Muralhas ao abandono

"Sabe como eu acompanho com apreço a sua luta no domínio da corrupção. Falei dela muitas vezes."

Marcelo para Morais

"Muitas das denúncias que o dr. Paulo Morais tem feito são denúncias certas."

Nóvoa para Morais

"Tenho a minha biografia, tenho a minha vida claramente ao serviço da luta contra a corrupção."

Belém para Morais

__

Os mais fortes candidatos a serem o próximo Presidente da República sujeitaram-se obnoxiamente, nos debates respectivos, ao tratamento demagógico e populista com que Paulo Morais explora a problemática da corrupção. Marcelo declarou-se fã, Nóvoa validou o método e a matéria e Belém reclamou pertencer ao clube. Este espantoso espectáculo exibe a uma luz implacável o estado de decadência política a que a direita conduziu o País desde 2004, com o lançamento do caso Freeport, e depois a partir de 2008 e até ao presente, em carga desenfreada envolvendo partidos, comunicação social, Presidência e agentes de Justiça. Não se sabe quando é que a estratégia terá fim ou se o terá.

Este Morais, mais um “homem do Norte” que se oferece para meter na ordem a moirama com uns berros, funciona como a perfeita caixa de Petri do fenómeno. Licenciado em Matemática (pasme-se), doutorado em Engenharia e Gestão Industrial (assombro) e professor catedrático há décadas a ensinar aos petizes universitários o que é a estatística e quejandos (temor e tremor na Grei), seria de esperar que o seu discurso contivesse números a respeito da corrupção. Pelo menos, alguns. De um fulano que anuncia ter dedicado a sua vida a esta causa, e que se apresenta como um académico e figura pública de alto prestígio, pelos menos um esboço dos casos e indícios de corrupção em Portugal, por mais preliminar que fosse, era o mínimo dos mínimos a trazer para sustentar a retórica de feira. Ainda por cima, estando numa campanha onde promete acabar com o mal recorrendo apenas ao poder mágico que o destino confiou à sua impoluta e magnífica pessoa. Como é que estamos de corrupção nos Governos, nas autarquias e nos institutos públicos? Onde cresce, onde diminui, onde se mantém, onde nunca ocorreu? Quais os padrões, qual a tipologia, quais as causas? Quem está a falhar, e a acertar, no campo da fiscalização? E no da prevenção? E no da investigação? E no da condenação? E porquê? Se alguém quiser que o Morais trate do assunto com alguma objectividade, com algum acesso tangível, concreto e racionalizador, terá de aguentar até à sua reencarnação.

Na verdade, o Morais caçador de corruptos tem números. Muitos. Resolveu a carência dos dados sobre a corrupção real indo buscar todos os números da corrupção possível. E estamos a falar mesmo, mesmo, mesmo de todos os números. Foi assim que chegou à fórmula suprema para encantar o taxista e o leitor do esgoto a céu aberto: os Orçamentos de Estado são o instrumento da corrupção da classe política. Não é simplesmente linda esta ideia? A partir dela, dos deputados aos ministros, passando pelos Presidentes da República e tribunais, vai qualquer um na enxurrada. Só se salva ele e quem ele indicar. Também nesta lógica surge uma outra ideia igualmente linda, a de que os Orçamentos de Estado são complexos de mais, e que bastaria uma semana para elaborar um. Aqui temos de reconhecer o espírito de misericórdia que revela, pois ele poderia ter dito que os Orçamentos de Estado se fazem num fim-de-semana havendo vontade para tal, ou até numa tarde de amena cavaqueira desde que esta viesse na continuação de um almoço bem regado. Podia, mas concedeu mais tempo a uma classe política que sabe ser intelectualmente desqualificada e corrupta, uma semana inteirinha. Talvez seja da proximidade do Natal.

O Morais anuncia mais. Diz que irá a Angola e ao Brasil dar um responso aos governantes e políticos corruptos desses países. Ainda não o disse, mas creio que lá chegado terá tempo de puxar as orelhas aos magistrados angolanos e brasileiros e deixar um conjunto de leis que espera ver aprovadas quando voltar a esse ultramar para fiscalizar as mudanças exigidas. Por cá, com ele a mandar nisto a partir do palácio rosa à beira Tejo, assistiremos a um festival de quebra de contratos entre o Estado e privados, o que nos deixará em superávite no espaço de um ano. O critério é tão simples como o que nos permite ter Orçamentos de Estado for dummies: se os contratos tiverem algures a sigla PPP ou tiverem a assinatura de algum ministro socialista, o Presidente Morais interrompe de imediato os pagamentos. É que Sócrates é um dos grandes representantes da corrupção em Portugal, como já afirmou, tendo sido muito bem acusado, como igualmente já profetizou antecipando-se ao próprio Ministério Público e dando mais um exemplo de como com ele a tomar conta disto os problemas resolvem-se num piscar de olhos.

