One thought on “Nas muralhas da cidade”

  1. Portanto é falta de inteligência discutir se o Chega é ou não é. Para mim é. Como não leio nada daqueles que o branqueiam não tenho informações sobre não ser que me norteiem. A propósito porque é que o apanhado de notícias que a Google me apresente traz tantos escritos do Observador a falar no Chega e no Ventura? O Chega é do Observador ou o Observador é do Chega? Encostam-se uns aos outros é o que é.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *