25 thoughts on “Não sou eu que o digo, é um supercomputador”

  1. pôrra, até o supercomputador consegue ver demência no Marcelo. a família é que continua a ser negligente com um idoso doente à solta na Cidade. que tristeza. haja a compaixão inteligente de Costa.

  2. fiquei muito desiludida com a IA , nunca pensei que se dedicasse a pintelhices_

    qual a importância para o país do conselho de estado ?
    quais as consequência para o país da informalidade do pr?
    não tens mesmo nada de relevante e interessante para discutir?

    por exemplo , o facto de termos um putinista de peso , um intj visualizador de padrões , era um tema super interessante.

    https://www.publico.pt/2023/09/08/mundo/noticia/elon-musk-recusou-activar-starlink-crimeia-erro-kiev-2062741

  3. Dona Yo,
    Perceba que o sr. Valupi foge do assunto guerra como o diabo da cruz. Para ele a questão é secundarissima, ponto final! O que lhe interessa é o foguetório de Marcelo, desde que não fale em comendas!… Está no seu direito. Afinal, anda tudo desligado… Cada assunto no seu tempo e lugar, que “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”, como diria o outro!

  4. ” por exemplo , o facto de termos um putinista de peso , um intj visualizador de padrões , era um tema super interessante. ”

    a notícia é de hoje, mas refere um facto do ano passado, que foi amplamente noticiado na altura e logo de seguida reposta a ligação a troco dum pagamento que tinha para receber do governo americano. entretanto já lançou mais uns satélites para os americanos poderem espreitar o que se passa na russia e arredores.

  5. dona yo velhaca treteira
    e JA piçarro capataz
    , maldicentes por paixão,
    vêm os dois cochichar
    à vez cada um se peida
    e atira com o outro ao ar
    pumpumpum
    !ai! que riso

  6. “espalhe por aí umas ideiazitas, que sempre haverá alguém que lhe pegue, se algum interesse, mínimo que seja, tiverem. Vá lá, faça um pequeno esforço!” – ontem à noite pedia ideias

    “Perceba que o sr. Valupi foge do assunto guerra como o diabo da cruz. Para ele a questão é secundarissima, ponto final! O que lhe interessa é o foguetório de Marcelo, desde que não fale em comendas!… Está no seu direito. Afinal, anda tudo desligado… Cada assunto no seu tempo e lugar, que “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”, como diria o outro!” – hoje de manhã dá ideias

  7. “a notícia é de hoje, mas refere um facto do ano passado, que foi amplamente noticiado na altura e logo de seguida reposta a ligação a troco dum pagamento que tinha para receber do governo americano”

    hahahahhaha, é fartar desinformação! põe aí o linque, bebé

  8. “hahahahhaha, é fartar desinformação! põe aí o linque, bebé”

    tudo o que começa com o verbo haver cheira a desepero

  9. “foi amplamente noticiado na altura e logo de seguida reposta a ligação a troco dum pagamento que tinha para receber do governo americano”
    põe aí o linque, bebé!
    ou será que não tens nenhum e foste apanhado a desinformar a serviço dos nazis outra vez?

  10. um gajo até fica na dúvida se o ignatzi é assim tão papalvo e acredita mesmo nas mentiras que conta ou se a desinformação que faz é completamente consciente.

  11. Após a reportagem da CNN, Musk mudou de rumo, escrevendo “que se dane… vamos continuar a financiar o governo da Ucrânia de graça”.

    Gwynne Shotwell, presidente de Musk na SpaceX, ficou furioso com a reversão de Musk, segundo Isaacson.

    “O Pentágono tinha um cheque de US$ 145 milhões (cerca de R$ 720 milhões) pronto para me entregar, literalmente”, disse Isaacson, citando Shotwell. “Então Elon sucumbiu às besteiras no Twitter e aos inimigos do Pentágono que vazaram a história.”

    https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/elon-musk-cortou-sinal-de-satelites-para-impedir-ataque-ucraniano-a-frota-russa-diz-biografia/

    podes continuar a negar a tua burrice, espernear mentira e espumar raiva, que não alteras a data dos factos, outubro de 2022. dava-te jeito que fosse actual, paciência foi o ano passado e foi revertido passado pouco tempo, mesmo assim causou prejuízos aos ucranianos. deixa-lá dentro de pouco tempo vão corridos com atacms de 300km

  12. um gajo até fica na dúvida se o público é assim tão papalvo e acredita mesmo nas mentiras que conta ou se a desinformação que faz é completamente consciente.