Esta patética figura reproduz o discurso do ódio aos políticos, às instituições democráticas e ao Estado de direito. Nisso imita como caricatura ambulante e tosca a parte principal da opinião difundida pela imprensa portuguesa, incluindo parte dos seus directores. É um espelho da sociedade actual e das agendas dominantes. Não admira que tenha também em Sócrates e no PS um alvo favorito, como fazem todos os da sua laia. O que há de notável no seu caso, porém, não se circunscreve à sua pessoa. Antes, é o que ele permite descobrir dos restantes actores políticos, especialmente daqueles a quem se exige maior responsabilidade política e cívica. Para nossa miséria, até esses capitulam perante alguém que tinham o dever de denunciar e castigar com tolerância zero. Eis a corrupção fundamental no seu esplendor, quando os guardas abandonam as muralhas da cidade e participam, por actos ou omissões, no assalto e na pilhagem.

35 thoughts on “Muralhas ao abandono”

  1. morais,filho de gente simples de viana do castelo,escolheu este” nicho de mercado”,para aparecer nos jornais e tvs.fugiu ao trabalho autarquico (camara do porto) ao fim de pouco tempo, no primeiro mandato de rui rio. como não concretiza nada sobre a corrupção,suspeitos não há. resumindo- ter assunto para” o correio da manha” é hoje o seu grande objectivo.os corruptos podem estar descansados…

  2. Mesmo com organismos internacionais a catalogarem Portugal como num degrau de corrupção muito acima do que devia , ainda há gente que duvida? tem pai que é cego.
    Talvez por isso não se veja que um marmanjo de mais 50 anos que vive as custa da mãe e dum amigo incrivel, ainda é mais fantasioso que a Walt Disbney, e muito fantastico que um juiz acredite nessas estorias.

  3. antonio cristovao, já testemunhaste algum caso de corrupção? Conta lá. Fala-nos também um pouco desses organismos internacionais e suas catalogações.

    Ah, espera, tu queres é falar da vida privada de um concidadão, e falar dela a partir do ponto de vista daqueles que cometem crimes para o devassar e atacar. Se calhar, qualquer dia apareces tu numa qualquer lista de corruptos, porque o gostinho para tal já o tens.

  4. ó cristóvão bota lá o link do organismo e do estudo sobe pena de se não o fizeres passares por aldrabão que repete mentiras que lhe bichanaram ao ouvido. Nem sabes em que lugar fica só sabes que foi muito elevado LOL

    Vou te dar uma dica, o estudo que há internacional e que eu em tempos li, é sobre a “percepção da corrupção”.
    Que é uma coisa bem diferente da corrupção real.

    Passo a explicar: a percepção da corrupção é como o próprio nome indica, uma percepção ( espero que o teu cerebro de minhoca tenha conseguido acompanhar até aqui- senão lê outra vez esta frase do começo.)
    Ora uma percepção pode ser influenciada por factores como, sei lá, uma direita que anda há 10 anos a tentar meter a oposição na cadeia recorrendo-se dos juízes que tem no bolso e dos media que controla integralmente, bombardeado diraiamente as pessoas com a ideia de que é só corruptos para livrar os seus… se calhar isso é capaz de influenciar qualquer coisa não sei.

    O estudo é feito perguntando às pessoas em focus groups. :)
    Ou seja não tem por base qualquer dado real como numero de acusações e condenações, etc
    Porque nesse caso seriamos certamente um dos países menos corruptos do mundo sendo que neste país só ministros socialistas é que vão de cana (sem provas) e os corruptos do PSD e do CDS são safos pelo calex & rosex LDA , com os arquivamentos e prescrições do laranjal ! Tás a ver ou carece de desenho?

