimento ilícito possam passar. e a má pala que dá não quererem legislar sobre o assunto . nunca ouviram falar da mulher do césar?

  25. “pode ser que os votantes comecem a fragmentar o bloco que nos arrasta para o fundo há que anos e leis como a do enriquecimento ilícito possam passar. e a má pala que dá não quererem legislar sobre o assunto . nunca ouviram falar da mulher do césar?”

    sim, um país de bufos e bufaria é o que tu queres para vingares a tua inveja do carro do vizinho. sistema simplório 1, 2 e 3, telefonas ao fiscal, o fiscal telefona ao vizinho e o vizinho vai ter que provar a todo o país onde é que arranjou a massa para comprar o bmw preto que tu tanto ambicionas. lá se ia o encanto e o segredo dos bmws pretos para gáudio da malta dos lamborghinis amarelos e desgosto dos pelintras do leasing.

    deve ser por falta de enquadramento jurídico e de pessoal que o ministério público não investigou a venda da groundforce em 2012. desde essa data têm andado ocupadíssimos com o sócras e não há tempo para outras denúncias.

    https://www.publico.pt/2021/03/24/economia/noticia/alfredo-casimiro-receber-76-milhoes-pagou-36-milhoes-groundforce-1955693

  26. invejar pessoas ? para isso tinha primeiro de reparar nelas , e não tenho tempo , curtir ocupa-me o tempo todo.
    já escolhi o meu 1º juiz prá república , o fonseca e castro .:) eh , valente , não te dobres.

  27. ok entendi mas vê se pões a doutrina em dia ( vários padres-nossos e algumas avé-matias, caso sejas ateu podes substituir por umas horas de visualização obrigatória do tvi24 notícias, tb conhecido por ex-canal valha-nos deus ) num lado dizes que a lei aproveita e que o Parquês vai abaixo, depois ementas e dizes que é para extender a corrupção aos privados, isso por um lado, mas por outro lado ( da lei, é só virar a página ) é, mas é só quando o aventurolas vier a decretar, ana bolas, é e-rratas a mais, temos que convir . se bem entendi, de momento temos corrupção pública, e privada, certo ? é pacífico? e com tanta possibilidade de escolha, de qual, exactassimamente, está acusado o pacífico socrates ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.