    Elon Musk diz que “recusou” activar Starlink na Crimeia. “Muito mais do que um erro”, diz conselheiro de Zelensky
    Carolina Amado
    O excerto de uma nova biograa de Elon Musk revela que o empresário terá impedido a ligação da zona cos- teira da península da Crimeia à Inter- net, através da Starlink, para evitar um ataque da tropa ucraniana à frota russa o ano passado. O empresário diz que, se tivesse permitido a cone- xão, signicaria “tornar-se cúmplice da escalada do conito”.
    De acordo com o jornalista Walter Isaacson, autor do livro que será lançado a 12 de Setembro, submari- nos da Marinha ucraniana terão perdido a ligação por satélite quan- do se aproximavam de navios de guerra russos no mar Negro. E aca- baram por ter de abortar o ataque.
    Face às intenções ucranianas, Elon
    Musk terá dado ordens para que a ligação da Starlink junto à costa da Crimeia fosse cortada. A data do ale- gado ataque não foi revelada. Segun- do o excerto da biograa divulgado pela CNN, por trás da decisão terá estado o “medo de que a Rússia res- pondesse a um ataque ucraniano na Crimeia com armas nucleares”.
    Mas o dono da Tesla e da SpaceX conta uma versão diferente no Twit- ter (agora X, também comprado por ele). A SpaceX não desactivou a liga- ção da Starlink à zona costeira da Crimeia porque essa ligação nunca chegou a estar activa.
    “Houve um pedido de emergência das autoridades governamentais para activar a Starlink até Sebastopol. A intenção era óbvia: afundar a maioria da frota russa ancorada”, disse Musk
    na quinta-feira. “Se tivesse concorda- do, a SpaceX seria explicitamente cúmplice de um importante acto de guerra e da escalada do conito.”
    Anteriormente, em entrevista a Isaacson, Musk mostrou-se surpreen- dido por se ver “envolvido na guerra”. “Não era suposto a Starlink estar envolvida em guerras. Era para as pessoas verem Netix, irem à Internet para estudar, fazerem coisas pacícas e não para ataques de drones.”
    Poucos dias depois de Vladimir
    Putin ordenar a invasão da Ucrânia, Musk anunciou que o serviço de Inter- net por satélite na Ucrânia estaria, daí em diante, activo. Desde aí chegaram ao país milhares de sistemas da Star- link, que passaram a ser usados pelo Governo, as Forças Armadas e cida- dãos ucranianos, de forma gratuita.
    Já em Outubro, Musk avisou que a SpaceX não poderia continua a nan- ciar sozinha e por tempo indetermi- nado os terminais de satélites na Ucrânia, pedindo ajuda aos EUA. Em Junho, o Pentágono assinou contrato com a empresa para adquirir o servi- ço em território ucraniano.
    Contudo, a utilização militar da rede, para controlar drones ou siste- mas de lançamento de mísseis, por exemplo, foi várias vezes condenada pelos líderes da SpaceX, que terão
    tentado restringir o uso dos seus ser- viços em regiões ilegalmente anexa- das pela Rússia, como a Crimeia.
    Ainda que essa divergência quanto aos ns militares ou civis da rede não seja uma novidade entre as autorida- des ucranianas e a SpaceX, ontem, Mykhailo Podolyak, conselheiro do Presidente Volodymyr Zelensky, rea- giu às notícias sobre a Starlink.
    “Às vezes, um erro é muito mais do que apenas um erro. Ao impedir que os drones ucranianos destruíssem parte da frota militar russa através da interferência da Starlink, Elon Musk permitiu que essa frota disparasse mísseis de cruzeiro contra cidades ucranianas”, escreveu na rede social X. “Como resultado, estão a ser mor- tos civis e crianças. Este é o custo de um cocktail de ignorância e ego.”

