Não desistem do ataque ao PS e da ingovernabilidade, promete a Catarina

«"Não desistimos de nada do nosso programa, mas aqui estaremos para todas as maiorias que melhorem a vida do país, como sempre fizemos, com toda a exigência. O que não aceitamos é a chantagem para que fique tudo na mesma", sublinhou a coordenadora do BE.

Recusando a "chantagem do tudo na mesma", Catarina Martins afirmou que o país sabe que "nada vai mudar se tiver uma maioria absoluta do PS" e "sabe que com a direita nunca haverá nenhuma solução para nada do que conta, porque a direita tem sido destruição no país".

"Vai ser a força da esquerda e do BE que vai ser capaz de criar soluções no país, porque não desistimos", reforçou.»

Fonte

Catarina Martins está a dizer que o último Orçamento, que ela chumbou, deixava “tudo na mesma”. Mais diz Catarina Martins que o PS sem maioria absoluta, o PS cujo Governo minoritário apresentou um Orçamento que ela chumbou, em nada melhora “a vida do País”. Donde, concluímos apoiados na honestidade intelectual de Catarina Martins, o PS com ou sem maioria não é “capaz de criar soluções no País”. Ou seja, seria benéfico que o PS desaparecesse pois se é para encontrar “soluções” só o BE as tem. “Soluções” para “mudar”, pois claro, acabando de vez com o “tudo na mesma”. Quem se atreverá a pôr em causa, sequer a tentar perceber, o que assim fica ao dispor do bom povo?

Esta lógica não tem lógica, tem sectarismo fanático. O mesmo sectarismo fanático que chumbou o Orçamento mais à esquerda na história da democracia constitucional portuguesa. O sectarismo fanático que enche a boca com a denúncia de uma suposta “chantagem” de que seria alvo, enquanto se dedica à real e suprema chantagem de abrir uma crise política socialmente irresponsável, eleitoralmente perigosa e inacreditavelmente prejudicial para aqueles que alega defender.

9 thoughts on “Não desistem do ataque ao PS e da ingovernabilidade, promete a Catarina”

  1. … o tom sofrido desta hipócrita a debitar masoquismo.

    o diagnóstico está supimpa, mas faltou mencionar o esforço da sic e observadores associados para difundirem a mensagem do messias louçã.

    pode ser que se fodam e tenham menos cadeiras em s. bento que os chiganos.

  2. A Catarina é uma burra !
    Quer tudo para ontem e não sabe onde ir buscar o dinheiro!
    É típico dos UDP. Já na Lisnave queriam tudo sem saber de onde vinha.
    Olha o resultado dos serralheiros encartados !

  3. A Catrina é uma artista e atriz e debita o guião do Xico, com a eloquência, cara muito séria e sorriso malandro para se autoconvencer. Só quer palco e a comunicação social da direita oferece e agradece. É só teatro ( burlesco).
    Se houver alguém que proponha qualquer melhoria , berram porque, dizem eles, têm muito melhor solução Onde tem a máquina de fazer dinheiro não diz ( é preciso ler o programa para perceber o tipo de máquina).
    Sonham com a revolução para amanhã . Não passam de um partido de protesto . São muito urbanos, com retaguarda protegida,

  4. O sr poucochinho (definição do próprio) quando perdeu a eleição de 2015 e resolveu ficar refém do PCP e BE fez a sua escolha. Na verdade tem o que merece

    José Marques

  5. a dona Catarina faz-me cócegas nos pés – faz-me cócegas nos pés porque é de onde lhe saem os pensamentos que verbaliza. ainda um destes dias, em 2016, disse que todos os dias se arrependia de andar na geringonça pelas limitações inerentes. no entanto, não obstante, contudo, todavia, !ai! que risinho malandro, entretanto, o meu, adoro as expressões redundantes em comboiinho, havia de continuar a lutar pelo travar do empobrecimento do país e pelo afastamento da direita do governo. ora a dona Catarina é, pois, invejosa – não porque quer o que o Senhor Costa tem , por saber das suas limitações -, porque quer que o Senhor Costa não tenha.

  6. O BE e o PCP ao votarem contra o OE 2022, praticaram o seu próprio “hara-kiri”!
    Continuam a tentativa de chantagear o PS, com o constante apelo contra a maioria
    absoluta deste partido nas próximas eleições legislativas! O povo que dizem defen-
    der está farto deles e, das suas incoerências cada vez mais visíveis e , sem qualquer
    lógica pois, quando acusam o A. Costa de fazer “chantagem” para provocar eleições
    ao não aceitar as imposições destes partidos na discussão do OE, não explicam a
    razão porque não contrariaram esse desejo bastando para isso a abstenção na vota-
    ção na generalidade do OE!
    O mesmo se passa com as centrais sindicais afectas aos esquerdistas fazerem greves
    de 5 dias na recolha dos lixos urbanos, em plena nova vaga da pandemia que, vem
    atrofiando as nossas vidas … acções que, nesta altura muito contribuirão para não vo-
    tar nessas forças políticas!!!

  7. quando ele mais precisava, com “pelouros” no executivo. Se a tivesse dado, ver-se-ia livre dos bermelhos nas legislativas de 2003, assim, à francesa. Agora, é bem capaz de ter de adormecer todas as noites, a partir de janeiro, com os pés enregelados de frio. Não se brinca com a Catrina!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.