Não estamos em condições normais

Henrique Monteiro é um dos mais fogosos defensores de Seguro. Em condições normais, tal bastaria para já não ser preciso fazer mais dois debates. Toda a gente se calaria. Os holofotes apagavam-se. Os dois candidatos poderiam tirar umas merecidas férias. No dia 28 de Setembro, num silêncio apaziguado e convicto, votava-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.