  13. “podes continuar a negar a tua burrice, espernear mentira e espumar raiva, que não alteras a data dos factos, outubro de 2022”

    tu és burro ou comes merda, só pode ser. percebes que a citação que colocas entre aspas nada tem a ver com o ataque de drones que ficou sem comunicações?! e que a outra em que afirmas que depois do pagamento por parte do governo dos usa resolveu a situação também é uma conclusão absolutamente asinina pois em nada se relaciona com o ataque anterior?
    ao menos alguém já se deu ao trabalho de citar aqui uma noticia inteira do publico que te desmente categoricamente. ou foste mesmo tu sem perceberes que te desmente?!
    continua a mandar postais.

  14. “dava-te jeito que fosse actual, paciência foi o ano passado e foi revertido passado pouco tempo, mesmo assim causou prejuízos aos ucranianos. deixa-lá dentro de pouco tempo vão corridos com atacms de 300km”

    hahahahhaah é o delírio! acha que me dava jeito que fosse actual!!!!! e diz que foi revertido passado pouco tempo!!!!! ou seja, nem as datas consegue perceber, não sabe o que consta do contrato da starlink porque é segredo, admite que na empresa não querem que seja usado para fins militares, e conclui que tinha razão quando dizia que há internet starlink na costa da crimeia e que agora é que a contra ofensiva vai .

  15. Por falar nisso…
    P-O Ministério Publico tem uma agenda política, calendariza algumas das suas ações com objetivos políticos?
    R (Bard)-Não, o Ministério Público não tem uma agenda política. O Ministério Público é um órgão independente do poder político, e as suas ações são guiadas pela lei e pelos princípios da independência, da imparcialidade e da indisponibilidade do interesse público.
    As ações do Ministério Público são calendarizadas com base nas prioridades definidas no Plano Estratégico do Ministério Público, que é aprovado pelo Conselho Superior do Ministério Público. Estas prioridades são definidas com base na análise da situação criminal e social do país, e visam assegurar o cumprimento dos objetivos do Ministério Público, que são a defesa da legalidade, a tutela dos interesses públicos e a prossecução dos interesses dos cidadãos.
    Assim, as ações do Ministério Público não são calendarizadas com objetivos políticos, mas sim com objetivos de promoção da justiça e da defesa dos interesses públicos.
    No entanto, é possível que algumas ações do Ministério Público tenham impacto na esfera política. Por exemplo, uma investigação do Ministério Público a um caso de corrupção pode ter impacto na imagem de um partido político. No entanto, este impacto não é intencional, e o Ministério Público não tem como objetivo influenciar a política.
    P- Se assim é, por que razão quase não existem casos de corrupção investigados na Região Autónoma da Madeira, com o PSD há décadas no poder e milhões gastos em obras esquisitas?
    Bard -Existem várias explicações possíveis para a falta de casos de corrupção investigados na Região Autónoma da Madeira. Uma possibilidade é que, de facto, não haja corrupção na Madeira. No entanto, esta explicação parece pouco provável, dado o histórico de casos de corrupção na região, bem como as denúncias que têm sido feitas por parte da oposição e da sociedade civil.
    Outra possibilidade é que o Ministério Público não esteja a investigar os casos de corrupção de forma eficaz. Esta explicação é plausível, dada a longa presença do PSD no poder na Madeira. O PSD é um partido com grande influência na região, e é possível que esta influência tenha dificultado as investigações do Ministério Público.
    Por fim, é também possível que os casos de corrupção sejam investigados, mas que as investigações sejam arquivadas por falta de provas. Esta explicação também é plausível, dado que os casos de corrupção são frequentemente difíceis de provar.
    É difícil dizer com certeza qual é a explicação para a falta de casos de corrupção investigados na Madeira. No entanto, é importante notar que a falta de investigações pode contribuir para a impunidade da corrupção na região.
    Aqui estão algumas sugestões para melhorar a investigação da corrupção na Madeira:
    * Aumentar a independência do Ministério Público, de forma a que este não esteja sujeito a influências políticas;
    * Fortalecer as leis contra a corrupção;
    * Criar um organismo independente para investigar a corrupção;
    * Aumentar a transparência na contratação pública;
    * Desenvolver uma cultura de denúncia da corrupção.
    Estas medidas poderiam ajudar a prevenir e a combater a corrupção na Madeira, e a garantir que os responsáveis sejam responsabilizados pelos seus atos.política.

