6 thoughts on “Milagres”

  1. Valupi,
    bom dia para ti e que a inspiração não te olvide, estou a 100% pelo vinho.
    Este rapaz fala, hoje no Porto relatando o 31 de Janeiro da dignidade republicana, como quem está em cima de brasas. Aqui está muito bem, quase agradável de ouvir.
    Viva o vinho que as “lécas” já não é assunto.

    Cumprimentos

  2. Padre não tem alzheimer! Todos os dias na missa e regada com tintol.
    Fernando Alves um radialista de eleição consegue trazer -nos em dois minutos o fim da rua e o fim do mundo.
    Na linha radiofónica de há 40 anos do Nuno Martins, Rui Morrison, José Laféria, Luis Filipe Costa, etc…

  3. Cérebro…the last frontier…

    E, da pele…nasce o neurónio…

    A pele é mesmo o mais profundo…

    O combate científico pela manutenção da memória…2 copos de vinho…

    Paradoxo: a libertação do esquecimento… ou o milagre do esquecimento?…

    Afinal…’se bem me lembro’…a memória é também um peso e um arrastamento do passado…talvez nos fizesse falta uma certa amnésia que nos libertasse de todos os condicionamentos para podermos realmente ‘nascer de novo’…

  4. Sou admirador do Fernando Alves, há na sua voz o peso das pedras e a resina dos pinheiros da Beira Baixa (Vergão – Proença a Nova). Já tive a honra de ter um poema meu lido por ele aos microfones da TSF. Parecia outra coisa!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.