    No estudo há varias curiosidades.
    Perguntando às pessoas se Portugal é corrupto as pessoas dizem que sim na sua maioria!
    Mas depois à pergunta se já presenciaram algum acto de corrupção dizem maioritariamente que não!
    Supreendentemente na Alemanha é ao contrário!

    Portanto no mundo do Walt Disney vives tu com esses argumentos falaciosos e canalhas que aqui regularmente aqui apresentas!

  5. Deixo aqui este texto do João Pinto e Castro que vem bem a propósito:

    “4.2.09
    Lições de transparência
    .
    As pessoas que alinham num esquema de pirâmide não o fazem iludidas, mas convictas de serem elas próprias o vértice superior de uma pirâmide de tansos. Por outro lado, no conto do vigário, a chamada vítima acredita estar a vigarizar o vigarista.

    As pessoas tendem a imaginar que os outros se guiam pelos mesmos princípios que elas: os vigaristas só vêem vigaristas à sua volta, os corruptos só vêem corruptos. Em contrapartida, as pessoas generosas, contra toda a evidência, só conseguem enxergar bondade e simpatia.

    A única corrupção de que todos temos conhecimento seguro é a do funcionário que nos dá a escolher entre esperar 6 meses por uma fotocópia autenticada ou resolver imediatamente o assunto pagando 100 euros.

    Todos somos testemunhas de que esta forma de venalidade está muito disseminada e é socialmente muito bem aceite. Os próprios não vêem nela nenhum mal: “Neste país de bandidos uma pessoa tem que se defender”. O que é a pirâmide deles comparada com a pirâmide dos “grandes e poderosos”, dos políticos e empresários que movimentam milhões?

    A suspeição em relação às grandes negociatas não necessita de factos concretos para se alimentar; basta-lhe a crença de que, sendo tão abundante a pequena e média corrupção, também a grande não poderá deixar de existir.

    É um erro julgar-se que a suspeição se cura com transparência. Nunca como hoje houve tanta transparência, mas isso só acirra mais o resentimento: “A mim é que não enganam eles com tanto show-off! O que é que estes gajos estarão a tentar esconder?”

    A suspeição é uma patologia social muito nossa. Os relatos históricos provam que estava connosco há 500 anos, e eu desconfio (ou suspeito, pronto!) que por cá andará daqui a mais 500.

    Por mim, também tenho uma desconfiança: a de que os maiores corruptos se encontram entre os que mais bramam contra a corrupção. Se a polícia andasse de olho neles, talvez alcançasse progressos rápidos e significativos.

    Até lá, afastem-se de quem se gaba da sua honestidade, se for homem; aproximem-se, se for mulher.”

  6. António Cristóvão, tens de decidir: o marmanjo Sócrates vive à custa da mãe e do amigo, ou amealhou milhões em actos de corrupção enquanto governante? Se tem a fortuna colossal de que tu e todos os fazedores de calúnias o acusais, e o MP não avança para lá da mera suspeita, apesar de anos de investigação exaustiva, que necessidade tinha o homem de vender a sua casa (para reembolsar os empréstimos ao amigo), utilizar a herança materna e recorrer a empréstimos bancários ? És burro ou fazes-te ou cegaste de ódio? Confirma-se a venda da sua casa, a herança recebida, os empréstimos do amigo e os empréstimos bancários. Enquanto isso, o MP, depois de virar do avesso a vida e os actos de Sócrates, na última década, não encontrou um único crime para o acusar. Foi assim no Freeport, e está a ser assim na Operação Marquês. E é isto que vos exaspera e vos fode. como se diz aqui no Norte.
    Sobre o post do Valupi, estou muito de acordo. Nóvoa e Maria de Belém (do Marcelo trambiqueiro espera-se tudo, de modo que nem o comento) andam distraídos. Não leram o recente comunicado do Grupo Lena, onde afirma que Paulo Morais mentiu grosseiramente (sobre a corrupção com Sócrates -“troca de favores”) e já processou o candidato presidencial mentiroso e caluniador. O Grupo prova com números, como Sócrates também o fez na TVI, que foi durante os governos Sócrates que menor volume de negócios fez com o Estado.
    Mas os factos não interessam nem ao MP, nem aos caluniadores, nem a este papagaio António Cristóvão.
    E se fosses à merda, Cristóvão?

  7. De facto, não entendo… , ou estão a guardar cartuchos, para a próxima semana, ou o argumentário é muito fraco.
    1- A eleição é para PR, Não para procurador geral da República.
    2-Com o que disse marcelo, ao longo destes longos anos, na tv, não se percebe que, basta um único episódio da novela televisiva, para o tirar de cena?
    3- O Apoio dos três presidentes que contam, não é suficiente , ou cavaco também conta ?
    Morais, sai na primeira ronda.
    Marcelo na segunda.
    Belém na terceira.
    – Marcelo, passa, porque todas as fichas da direita, lá estão, na esperança de que …
    -Nóvoa, passa. Porque vai ser Presidente.
    – Edgar Silva, passa , porque não é burro nenhum, e inviabiliza uma eleição à primeira. Passa por sua vez, testemunho a Nóvoa.
    -Marisa Matias, ( tenho muita pena, que não venha a ser PR ) Talvez Portugal , desse um salto de um Século, ( do XIX, para o, XXI).
    Passa, mas prefere Nóvoa , a marcelo. ( Óbvio )
    -Por Último, Belém. Grande Presidente que seria!!! ( A Sério )
    Daqui a quatro anos, que se prepare, pois vai lá chegar!
    Até lá, “comissão” no Rato, e apoio a sério ao candidato do PS PORTUGUÊS.

  8. O M.P. ,na operação Marquês,podia arranjar uma multa de estacionamento proibido de Sócrates!!!! Dez anos de investigação e nem uma multa encontram!!! Arre mundo!!!

  9. A cadeira de Lopetegui para o Tino de Rãs.

    A cadeira do Tino para Guterres, e já!

    É o desejo do grande Tino de Rãs.

  10. … E mais, É de Valença! Para quem não saiba, foi lá que começou este NOSSO , pequeno espaço. com as fronteiras mais antigas da europa !
    – Se a alemanha não consegue ser, o elo conciliador, nós concerteza que o seremos!

  11. Estou convencido que anos de escutas telefónicas, dezenas de investigadores pagos pelo Estado e centenas de Balbinos Caldeiras a devassar a vida de Paulo Morais, ou de qualquer outro candidato, já teriam fornecido elementos indiciadores de práticas ilícitas capazes de formular uma acusação contra a sua pessoa, sem qualquer complexidade.

  12. Já ouviste falar em R.B.I. ,rendimento básico incondicional? Pergunta aos teus familiares e amigos que estejam no Canadá,Holanda,Finlândia,Suécia ou Noruega. Pela Comunicação Social vais ser o último a saber…

  13. Uma confissão :

    Só hoje, no seguimento de uma informação veiculada por um dos ouvintes da Antena Aberta da Rádio Pública , fui levado a concordar que o Príncipe Marcelo vai ser realmente Coroado , como é próprio dos Hábitos por ele adquiridos nos ambientes monárquicos da Fundação da Casa de Bragança onde tem o tacho de ser , desde 1994, um dos sete membros da Junta Diretiva e, desde 2012, Presidente da Fundação . Liguei para alguns òrgãos de comunicação social e os jornalistas com quem falei ignoravam esta parte da biografia de um dos mais mediáticos candidatos a Presidente da nossa República

  14. “tem pai que é cego.”

    Não cristovão, é assim;
    Tem Mãe que é Mãe.
    Tem amigo que é amigo.

    Mas tu não percebes nem nunca perceberás porque tu, tal como o paulo morais das falsas morais e moralidades, por reflexo de ti próprio e de teu ser pensante, não ultrapassas a ideia de que na mesma situação farias mesmo aquilo de que acusas os outros.
    Para te evadires desse circulo de pensamento incorreto e mal-são tens de te educar para entenderes e apreenderes fundadamente que os humanos não são todos iguais e que, portanto, perante as mesmas circunstâncias não agem da mesma maneira

  15. E com tanto esforço metido por este Paulinho a combater a corrupção os portugueses votantes são ingratos porque não parece convencer mais que 1% de papalvos a votarem nele.
    Burros mas nem tanto! O retrato deste Paulo Morais já foi tirado. E sintomático que não consiga mobilizar ninguém, especialmente o denominado “povo do Norte” pois esses são quem melhor lhe tira a pinta. Então ele foi vereador do Urbanismo na Câmara do Porto presidida por esse outro impoluto cidadão que é Rui Rio e os dois não se entenderam no combate à corrupção ? Paulo Morais deixa subentendido, mas NAO SE ATREVE (porque será?), a acusar Rui Rio de fazer parte da pandilha, ou no mínimo de se vergar, à pandilha de corruptos da construção e do imobiliário. Este populista está completamente desacreditado e é simplesmente patético a clamar no deserto. Faz lembrar um tal de Fernando Namora a clamar contra a pedofilia no clímax do caso Casa Pia. Estão a ver aonde quero chegar ?
    Realmente é pena que ao menos Sampaio da Novoa não tenha a inteligência de o encostar às cordas, mas se calhar o problema são os tais 6 assessores.

  16. o baixa autoridade contra a corrupção quando foi chamado ao ministério público defender a tese do portugal corrupto apresentou como provas os artigos que ele próprio tinha escrito nos jornais, portanto estamos conversados sobre este inquisidorito da treta. no debate com o outro pregador de honestidade, o neto, poderia ter-lhe chapados na ventas com a operação furacão e perguntado quanto é que pagou em multas e comissões ao rosário alexandre para o limparem das vigarices que acusa ao sócras. tamém lhe poderia ter perguntado se alguma vez teve uma conta na suiça e qual proveniência do dinheiro que lá punha a enxugar, mas não, usaram o debate para fazer a barba um ao outro.
    http://www.dn.pt/bolsa/interior/mp-quer-tirar-henrique-neto-da-operacao-furacao-1284586.html

  17. Pois. E os sinais vindos do novo governo também não ajudam. O Ferro Rodríguez na apresentação dos cumprimentos ao PR(?) foi muito além da civilidade do acto, o medo de não ser perseguido pela mesquinhez e ódio de Cavaco, fe-lo subjugar, uma vez mais ao poder do verdadeiro dono disto tudo. O mesmo com Costa ao recebe-lo na cerimonia de comemoração dos 30 anos de adesão à UE, parecia um cicerone, baixou a cabeça e tudo. A culminar na entrevista de ontem na Quadratura (porque aquelas explicações ali? Com aquele ar paneleiro dos olhos) o Coelhone ao referir-se as novas medidas do Governo, referiu o Correio da Manhã. Todos os outros jornais deram a noticia, porquê a escolha daquele? Isto são sinais da estratégia de distanciamento propositado em relação ao governo de Socrates e a necessidade de apoios para alem da coligação. Um socialista manso.

  18. Socialistas mansos? Uns lesmas sem coluna vertebral. O povo não gosta deles, e com razão. Prefere as bestas que se mostram com o que são. Insensíveis, vão até ao limite; trauliteiros, mostram o pau todo; mentirosos, nem sombras de esconder a cara de vergonha; basófias, não fazem o mínimo esforço para disfarçar. E o povo prefere e compreende esta franqueza à bruta. Lembram-se do que fizeram Sá Carbeiro e Freitas do Amaral ao Ramalho Eanes PR? Eu recordo: “Eanes cheira mal, cheira a Cunhal” e nada de salamaleques, cumprindo rigorosa e estritamente o protocolo de Estado de forma ostensiva. Ferro Rodrigues e Costa, a exemplo de Jaime Gama em relação a Alberto João Jardim, bajulam e quase rastejam, enquanto o povo faz descer Cavaco até ao fundo da tabela da consideração política. Não estou a sugerir o afrontamento, mas apenas por respeito ao cargo, embora Cavaco tenha feito arrastar na lama as funções de um PR. Esquecer este facto, fazendo de conta que o homem cumpriu o seu dever, é imperdoável. Cavaco conspirou contra o governo socialista de Sócrates. Ferro e Costa acham que isto não tem importância nenhuma. Se Marcelo fizer outro tanto, não há-de morrer ninguém…
    E assim vão os brandos costumes lusos, tão bem exemplificados em Ferro e Costa. E Jaime Gama. Estes três grandes socialistas nunca hão-de erguer a voz para clamar “infâmia!” (como fez Mário Soares) quando algum dos seus camaradas for humilhado e perseguido por justiceiros, de todas as formas possíveis e imagináveis, em autêntico processo kafkiano.

  19. Pedro Manobra, claro. Enfim, vocês sabem de quem estava a falar !!!
    E hoje lá vai o Sócrates fazer mais uma conferência sobre Política, Justiça, e …indiferença! E o silêncio sepulcral que se lhe seguirá ameaça fazer de Portugal um país de surdos.

  20. O jornal Sol descobriu mais uma notícia para enlamear o evento. A indústria da calúnia não perdem uma para perseguir o ex-PM. É isto o nosso jornalismo. A SIC fez acompanhar a notícia do evento com o vómito do SOL, ficando-se pelas letras grandes do vómito. A SIC nem se preocupou em ler o corpo da notícia, que desdiz o título do SOL. Se leu a notícia toda e, mesmo assim, deixou sair a atoarda, temos de concluir que a SIC gosta do esgoto a céu aberto.

  21. «Só hoje, no seguimento de uma informação veiculada por um dos ouvintes da Antena Aberta da Rádio Pública , fui levado a concordar que o Príncipe Marcelo vai ser realmente Coroado , como é próprio dos Hábitos por ele adquiridos nos ambientes monárquicos da Fundação da Casa de Bragança onde tem o tacho de ser , desde 1994, um dos sete membros da Junta Diretiva e, desde 2012, Presidente da Fundação . Liguei para alguns òrgãos de comunicação social e os jornalistas com quem falei ignoravam esta parte da biografia de um dos mais mediáticos candidatos a Presidente da nossa República.»

    Vocês são tão picuinhas, parecem o Prof. Balbino a investigar a vida do técnico de Engenharia José Sócrates!

  22. Trata-se da notícia em que um primo de Sócrates “desmente Carlos Santos Silva” sobre a origem dos milhões depositados na Suiça. Diz o primo (no título da notícia) que a família nunca teve negócios com o amigo de Sócrates, mas depois, no corpo da notícia, lê-se que o tio de Sócrates “apenas detinha 50%* num negócio de salinas e Benguela, Angola. Os lucros deste negócio, segundo Santos Silva, foram transferidos para a tal conta na Suiça. Estás a ver, Jasmim, a manobra caluniosa do SOL. Mete Sócrates ao barulho e afima que Santos Silva mentiu ao Rosário Teixeira. Tinha de haver alguma coisa para enlamear a conferência de Sócrates no Algarve.
    Tudo isto perante a indiferença generalizada de toda a gente, quando em causa está a honestidade ou desonestidade de um ex-PM.

  23. Ah, pois, típico!
    Mas se já só há pólvora seca desse calibre para tentar Socrates o naufrágio da “investigação” tornou-se inevitável.

  24. Seria interessante se alguém se desse ao trabalho de investigar o que foi a passagem de Paulo Morais (com funções diretivas) no Jornal O Primeiro de Janeiro, no princípio da década de 1990. À época, o jornal havia sido adquirido pelo empresário Eduardo Costa, num processo de contornos obscuros (e sobre quem recaiam as mais variadas suspeitas, confirmadas em tribunal em 2014), sendo que Paulo Morais era no principio da década de 90 um dos principais homens de confiança de Eduardo Costa…

  25. começo a pensar que a corrupção que tanto se fala em portugal, é uma espécie de “mito urbano”. tanta é a corrupção e ninguém é apontado mesmo em surdina,quanto mais ir a tribunal.o único ser que denúncia esta especie depois do paulo morais,é a rola do meu merceeiro que há saida dos clientes os trata por corruptos. cucurruptos diz ela.

  26. Realmente…
    Depois de ler esta treta toda (ou quase) de (adivinha-se com facilidade…) gente com calos nas mãos, sou levado a concluir que há corrupção em portugal (dos sapos pequeninos…) , mas que ninguém pode provar. E se alguém tomar a peito esse tema, é um demagogo, etc. e tal. Talvez seja!
    Não sei mesmo, é classificar os outros…

  27. “… os Orçamentos de Estado são o instrumento da corrupção da classe política.”

    Paulo Morais não é o único a dizer que as PPPs são ilegais e que têm clausulas sigilosas, há quem diga até que são crime (por exemplo Carlos Paz, ontem 20-01-16 num canal de tv (DN?não me lembro)).

    Se as PPPs são ilegais e criminosas então não podem constar no orçamento do estado como despesas, se constam algo está mal.
    Teve de haver um(uns) corruptor(res) e um(uns) corrompido(s) para que a ilegalidade e/ou crime fosse cometido. Logo, o orçamento do estado é um instrumento da corrupção da classe política, porque inclui e executa, pagamentos ilegais, derivados de corrupção.
    Será que estou certo no meu raciocínio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.