  16. “admite que na empresa não querem que seja usado para fins militares”

    mas quem é que não quer, são os empregados ou o patrão que quer mais dinheiro? e o governo americano paga-lhe um bambúrrio de massa para os militares ucranianos verem a netflix, o gouchanov e a cretina ferreira, é isso?

    “ou seja, nem as datas consegue perceber”
    quais datas, quando foi escrita a biografia ou quando a moska ligou ao melão?

    “não sabe o que consta do contrato da starlink porque é segredo”
    tens link para o segredo ou acabou-se a imaginação na central de portimão.

    “conclui que tinha razão quando dizia que há internet starlink na costa da crimeia e que agora é que a contra ofensiva vai .”
    deve ser por isso que os drones ucranianos não atingem os alvos na crimeia.

    “ao menos alguém já se deu ao trabalho de citar aqui uma noticia inteira do publico que te desmente categoricamente. ou foste mesmo tu sem perceberes que te desmente?!”
    por acaso fui eu e até lá diz o seguinte que deve fazer parte do tal acordo secreto:

    “A SpaceX não desactivou a ligação da Starlink à zona costeira da Crimeia porque essa ligação nunca chegou a estar activa.”

    e continua:

    “Em Junho, o Pentágono assinou contrato com a empresa para adquirir o serviço em território ucraniano.”
    os usa nunca reconheceram a crimeia como russa

    depois para acabar as lamechices da paz russa e não encostem o urso à parede por causa do nuclear, mas vão dando cobertura aos ataques ucranianos, apesar dos mesmos se queixarem que de vez enquando são sabotados. o que deve constar no acordo secreto é dedução dos prejuízos causados por falhas de serviço na factura mensal.

  17. https://www.dw.com/en/ukraine-musk-defends-starlink-decision-on-crimea-strike/a-66764304

    Elon Musk has said he refused a request to extend satellite internet to the naval port city of Sevastopol in Crimea to enable a strike by Ukraine in 2022. He was responding to reports that he shut Starlink down instead.

    “The Starlink regions in question were not activated. SpaceX did not deactivate anything,” Musk said.

    “There was an emergency request from government authorities to activate Starlink all the way to Sevastopol. The obvious intent being to sink most of the Russian fleet at anchor. If I had agreed to their request, then SpaceX would be explicitly complicit in a major act of war and conflict escalation,” Musk said.

  18. “mas quem é que não quer, são os empregados ou o patrão que quer mais dinheiro”

    aparentemente é o patrão e não quer.

    “e o governo americano paga-lhe um bambúrrio de massa para os militares ucranianos verem a netflix, o gouchanov e a cretina ferreira, é isso?”

    então é para quê? e em que zonas? e quanto paga? mostra o que sabes, oh cheka-gpu. até agora, só palha que já digeriste

    “quais datas, quando foi escrita a biografia ou quando a moska ligou ao melão?”
    aquelas que vão entre outubro de um ano e junho do outro

    “tens link para o segredo ou acabou-se a imaginação na central de portimão.”
    eu? tu é que tens! ou falas com tanta certeza do que não sabes? já suspeitávamos!

    “deve ser por isso que os drones ucranianos não atingem os alvos na crimeia”
    e como é que sabes que estão a usar o sistema starlink? os responsáveis ucranianos não parecem muito simpáticos para o musk… ou tu achas que não há mais nenhum? achas que o exército americano depende do starlink?

    “por acaso fui eu e até lá diz o seguinte que deve fazer parte do tal acordo secreto:

    “A SpaceX não desactivou a ligação da Starlink à zona costeira da Crimeia porque essa ligação nunca chegou a estar activa.””

    eh pah, mas tu não dizias que tinha desligado e era porque queria mais dinheiro?! ui, já estás a fazer marcha à ré. delícia. continuemos

    “depois para acabar as lamechices da paz russa e não encostem o urso à parede por causa do nuclear, mas vão dando cobertura aos ataques ucranianos, apesar dos mesmos se queixarem que de vez enquando são sabotados. o que deve constar no acordo secreto é dedução dos prejuízos causados por falhas de serviço na factura mensal.”

    hãããããããã?! tilt completo, meu.
    para a próxima lê as noticias antes de linkares!
    abraço à cheka

  19. hahahahhaha, é fartar desinformação! põe aí o linque, bebé

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *