5 thoughts on “Milagres de Vítor Gaspar”

  1. ESSES GAJOS (leia-se políticos) TÊM DE SER CONTROLADOS!
    -> Na minha opinião, a filosofia a seguir deve ser: trabalhar no sentido de analisar a ‘coisa’… e não… ficar à espera que os políticos sejam uns paizinhos!!!
    -> Nacionalização de negócios ‘maddofianos’, privatização de empresas estratégicas (e que dão lucro!) para a soberania, PPP’s, etc… SALTA À VISTA que os políticos têm de passar a ser muito controlados por quem paga (vulgo contribuinte)!
    .
    Uma sugestão: blog «fim-da-cidadania-infantil» (Direito ao veto de quem paga, vulgo contribuinte).
    .
    Uma outra sugestão: Islândia: a revolução censurada pelos Media, mas vitoriosa! -> nota: dever-se-ia consultar o know-how islandês.
    Resumo (tudo pacificamente):
    – Renegociação da dívida;
    – Referendo, de modo a que o povo se pronuncie sobre as decisões económicas fundamentais;
    – Prisão de responsáveis pela crise;
    – Reescrita da Constituição pelos cidadãos (e os partidos políticos têm de se aguentar a um muito maior controlo por parte dos cidadãos).

  2. A Islândia tem 200 mil pessoas é do tamanho da Madeira, não é da CE, não tem euro, e o que lá se passou não tem nada haver com o que se passa cá. Peço desculpa de chover na tua parada. A realidade estragou te a festa!

  3. Quer nos países com mais habitantes… quer nos países com menos habitantes… os políticos (e os partidos políticos) têm de passar a ser muito mais controlados… consultar o know-how islandês poderá ser muito útil.

  4. ok, o governo subsiste à conta da credibilidade externa (mercados sugadores), resta saber se sobrevive à credibilidade zero interna…é que esta gentalha é funcionária fantoche de interesses externos, nunca líderes políticos de um país, a favor do qual se recusam a negociar, mesmo quando na Europa as portas se abrem para isso. Como se abriram para Sócrates, mas a oposição e o povo acharam que não. E agora?

  5. milagre, milagre, era um comentário aparecer aqui em menos de 40 minutos depois de ter sido colocado na caixa,,,isso é que era…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.